Modelo de Desconto de Dividendos – Valuation

gordonEste blog é aberto ao publico, naturalmente chegam aqui pessoas de todos os tipos, cada um com seu objetivo especifico e com seu grau de experiência no mercado de ações. O assunto que venho tratar aqui, se interpretado de forma equivocada será mais prejudicial do que benéfico, por isso vou perder um tempo nessa introdução para tentar situar você leitor no cenário ideal para utilização do Modelo de Desconto de Dividendos (DDM).

Primeiro é preciso que você entenda qual o seu objetivo na bolsa, se é fazer trade não importando qual o período esse modelo não vai lhe ajudar, se o foco é investir para acumular patrimônio visando a independência financeira aí sim ele pode lhe ajudar. No acumulo de patrimônio temos duas fases a primeira que é quando estamos crescendo o nosso patrimônio e a segunda quando estamos colhendo esses frutos, esse modelo não tem qualquer utilização pratica nesse primeiro momento isso porque quando se está montando a sua carteira o preço das ações não tem tanta importância, mas sim o seu aporte mensal.

Depois que  a carteira foi montada e começamos a colher o fruto do crescimento do nosso patrimônio aí sim a rentabilidade começa a ter influencia relevante nos resultados, alias acredito que quando chegamos a ter um rendimento passivo de 50% das nossas despesas já podemos nos preocupar com a rentabilidade.

Antes de me aprofundar os estudos em DDM me perguntei: Se não preciso disso agora pra que vou precisar de gastar meu tempo estudando sobre isso? Simples, porque se vou precisar de usar isso no futuro então quero ir pegando experiência desde já.

Definição

O Modelo de Desconto de Dividendos mais conhecido como DDM é usado para valorizar o preço de uma ação usando dividendos futuros previstos e descontando-os de volta o valor presente. Se o valor do calculo for maior que o valor atual da ação significa que a mesma está subvalorizada.

Vale a pena antes de prosseguir abrir um parênteses: o pessoal costuma confundir muito preço com valor, analisar uma ação olhando apenas para o seu preço e determinar através disso um “ponto de entrada”, “preço alvo” ou seja lá o nome que queira dar é limitar a analise e quando fazemos isso as chances de não dar certo são grandes, o que mais vejo por aí é o pessoal fazendo buy & hold e usando analise técnica para determinar ponto de entrada na ação, nada contra analise técnica apenas que para aquele que deseja ser sócio não tem utilidade alguma analisar empresa pelo gráfico de histórico de preço.

O Modelo foi desenvolvido por Myron J. Gordon e Eli Shapiro, mas a formula ficou conhecida como Modelo de Gordon, aqui o currículo do cidadão e a foto no inicio do artigo é dele. A formula que ele desenvolveu pode ser conferida abaixo:

formula ddm

Basicamente em n anos: o preço de uma ação hoje (P0) é igual à soma dos fluxos de caixa atualizados à taxa de período (Kt) isto é seus dividendos (Dt) pagos a cada período bem como seu preço de revenda futuro (Pt).

Se você é como eu, um zero a esquerda em matemática, não se assuste que fiz um aplicativo que faz o calculo pra você: Acesse o aplicativo aqui.

A formula parece grande mas na forma simplificada precisamos de apenas três parâmetros:

  • Valor do ultimo dividendo por ação: DPA
  • Taxa de crescimento do dividendo: Gosto de pegar o CAGR do lucro por ação (LPA) e dos dividendos (DPA) nos últimos 10 anos. Procuro analisar as duas taxas e escolho um numero melhor relacionado com as duas, gosto de ser conservador nesse ponto e assumir que a empresa pode enfrentar algum momento de dificuldade que no curto prazo podem gerar contratempos, adicionalmente a isso sempre olho o índice de payout para saber se ele tem margem para amortecer esses ventos contrários. Gosto de olhar para uma taxa de crescimento que seja adequada para o longo prazo. Essa taxa de crescimento futuro é uma projeção que você deve fazer para a ação, no meu caso as empresas que invisto são de crescimento de dividendos o que me garante uma certa segurança que a empresa manterá essas taxas de crescimento no longo prazo.
  • Taxa de desconto: é basicamente o quanto você pretende ter de retorno no longo prazo eu gosto de assumir a taxa de 10% ao ano, acho um percentual aceitável visto que meu foco no longo prazo não necessita que eu seja agressivo a ponto de requerer taxas de crescimentos mais elevadas, o que diminui consideravelmente meus riscos, isso não chega a ser uma regra cada caso eu analiso mas mantenho esse percentual como norte.

Abaixo um vídeo explicando melhor o conceito (em inglês):

Exemplo prático

Vamos pegar o exemplo da Colgate, olhe os dados necessários para o calculo aqui neste quadro.

Veja que o DPA dela saiu de US$ 0,48 em 2004 para US$ 1,42 em 2014 um crescimento CAGR de 12,81% vamos assumir que ela não conseguirá no futuro esse crescimento médio de 12% nos dividendos, vamos nos conformar com um crescimento de 9%

Jogando os dados no aplicativo que desenvolvi baseado na formula de calculo do DDM teríamos um preço atual  (Preço DDM) de US$ 142,00.

O preço atual de quando estou escrevendo este artigo é de US 68,74.

Temos uma margem de segurança de 106% ou seja a ação está subavaliada.

ddm

Limitações do modelo

O Modelo de Desconto de Dividendos tem suas limitações que não podem ser aplicados em determinados casos. Vamos ver suas limitações:

  • Ideal para empresas de crescimento de dividendos, empresas que tem variações no pagamento de dividendos podem mascarar o resultado final, portanto é imprescindível que ao aplicar esse Modelo de precificação à empresa pague sempre um valor maior de dividendos comparado ao ano anterior, com isso você terá a garantia de que a taxa de crescimento não será negativa.
  • O modelo não pode ser utilizado em empresas que não distribuem dividendos, um dos exemplos que tenho na minha carteira é a Manhattan Associates que nunca distribuiu dividendos, nesses casos você pode usar o LPA mas eu prefiro pra esses tipos de empresa usar o método de fluxo de caixa descontado por dar uma precisão um pouco maior.
  • Sensibilidade na taxa de crescimento escolhida. Definir uma taxa de crescimento dos dividendos dentro da realidade da empresa, evite usar discrepâncias e procure ser conservador pois essa taxa influência o valor intrínseco calculado. Determinar uma taxa de crescimento dos dividendos é importante dado que os dividendos seguem os lucros que por sua vez influenciam no preço da ação.

Conclusão

Esse modelo de valorização das ações é ideal para aqueles que investem em empresa de crescimento de dividendos, mas o que me chamou a atenção no modelo foi a sua simplicidade, o fato de não precisarmos de pegar um monte de dados e fazer diversos cálculos para chegarmos no valuation da empresa torna o modelo de DDM muito objetivo.

Esse modelo como qualquer outro que vise valuation de empresas é falível e possui suas limitações, portanto não deve ser usado como a ultima palavra, como disse antes analise o valor de uma empresa e não o seu preço, veja todos os fatores combinado-os entre si: indicadores fundamentalistas, fosso econômico, governança administrativa, endividamento, cenário onde a empresa está inserida e por fim utilize esse modelo apenas como norte para sua precificação. Foque primeiro nos fundamentos da empresa e seu histórico.

Sem os crescimentos dos lucros, uma empresa seria incapaz de crescer os dividendos por longo período de tempo. Não estou interessado em uma empresa que cresce apenas os dividendos expandindo o payout. Estou interessado em empresas que crescem os lucros e aumentem os dividendos também. Essa combinação também resulta no crescimento da cotação da empresa ao longo do tempo.

Você pode ver que investidores de empresas de crescimento de dividendos podem ter o bolo (dividendos) e ainda comê-lo (ganhos de capital, como um bônus)

Calculadora de precificação para ações crescimento de dividendos

 

Gostou do blog? Então se inscreva na barra ao lado para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

NYSE: Compras Março 2015 – GPC – PAYX – MANH

genuine-partsEsse mês a compra no exterior foi recheada, sigo montando minha carteira no mercado americano, com o planejamento que tenho feito faltam 2 empresas pra fechar a carteira de ações, mas ainda tenho que rever algumas empresas que já foram compradas ano passado para saber se continuarão na carteira.

Esse mês vou começar a colocar nas minhas analises o valor da ação utilizando o modelo de desconto de dividendos proposto por Gordon, como o assunto é bem complexo a ideia é fazer um post explicando como calcular o valor e colocar algumas observações sobre alguns parâmetros que utilizo, acredito que pro final desse mês ou inicio do próximo eu devo estar lançando uma serie de posts explicando sobre o método de desconto de dividendos. Lembrando que é só mais um dado na analise de uma empresa e que ele independente de tudo não pode ser o único fator decisivo para entrar ou sair de um investimento o objetivo aqui no blog e montar uma carteira que gere bons e seguros rendimentos em dividendos visando o longo prazo.

Peguei o valor da vendas das ações do HSBC, somei com o montante que havia enviado para o Trade de Valor e o aporte mensal e realizei as compras abaixo entre 10 e 12 de Março:

Compra de Março de 2015 na bolsa americana
Empresa Código Qtde
Paychex Inc  PAYX  18
Genuine Parts Company GPC 8
Manhattan Associates  MANH  66

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

Paychex Inc – PAYX

Paychex é uma empresa especializada em gerenciamento da folha de pagamento e recursos humanos, seria como um grande firma de contabilidade com mais de 100 escritórios espalhados pelos EUA e atendendo a mais de 500 mil clientes de diversos ramos e tamanhos. Além do mercado americano a PAYX tem escritório na Alemanha e no Brasil.

A empresa vem com uma forte política de aquisições desde o inicio de 2000. Ao longo desse tempo foram mais de 8 grandes empresas do setor de RH adquiridas o que permitiu que sua base de clientes dobrasse de tamanho.

Eu particularmente gosto muito desses cases de negócio, onde a empresa possui uma base bem diversificada de clientes e presta um serviço essencial o que lhe garante uma segurança na geração de caixa e também gosto desse tipo de fosso onde os concorrentes encontram dificuldades para entrar no mercado, característica típica de empresas prestadoras de serviços.

Dificilmente um cliente vai cancelar um contrato com a PAYX por causa que o concorrente ofereceu um desconto. A magia da prestação de serviço é essa, depois que você fideliza o cliente, presta um bom serviço tem o know how e boa parte da mão de obra disponível no mercado pode ter certeza que um concorrente vai encontrar serias dificuldades para entrar no mercado.

Olhando os dados da empresa a sua receita saiu de US$ 1,4 bilhão para US$ 2,5 em 2014 o que dá um crescimento anual de 6,5% é algo bem acima da média do seu setor que está na faixa de 5%.

Seu EBITDA nos últimos 3 anos teve um crescimento anual de 7,2% também acima da industria que ficou pouco acima do crescimento das receitas.

Paychex teve uma quebra no crescimentos de dividendos em 2013 por conta de aquisições onde teve o Payout reduzido de 80% para 42% porem a empresa não possui dividas o que mostra que apesar de todo o crescimento e aquisições ao longo do percurso conseguiu fazer isso de forma bem conservadora utilizado o fluxo de caixa.

Os dividendos por ação em 2005 era de US$ 0,51 e cresceram para U$ 1,40 em 2014 isso dá um crescimento CAGR de 11% ao longo de 10 anos.

Eu valorizo ações utilizando o modelo de desconto de dividendos com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento no longo prazo de 8%. Esta taxa parece justo pra mim, considerando o crescimento do lucro por ação da empresa em seu histórico, bem como o seu pagamento de dividendos. Ventos contrários no curto prazo podem causar um crescimento mais lento, porém acredito que essa é uma taxa de crescimento adequada quando se olha no crescimento para o longo prazo. E o índice de payout deve amortecer qualquer lentidão temporária. A analise DDM me dá um valor justo de $ 70,00.

Essa compra adiciona US$ 25,2 anualmente na minha receita de dividendos. Com o dólar do mês daria R$ 71,57

Genuine Parts Co – GPC

A companhia é uma distribuidora de peças para o setor automotivo e industrial. Com 2600 lojas em todo os EUA, Canada e Mexico e mais recentemente abrindo lojas na Australia e Nova Zelândia. A empresa tem trabalhado ativamente em uma grande estratégia de expansão dos negócios em duas áreas: aquisição de outras redes e abertura de novas lojas. Abaixo um dos centros de distribuição:

Subaru Genuine Parts Warehouse

As vezes eu não consigo entender o comportamento do mercado, o preço do petróleo cai e as ações da GPC caem junto apesar de não ter nenhuma relação direta com extração ou produção de petróleo a empresa por estar inserida no setor automotivo acaba caindo de gaiato nessa onda, basta olharmos os números de 2013 em comparação com 2014 onde a receita respectivamente saiu de 14 bilhões para 15 bilhões e lucro de 685 para 711 milhões. Para nós que investimos no longo prazo não há nada melhor que esses movimentos insanos que vez ou outra o mercado faz.

A expansão da GPC nesse ultimo ano gerou um grande aumento nas receitas, mas esse resultado não pode ainda ser sentido nos lucros, semelhante ao que vemos na UGPA3 aqui no brasil que comprou a rede de farmácias a GPC fez diversas aquisições e o custo relacionados a integração dessas aquisições pesou no resultado final. Seu lucro por ação foi de US$ 4,61 crescimento de 5% em comparação a US$ 4,40 em 2013.

A administração já mencionou nesse ultimo webcast que o custo dessas integrações deve começar a diminuir nesse próximo trimestre e as margens devem voltar aos patamares normais de 7,5% esse inclusive é um ponto que precisa ser considerado ao se investir em GPC, sua baixa margem é característica do setor com uma margem bruta de 30%, margem operacional de 7% e margem liquida de 4% como a empresa vende um produto essencial isso não se torna um problema, uma vez que mesmo com momentos de economia enfraquecida as vendas continuam, afinal se o seu carro estragar vc vai precisar de uma peça para repor independente da situação econômica.

O endividamento da GPC está na casa de 23% do patrimônio o que é um índice relativamente baixo, a empresa tem 265 milhões pra pagar de dívida de curto prazo e gera um caixa operacional de 790 milhões mais do que garantido o pagamento da dívida e dos juros, todo caso como é uma empresa de margem baixa e em expansão precisa-se acompanhar de perto o endividamento para que os juros não corroam os lucros.

A receita bruta em 2005 foi de US$ 9,7 bilhões e em 2014 foi para US$ 15,3 bilhões isso dá um crescimento médio anual de 5,19% bem acima da média do setor.

O crescimento EBITDA dos últimos 3 anos foi de 9,4% e a seu crescimento de lucro por ação está em 7,04% saindo de US$ 2,50 para US$ 4,61 em 2015 se considerarmos o cenário dos últimos 3 anos o crescimento do LPA foi de 8,8%

A GPC paga dividendos crescentes desde 1985 isso dá 30 anos de crescimento nos dividendos. A GPC pode ser considerada uma das empresas aristocratas no pagamento de dividendos. Uma empresa que consegue crescer seus dividendos anualmente por 30 anos consecutivos em um setor tão competitivo merece ser estuda e analisada com muito carinho.

Os dividendos por ação em 2005 foi de US$ 1,25 e em 2014 passou para US$ 4,61 um crescimento nesses 10 anos de incríveis 15,61%

Eu valorizo ações utilizando o modelo de desconto de dividendos com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento no longo prazo de 7%. Apesar da taxa de crescimento dos dividendos ser na casa dos 15% optei por utilizar 7% que é a taxa de crescimento do lucro por ação. A analise DDM me dá um valor justo de $ 153,67.

Manhattan Associates – MANH

A empresa é um provedor e gerenciador de cadeias de suprimentos, Supply Chain – SCM, fornecendo soluções e serviços de consultoria. Ao longo dos últimos anos, a gestão tem sido capaz de aumentar a receita e os lucros. De 2009 a 2014 a receita cresceu a uma taxa anual média de 13,9% ao mesmo passo que as margens operacionais saíram de 9% para 26%. O forte desempenho financeiro da Manhattan está sendo impulsionado por suas soluções e serviços de alta qualidade. A empresa deve continuar a ter um bom desempenho devido ao crescimento contínuo do mercado de SCM, oferta de produtos muito fortes e o crescimento das vendas devem continuar.

Competitividade

TechNavio estima que o mercado de Supply Chain global crescerá a um CAGR de 10,73% até 2018. Esse continuo crescimento de 2 dígitos no mercado vai ajudar a sustentar o crescimento da receita e dos lucros da Manhattan. No entanto o sucesso da Manhattan também vai depender da qualidade na condução das soluções gerenciamento de Supply Chain. Gartner classificou Manhattan Associates como um líder em Sistemas de Gerenciamento e Armazenagem por sete anos consecutivos, os produtos e serviços da empresa são considerados de alta qualidade por analistas da industria, e seus próprios clientes também compartilham desta opinião. No 3T de 2014 o CEO Eddie Capel discutiu a taxa de ganho da empresa “Nossas equipes de vendas continuam a executar excelentes taxas de vitórias na casa de 75% ano a ano e trimestre a trimestre contra os principais concorrentes.” A alta taxa de vitorias nas concorrências só demonstra ainda mais a qualidade de suas soluções. A administração tem e deve continuar a ser capaz de alavancar as suas soluções de alta qualidade.

Manhattan atua no mercado de gerenciamento de cadeias de suprimentos, mas é especializada no setor de varejo. O setor de varejo está mudando rapidamente, e as empresas estão se adaptando a sua cadeia de suprimentos para oferecer uma experiência mais personalizada. Os clientes exigem a capacidade de comprar itens em linha, nas lojas, e selecionar a partir de múltiplas opções de entrega. Isso requer uma grande gestão na cadeia de abastecimento, a fim de reduzir o excesso de inventário.

Crescimento continuo

Manhattan tem sido capaz de aumentar a receita e aumentar a rentabilidade. Receita cresceu dois dígitos ao longo dos últimos anos e em 17,8% nos últimos nove meses de 2014 e esse crescimento deve continuar. A empresa possui uma forte equipe de vendas que vem fechando vários negócios multi-milionários com os clientes e eles possuem um forte histórico de execução que deve continuar. O preço da ação não pode ser considerado valorizado mas também não pode ser considerado hiperdesvalorizada isso significa que os investidores deverão pagar um prêmio significativo num futuro para uma empresa que cresce rápido e é esse prêmio que eu quero usar no meu Trade de Valor.

Trade de Valor: Manhattan Associates Inc - MANH
DATA QTDE PREÇO COMPRA GANHO US$ GANHO R$ GANHO % US$ GANHO % VAL CAMBIAL
09/02/2015 73 48,99  US$115,34   R$ 373,70   3,23 %   4,00 %
09/03/2015  66 49,90  US$44,22   R$ 143,27   1,34 %   1,53 %
RESULTADO FINAL   139   49,42   US$159,56   R$ 516,97   2,32 %   2,77 %

Gostou do blog? Então se inscreva na barra ao lado para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

Genuine Parts Co – GPC

GPCGenuine Parts é uma distribuidora que atua em quatro segmentos o de pecas automotivas de reposição, peças industriais de reposição, produtos de escritório e materiais eletro eletrônicos. A companhia possui cerca de 2.600 lojas em todos o território Americano, Canada e Mexico e em abril de 2013 abriu filiais na Australia e Nova Zelândia.

Parts Automotive Group a divisão da companhia responsável por distribuir pecas automotivas, acessórios e todo um inventario completo para o mercado de reposição automotiva.

O grupo de pecas industriais que é o segundo principal ramo da empresa é operado pela Motion Industries Inc uma subsidiaria da companhia que distribui pecas de reposição e insumos relacionados como por exemplo rolamentos, transmissão de energia mecânica e elétrica, automação industrial, mangueiras e componentes hidráulicos e pneumáticos.

O grupo de produtos de escritório operado através da Richards Company outra subsidiaria da companhia que fornece uma ampla linha de produtos para escritório que também são usados para residência, escolas e outras instituições como produtos de informática, moveis de escritório, material escolar, material de limpeza, itens de segurança e produtos voltados para cadeia alimentícia como os descartáveis.

O grupo de eletro eletrônicos foi constituído em 1998 através da aquisição da EIS Inc que distribui pecas e materiais para mais de 20.000 fabricantes de eletro eletrônicos, sendo o carro chefe o fornecimento de arames e cabos para o mercado norte americano.

A companhia fornece pecas diretamente para fabricantes de automóveis, bem como para outros veículos distribuidores, revendedoras de automóveis, clubes atacadistas e grandes redes de varejo. Além disso a companhia inicio mais recentemente abertura de lojas próprias voltadas para atendimento no varejo aumentando ainda mais o mix de clientes.

Veja como eu analiso as minhas empresas…

Veja mais artigos sobre a Genuine Parts Company – GPC…

*Valores em U$

Fevereiro de 2015 – Dividendos recebidos

Mais um mês se passou e é hora de postar o artigo sobre meu assunto favorito: receitas de dividendos. A razão porque gosto de publicar artigos sobre o rendimento de dividendos é porque são números puros. É difícil argumentar com o sucesso no longo prazo contra o crescimento dos dividendos  quando lenta e seguramente vamos vendo as receitas de dividendos subirem ao longo do tempo e cobrirem nossos gastos.

Os dividendos de fevereiro vieram relativamente abaixo do mês anterior, porém comparados com o ano passado teve um crescimento de 127% isso me tranquiliza pois é reflexo de que estou tomando as decisões que me levam para o caminho certo.

Os destaques do mês foram:

  • Colgate-Palmolive – CLA CL é uma das mais antigas empresas de crescimento de dividendos, os analistas da morning star seguramente avaliam que as perspectivas de crescimento nos dividendos para 2015 é de que passe dos  US$ 1,4 por ação.pg dividendos
    A segurança para isso é que a CL possui alguns mercados ainda muito pouco explorados, um exemplo disso é a Índia dona da segunda maior população da terra e que tem baixos índices de consumo de pasta de dentes, em países desenvolvidos o consumo médio per capita é de 484 gms na Índia o consumo é de apenas 147 gms enquanto que em países como Brasil 599 gms (sim somos o país que mais consome pasta de dente do mundo) e Mexico 544 gms. Isso mostra que a Colgate tem muito a crescer em mercados asiáticos, as estimativas da empresa é que ela apresente ao ano um crescimento de 7% pelos próximos 10 anos nessas regiões. Isso é a garantia de que os crescimentos dos dividendos permanecerão em segurança por um longo período de tempo.Atualizei o quadro da empresa com os dados de 2014.
  • BANCO BRADESCO SA – BBDC3: Banco apresentou mais um ano de crescimento robusto, crescimento nos lucros, receita e dividendos nem tem o que se reclamar, enfim como a diretoria acredita que esse próximo ano segue a mesma tendência, principalmente nas carteira de credito que deve se destacar apesar de todas as dificuldades e contratempos que a economia desastrosa desse nosso governo possa criar. Os dados de 2014 foram atualizados na pagina de empresa.

Conforme anunciado nesse post resolvi fazer um Trade de Valor com a ação da Manhattan Associates Inc, a principal vantagem que eu vejo no trade de valor para o trade tradicional é que você não precisa de gastar horas e mais horas diárias analisando o mercado e calculando o momento certo de entrar e sair, sem falar em toda aquela tensão que existe no trade em que precisamos ficar muito atendo pra pegar os melhores pontos de entrada e depois ficar monitorando os pontos de saída.

Pra ser sincero eu gastei apenas 4 horas analisando a Manhattan quando fiz a primeira compra, isso porque tive que ler alguns balanços passados pra entender melhor do negócio e como meu inglês é ruim acaba me tomando muito tempo, depois foi menos de 10 minutos pra fazer as compras.

Abaixo a tabela com as operações de compra e os respectivos ganhos/perdas:

Trade de Valor: Manhattan Associates Inc - MANH
DATA QTDE PREÇO COMPRA GANHO US$ GANHO R$ GANHO % US$ GANHO % CAMBIAL
09/02/2015 73 48,99 US$115,34 R$ 373,70 3,23 % 4,00 %
09/03/2015 66 49,90  US$44,22 R$ 143,27 1,34 % 1,53 %
RESULTADO FINAL 139 49,42 US$159,56 R$ 516,97 2,32 % 2,77 %
Fevereiro de 2015 - Receita com dividendos BVMF
Ativo Cód Valor
FII AESPAR AEFI11 R$ 17,00
FII AG CAIXA AGCX11 R$ 29,20
FII BB PRGII BBPO11 R$ 21,64
FII BMBRC LC BMLC11B R$ 24,07
FII BC FUND BRCR11 R$ 29,29
FII CX CEDAE CXCE11B R$ 14,90
FII MTGESTAO DRIT11B R$ 19,68
FII OURINVES EDFO11B R$ 12,07
FII GALERIA EDGA11B R$ 14,72
FII EUROPAR EURO11 R$ 37,70
FII ANH EDUC FAED11B R$ 19,69
FII RIOB RC FFCI11 R$ 15,09
FII RB CAP I FIIP11B R$ 40,63
FII S F LIMA FLMA11 R$ 35,21
FII CSHGSHOP HGBS11 R$ 27,60
CSHG JHSF PRIME OFFICES  HGJH11 R$ 9,40
FII CSHG LOG HGLG11 R$ 17,40
FII HG REAL HGRE11 R$ 23,20
MAXI RETAIL  MAXR11B R$ 58,50
FII D Pedro PQDP11 R$ 2,66
FII RBPRIME1 RBPR11 R$ 4,12
BRADESCO BBDC3 R$ 3,20
PARANA BANCO  PRBC4  R$ 175,90
Total   R$ 652,87
Fevereiro de 2015 - Receita com dividendos NYSE
Ativo Cód Valor
PROCTER & GLAMBER CO  PG  U$ 6,31
COLGATE-PALMOLIVE  CL  U$ 3,53
Total  R$ 25,68 U$ 9,84

Total Geral: R$ 678,55

  • Dólar utilizado para conversão: R$ 2,61 (veja aqui)
  • Valores de dividendos das ações de NYSE já são declarados como líquidos, ou seja considerando o imposto de renda.

 

Acompanhe na pagina com as atualizações dos rendimentos mensais e veja como anda a evolução da minha carteira.

Veja como funciona os dividendos no EUA.

NYSE: Vendas Março 2015 – HSBC

hsbcA primeira ação a ser retirada da minha carteira no exterior foi o HSBC, ela foi uma das primeiras empresas que eu comprei no exterior, na época eu avaliei diversos outros bancos do mesmo porte do HSBC e o que me motivou a comprar foi a relativa melhora nos fundamentos do HSBC e a forma como ele passou pela crise de 2008, que afetou o banco bem menos que os demais concorrentes.

Depois que comecei a dar mais algumas lidas em alguns balanços do banco ficou claro do porque a crise de 2008 não o afetar tanto quanto os concorrentes.

Como pode ser visto na imagem abaixo o banco está mais concentrado em mercados emergentes, em especial Hong Kong e China, os emergentes sofreram bem menos que os desenvolvidos na crise de 2008 boa parte motivada pelo forte crescimento da China e o boom das commodities, um cenário que pertence ao passado, todos sabemos que os mercados emergentes estão enfrentando fortes dificuldades para encontrar novamente o caminho do crescimento e isso de acordo com analistas tende a durar um bom par de anos.

 

hsbc presença

Quando comprei as ações, sabia que o banco já estava enfrentando dificuldades nos mercados emergentes, acompanhei diversas analises e ouvi as teles e todos questionavam essa dificuldade que o HSBC vinha encontrado em achar um crescimento orgânico em meio a todos esses problemas nos mercados emergentes. Enfim eu acreditava na diretoria e resolvi pagar pra ver.

Fechado o ano de 2014 o banco não conseguiu cumprir as metas de crescimento e além disso teve um resultado bem inferior aos dos piores analistas projetavam:

  • Lucro EBITDA de 2013 em US$ 19 bilhões
  • Lucro EBITDA de 2014 em queda para US$ 14 bilhões, sendo que nesse ultimo tri teve um prejuízo EBITDA de 2,4 bilhões.

Eu sei que o prejuízo foi não recorrente uma cifra de US$ 5,9 bilhão por conta de multas e todo esses processos de corrução que andam rondando a imagem do banco e não para por aí, pelo que li o governo americano já tem engatilhado uma serie de multas para ser aplicada na instituição em 2015, tanto que o CEO disse já estar provisionado dinheiro no caixa para eventuais custas no processos, isso sem contar nas demais despesas que um processo traz junto, como advogados, gastos com marketing para recuperar a imagem do banco, enfim os efeitos podem ser maiores do que possamos imaginar.

Outro ponto negativo que acompanhei no cast foi que os analistas questionaram o banco sobre a preocupação em redução das despesas administrativas que saltaram de 49 para 52 bi em 2014 e a administração disse que não tem nenhum programa nesse sentido, que o objetivo deles no momento e fazer a reestruturação fechando agencias e operações que não estão trazendo resultados e só depois pensar em cortar custos, ou seja a tendência é que os lucros fiquem ainda mais enxutos.

Pode até parecer que esses foram os motivos que me levaram a zerar a posição no HSBC, mas no caso o motivo foi o fato da complexidade que é analisar um banco do tamanho do HSBC, eu até hoje fico me perguntando que diabos me deu na cabeça de comprar ações de uma empresa tão complexa, são muitas variáveis a ser analisar por exemplo ele atua em diversos países, então tem fatores cambiais, macro e micro econômicos que podem influenciar, sem contar na diversidade de regulações que eles enfrentam, as quantidades enormes de produtos que o banco oferta e tentar entende-los não é uma tarefa nada fácil.

Estou focando meus investimento em empresas que possuam um case de negócio bem simplificado e fácil de entender, meio que uma filosofia Warren Buffett de ser, acho que quanto mais complexo é a operação de uma empresa, maiores são as chances de você errar na analise. Compare o case de negócio de uma Coca-Cola com um banco diversificado como HSBC e você vai entender que com 3 segundos você consegue definir o case de negócio da Coca (“vende refrigerante e bebidas”) já o do HSBC seria preciso uns 3 a 4 parágrafos para descrever o que ele faz.

Pra resumir os pontos negativos que vejo no momento:

  • Case de negócio muito complexo.
  • Enfraquecimento nas economias onde atua e sem perspectivas de crescimento por um bom período de tempo.
  • Custos administrativos aumentando e sem política de redução no curto prazo.
  • Prejuízos em várias operações de países específicos e mercado importantes para o banco.
  • Processos jurídicos que gerarão altos custos não recorrentes.

Venda realizada em 2 de Março de 2015

Venda de março de 2015 na bolsa de New York
Empresa Código Qtde
HSBC HOLDINGS PLC  HSBC   19

Já atualizei a minha carteira com essa venda.

 

BVMF: Compras Março 2015 – CIEL3 – UGPA3

Minha ultima compra de empresa no mercado brasileiro foi em novembro de 2014, de lá pra cá meu foco foi no mercado Americano, depois da venda do Paraná Banco juntei com os dividendos que estavam na conta e efetuei a compra de CIELO e ULTRAPAR.

Compra de março de 2015 na bolsa brasileira
Empresa Código Qtde
CIELO SA  CIEL3   100
ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES SA UGPA3   30

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

CIELO SA – CIEL3

Empresa excelente, já possuo posição nela a bastante tempo e venho acompanhando sua evolução a cada semestre, tinha bastante tempo que não fazia um novo aporte, mas isso foi porque estava reestruturando minha carteira de ações, passado esse primeiro momento agora posso retomar os aportes regulares nas empresas.

A Cielo vem tendo um crescimento da receita e dos lucros bem orgânico, o principal impulsionador para isso é as antecipação de recebíveis e acredito que esse carro chefe tende a se expandir ainda mais nós próximos anos dado o cenário econômico desafiador do mercado brasileiro.

O que mais me motivou a um novo aporte na empresa foi a Joint Venture que pode abrir um novo nicho de negocio, se a Cielo conseguiu manter o controle de custos por serviço que tem na controladora é certo que o negócio de cartões com o BB tem tudo para ser um sucesso. Tem que acompanhar para ver se o aumento no endividamento e posteriori pagamento do juros vão corroer os lucros estimado de 400 milhões a entrar no caixa da empresa.

cielo jv bb

A participação do BB cartões no mercado é de 25% e a Cielo está entrando com 9bi para a criação dessa JV se comparamos com a aquisição que o Itau fez da Credicard do Citi Bank no ano passado que foi de 3bi, mas que tem apenas 4% do market share de cartões, deixa claro que a priori o negócio da Cielo x BB foi fechado com o excelente desconto.

ULTRAPAR PARTICIPAÇÕES SA – UGPA3

Eu já falei recentemente da empresa nesse post, mas só pra reiterar que a minha expectativa sobre a Extrafarma permanece e acredito que com o tempo a empresa tende a tirar bons frutos dessa aquisição, uma vez que eles já possuem um excelente histórico visto que fizeram no passado com o posto Ipiranga.

Esse primeiro momento temos um custo elevado para fazer a integração dos processos e estruturação, além do fato da abertura de novas lojas, mas depois que a coisa estiver consolidada eu acredito que o EBITDA vai começar a crescer com mais força e isso vai ser refletido nos dividendos e nos lucros.

extrafarma