Turistando com Dividendos: Trim Castle – Irlanda

Parece mentira, mas minha vida anda tão corrida que não consegui nem turistar desde que cheguei aqui. Veja aqui minha primeiras impressões de Dublin. Nesse final de semana passado falei com a esposa que iríamos sair de qualquer jeito, resolvemos um passei curto e barato, a melhor opção pra isso seria o Trim Castle, acordamos cedo no domingo e partimos.

Quem me segue no Instagram, já tinha recebido as fotos, mas aqui vamos trazer alguns destaques, pra começarmos vamos conhecer um pouquinho da história do castelo.

Laura indo pro Trim Castle maior castelo da Irlanda Porto Seguro contra os ataques Vikings

Uma foto publicada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

Vídeo resumo

Antes confira aqui um vídeo que fiz do passeio, bem ainda não estou 100% com a GoPro mas já deu pra brincar, tenho que ver algum macete pra não ficar captando muito vento e claro melhorar um pouco os roteiros para os próximos vídeos.

História

O castelo foi construido em 1173 e serviu como base para proteger dos ataques vikings, vale lembrar que o Trim Castle sempre teve um propósito mais militar, então não era um castelo cheio de glamour. Depois de sua construção por Hugh de Lacy o castelo passou para Jeoffrey (não é o do Games of Thrones) que adicionou mais algumas partes na construção.

Custo e como chegar no Trim Castle

Para ir ao castelo você pode pegar um ônibus no centro de Dublin a linha é a 111 da empresa Bus Éireann só descer na estação do VLT e desce na estação Busaras. Chegando na rodoviária só se dirigir numa maquina e comprar o ticket do passeio.

Máquina pra comprar a passagem de ônibus do Trim Castle

Uma foto publicada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

Aqui o preço é melhor pegar a Day Return quando você compra já a passagem de ônibus de ida e volta se for no mesmo dia. Sai por 18 € o adulto minha esposa como tinha carteira de estudante compramos a dela via opção de Student vai rolar um leve desconto.

Parte interna do Trim Castle

Uma foto publicada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

O castelo foi cenário do filme Coração Valente o que acabou reformando boa parte do Trim Castle que estava bem acabado antes do filme, quem for lá passa numa hamburgueria na frente do castelo, tem umas fotos bem legais do Mel Gibson por lá e mostra parte dessa reforma. Comemos uma fritas com frango pra reforçar o estômago antes de voltarmos a Dublin.

La dentro você paga 4 € para fazer um tour ou 2 € para estudantes, tentamos carteirar uma entrada de estudante, mas de acordo com a guia não poderia aceitar pois minha esposa não estava com uma carteira de período integral. Moral da história gastamos aí 8  € na entrada, mas valeu a penas o interior da torre é muito legal.

Foi esse cara que construiu o castelo

Uma foto publicada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

Trim Castle é um passei de baixo custo e bem tranquilo de se fazer, típico passeio de família, infelizmente não tive tempo de dar muita pernada na cidade que parecia muito legal, afinal acabei acordando um pouco tarde no dia, mas se você conseguir sair cedo de Dublin vale a pena dar uma voltas por lá, qualquer coisa é só deixar pra dormir no ônibus.

Meu negócio #5: Primeira medida de reestruturação gerar aumento da receita

PC113 Prime Competence imageNesse video mostro como logo após a fusão consegui aumentar a geração de receita da empresa em até 30% com um único movimento, simples e fácil.

Também falei sobre como você empreendedor ou líder deve se preocupar em buscar fontes alternativas de receitas para seu negocio, isso será a fonte de sucesso no longo prazo.

 

 

Instagram

 

Retornando um pouquinho dos dividendos recebidos de MCD e apresentando a Laura

Uma foto publicada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

Receber novidades por e-mail

Gostou do blog? Então se inscreva no campo abaixo para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

Papo de Dividendo #26: TSLA – MAR – FB – BA – NTDOY – AAPL – AMKAF – XOM – T – SSNLF – GOOGL

– Tesla revela plano pra SolarCity
– Marriott fecha fusão com Starwood
– Facebook tem inflado views dos vídeos
– Boing obtém licença do governo para vender aviões ao Irã
– Pokemon Go febre diminuindo
– Apple rumores que pretende comprar McLaren
– Moeller Maersk vai rolar spin-off
– ExxonMobil parece que vai conseguir comprar
– AT&T internet na velocidade da luz
– Samsung vai vender quatro empresas
– Google pode ter que pagar uma grana
IPO semana:

– MedEquities Realty Trust – MRT
– Nutanix – NTNX
– Tabula Rasa HealthCare – TRHC
– Fulgent Genetics – FLGT
– Full Spectrum – FMAX

Você pode assinar o Feed do Podcast ali do lado ou utilizando esse link, é muito pratico e simples. Veja mais papos de dividendos.

Viver de Dividendos Papo de Dividendo #26: TSLA - MAR - FB - BA - NTDOY - AAPL - AMKAF - XOM - T - SSNLF - GOOGL
Like
0 plays
0 likes

Colabore com o blog

Todo o conteúdo do blog é distribuído gratuitamente. Acredito que a informação deve ser democratizada, minha ideia ao criar o blog, foi acima de tudo, ser um instrumento para ajudar o pequeno investidor a conhecer e compartilhar informações sobre a bolsa de valores e o mundo dos negócios. Por isso sempre estou a produzir conteúdos relevantes ao tema, trazendo vídeos e artigos atualizados.

joker

Se você gosta do blog, se você já aprendeu algo por aqui, se você se identifica de alguma forma com o nosso trabalho realizado aqui e quiser demonstrar isso através de uma colaboração, utilize um dos botões na lateral do site para realizar uma doação única. Nós deixaremos nosso muito obrigado a você no nosso Papo de Dividendo.

 

 

NYSE: Compras Setembro 2016 – FPI

U.S.-FarmEstou montando minha carteira de REITs nos Estados Unidos, se acompanhar minhas ultimas compras logo vai perceber que meus aportes estão sendo direcionados para ativos dessa categoria. Neste aporte a compra foi destinada ao Farmland Partners FPI um REIT especializado em fazendas.

Meu foco é procurar ativos que proporcionem segurança na distribuição dos dividendos, por isso muitas vezes opto por comprar determinados REITs que apesar de não possuírem altos Yields, mas me deixam dormir tranquilo de noite.

Provavelmente se pegar alguns REITs que comprei vai achar outros distribuindo o dobro de dividendos, mas uma pergunta que sempre me faço é se esses dividendos serão sustentáveis à longo prazo.

Compras setembro de 2016 na bolsa de Nova York - Parte 2
Empresa Código Qtde
Farmland Partners Inc. FPI  400

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

Inclusive atualizei a pagina com a minha Carteira excluindo os ativos que foram vendidos. Se ficar surpreso de porque todas as minhas ações Brasileiras não estão constando mais na lista, veja nesse vídeo o porque.

Farmland Partners Inc

Em se tratando de fazendo não podemos deixar de começar com a demanda, lembre-se que não existe excesso de oferta mundial para o mercado de grãos, impulsionando um crescimento projeto de 45% na demanda mundial de grãos até 2050.

Do lado da oferta você pode imagina a agricultura como um modelo de “zero vacância”.

Em outras palavras as concessões de explorações são estruturadas com um pagamento em dinheiro de um ano na frente. É essencialmente um deposito de segurança para um ano de aluguel, isso é uma pratica muito comum, uma vez que temos muito poucas terras arável e a grande maioria não utilizado.

Tenho certeza que já deve ter escutado do seu pai ou dos seus avos algo como: ‘Compre terra porque com elas você não irá perder dinheiro”

Farmland Partners é um REIT gerenciado internamente com 646 milhões de total de capitalização. Temos outros REITs nesse setor porem FPI é maior que os outros 2 juntos.

Crescimento

Farmland Partners é um REIT que pretende adquirir terras agrícolas nos USA de alta qualidade e também faz empréstimos a agricultores com garantia nas fazendas. O portfólio do REIT é composto de 270 fazendas somando 115k de hectares.

Nesse 2T16 FPI comprou mais 8 fazendas em seis estados americanos, totalizando 3,6k de acres. Seu IPO em 2004 começou com 70 milhões em ativos imobiliários. Atualmente o REIT está com 615 milhões de ativos.

330973_14724312587691_rId6

Desde o IPO a Farmland Partners saiu de 38 fazendas e 7,3k de hectares para um total de 270 fazendas com um total de 115k de hectares. O REIT conseguiu crescer de forma sustentável mais do que muitas empresa na bolsa.

Como podemos observar acima as fazendas estão divididas em 4 regiões

  • Cinturão do milho com 35 inquilinos
  • Planicies com 18 inquilinos
  • Delta com 16 inquilinos
  • Sudeste com 15 inquilinos

Porque escolher um REIT de fazenda?

Claramente o FPI é o consolidador dos REITs de fazendo isso é evidenciado no seu potencial de crescimento externo e a sua capacidade de alcançar escala, desde seu IPO a proposta deste REIT foi se tornar o maior REIT publico de fazendas e ele vem realizando isso com sucesso.

O REIT conseguiu controlar isso tudo com apenas 13 funcionários, atualmente nesse ultimo tri foi contratado 3 novos membros pra equipe, foi uma conselheira geral, um VP de desenvolvimento de negócios com foco em cultura especializadas de cultivo e um novo executivo de contabilidade, Isso é bom que teremos mais organização, porém significa mais custos para nós que somos os cotista uma vez que teremos um aumento nas despesas gerais e administrativas. Faz parte do jogo, isso é o preço a se pagar pelo crescimento.

Um dos pontos que mais gostei no FPI é que seu foco tem sido voltado para as culturas de linha, diferente dos outros REITs que tem focado em cultura especializadas (como morango e outras frutas), FPI é cultura de grãos. A ideia da empresa é expandir sua cultura especializada para algo em torno de 20 a 25% da carteira.

Tenha em mente que culturas de especialidade são de maior risco, mas em contrapartida oferecem taxas mais elevadas. Isso vai ser refletido no desempenho do FPI comparado com seus outros pares, com isso você já vê que as linhas de culturas adotadas interfere nos rendimentos. Como disse no começo do artigo não estou em busca apenas de retornos, mas sobretudo de segurança na distribuição, acredito que o risco de cultura especializadas pode ser um pouco maior por isso prefiro REITs como o FPI.

O proprio CEO do FPI disse no ultimo release:

O temos é um cabo de guerra entre a demanda de um lado e a colheita ou tamanho da safra do outro lado. E estamos a falar de uma cultura relativamente grande aqui no Estados Unidos como o milho e soja.

A procura por esses recurso está aumentando rapidamente.

Então, se fossemos trader de commodities ficaria preocupado com o tamanho desta cultura, mas não somos trader de commodities. Nós somos adquirentes de terras agrícolas e gerentes de fazendas. É o lado da procura a longo prazo para a demanda mundial de alimento, face a escassez de terra

Este é o momento para investir nesta classe de ativos, não é a hora para retirar.

O CEO saliente que um aumento nos valores da terras agrícolas iria gerar um aumento de rendas e fluxo de receitas para o caixa do REIT.

 

Fundamentos

Esse estilo de REIT tem uma característica muito boa, os agricultores pagam o aluguel do ano todo adiantado. Os retornos da agricultura são suscetíveis a ciclo de tempo e preço das commodities. O agricultor quando investe em uma fazendo sempre visa um retorno de longo prazo, que depois de anos irão lhe trazer rendimento consistentes e crescentes das terras existentes.

Além de exigir o pagamento adiantado dos alugueis o FPI muitas vezes negocia as locações estruturadas com bônus. Por conta desses bônus os retornos do FPI podem ser um pouco voláteis, por exemplo o FPI tem uma exposição maior no cinturão de milho e essa região teve um redução nos lucros o que diminuiu a renda do FPI.

A maior parte do portfólio do REIT está localizada em Illinois, onde os preços do milho estão sobre pressão o que tem comprometido o lucro das companhias. Com o resultado da fraqueza e o aumento dos gastos gerais e administrativos o REIT fez uma revisão do AFFO para baixo passando de 0,51 para 0,43.

Ok não é uma boa noticia, mas a minha perspectivas nesse REIT são mais de longo prazo e eu sei que existirá volatilidade maior nele, assim como sei nos REIT de hotéis então são REITs que você não deve se preocupar com o valor das cotas senão ficará maluco.

Antes de concluir, deixe-me lembra-los dos riscos: volatilidade agrícola (1) volatilidade por ser uma small cap (2) cíclico (3) maior alavancagem (4) setor recente na bolsa sem grandes históricos de dados (5)

Geração de Dividendos

Considerando os últimos dividendos distribuídos, tenho uma adição de U$ 204,00 convertendo isso para o cambio de hoje teríamos R$ 661,78 de dividendos adicionados na minha carteira todo ano.

Invista nos Estados Unidos

Se você gostou deste REIT e quiser comprar outros com o mesmo perfil, saiba que é possível investir nos Estados Unidos de forma simples e barata. Não precisa ter tanto dinheiro e pode-se operar daqui do Brasil.

Abra sua conta numa corretora americana, diversifique seus investimentos em dólar e comece agora mesmo a montar sua carteira de ações nos Estados Unidos. Veja aqui como Abrir uma conta na corretora americana.

Enquanto isso…

WhatsApp Image 2016-09-24 at 23.25.06

 

Primeiras impressões em Dublin – Irlanda

citywallpaperhd.com-265Entenda como foi os primeiros dias do Viver de Dividendos na Irlanda, veja minhas primeiras impressões em Dublin, meus primeiros desafios que precisamos de enfrentar nessa nova empreitada da família.

Vou falar no video sobre o custo dos alugueis atualmente e a dificuldade em achar uma nova casa, vou falar sobre uma tentativa de golpe que tentaram aplicar na gente ao tentarmos alugar uma casa.

Vou falar também sobre o custo de telefonia celular e internet móvel, apresentar as melhores opções para se ter uma internet no celular em Dublin, a melhor operadora pra você comprar um chip pre-pago.

Apresento as melhores lojas pra se comprar roupa e eletrônicos como celulares, computadores, iPads e iPhones aqui em Dublin.

Remessa de dinheiro ao exterior

Esta morando fora do Brasil ou tem algum parente ou conhecido morando fora e precisa de enviar dinheiro para fora do pais, utilize a Remessa OnLine é o meio mais fácil, rápido e barato de enviar dinheiro para fora, abre o link direto aqui… ou veja nesse artigo como executar passo a passo uma remessa online.

 

Receber novidades por e-mail

Gostou do blog? Então se inscreva no campo abaixo para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

Porque não invisto em ETF

Porque não invisto em ETFNesse artigo vou mostrar aos investidores porque montar sua própria carteira de ações é mais vantajoso e menos arriscado do que investir em um ETF. Depois de muitos perguntarem vocês vão entender porque não invisto em ETF. Estive pra fazer esse post a um tempão, mas sempre protelava. Agora como temos alguns blogueiros indo para o mercado americano, resolveu me animar de falar sobre esse assunto, apesar tão espinhoso, esse pessoal fã boy de ETF costuma ser meio fanático kkk.

Pode ter certeza que vai chover de gente nos comentários criticando a veras muitas coisas que vou falar, ou apresentando mil argumentos contra, mas o fato é que acima de tudo eu respeito quem investe em ETF, se o cara quer colocar sua grana nisso, beleza pra mim… acontece que eu não tenho perfil pra esse tipo de investimento.

O retorno dos dividendos

Os dividendos históricamente contribuíram com cerca de 40% do retorno médio das ações do principal índice do mercado. Se considerarmos o reinvestimento desses dividendos teríamos uma contribuição de quase 97% do S&P 500  desde 1871. Assim sendo não é nenhuma surpresa que o interesse cada vez maior dos investidores por empresas de crescimento de dividendos vem aumentando. Se você não sabe do que se trata empresas de crescimento de dividendos dê uma lida nesse artigo.

Temos dois caminhos diferente apresentados aos investidores aspirantes dos dividendos. O primeiro caminho é fazer sua própria carteira. Outro caminho é confiar na experiência de um investidor profissional e investir em fundos de dividendos ou em ETF de dividendos. Neste artigo vamos comparar os dois métodos.

As vantagens dos ETF

  • Uma das principais vantagens dos ETF é que você consegue uma diversificação instantânea, uma vez que muitos deles já possuem uma cesta grande de títulos. Você quando compra um ETF já automaticamente está comprando toda essa diversificação junta.
  • Também pode ser mais barato a níveis de taxas comprar um ETF do que comprar 30 ou 40 ações, porém isso pode ser mitigado dependendo da estratégia de aportes que resolva adotar.
  • Outra vantagem é que um ETF de dividendos você terá bastante tempo economizado na investigação ou manutenção da sua carteira de ações. Este beneficio é especialmente importante para aqueles investidores que são muito ocupados. Talvez para esses o ETF se encaixaria como uma luva. Vamos falar sobre isso novamente na conclusão.

Desvantagens dos ETF

  • Uma desvantagem que pode ser muito prejudicial é que os ETF podem seguir um índice ou ter uma estratégia que é demasiado lenta ao reagir às mudanças do mercado para os ativos que estão na carteira. Por exemplo as empresas que integram o ETF  S&P High Yield Dividend Aristocrats (SDY) são adicionadas ou removidas uma vez ao ano. Isto significa que uma empresa como a General Electric (GE) que cortou os dividendos em fevereiro de 2009 ficou no ETF até dezembro de 2009.

A maioria dos investidores que gerenciam sua própria carteira logo vendem a empresa quando a mesma corta os dividendos, alguns como o Viver de Dividendos sempre que possível tenta prever esse movimento para evitar perdas maiores, veja aqui.

Você precisa entender que quando uma empresa de crescimento de dividendos corta os dividendos as ações despencam, porque as expectativas do mercado sobre a empresa ficam muito ruins, esperar até o final do ano para remover essa posição pode ser muito ruim para o investidor e causar muitos prejuízos. Um risco altíssimo a se correr nesses casos.

  • Outra desvantagem é que muitos desses ETF de dividendos correm no piloto automático. Temos um exemplo recente de ETF que sobrepuseram empresas com rendimentos mais elevados, sem levar em consideração a sustentabilidade do pagamento dos dividendos.

Vocês sabem que sempre falo aqui no blog para não ficarem atras de Yield igual malucos, para procurarem comprar empresa que oferecem um pagamento de dividendos seguros ao longo do tempo, eu mesmo me intitulo um investidor de tempo de mercado e não de timing de mercado.

Sinceramente você paga lá uma taxa administrativa pro ETF rodar no auto-pilou, pra isso você mesmo fazia um filtro de tantas empresa em X% de DY e pronto, mandava comprar. Não se assuste mas muitas ETF funcionam assim, e o pior que muitos investidores enchem a boca pra falar que estão investindo no ETF XYZ e não sabem que ele roda em auto-pilot.Por conta desse problema crônico muitos ETF estavam com sobrepeso de Bank of America (BAC) ou Fifth-Third Bank (FITB) antes desses cortarem os dividendos substancialmente. Isso adicionou ainda mais sofrimento aos investidores do ETF quando o preços das ações começaram a despencar ainda mais.

  • Uma terceira desvantagem dos ETF é a taxa anual de administração. Depende muito de quanto são gerenciáveis o portfólio dos ETF geralmente paga-se algo de 0,40% num iShares Dow Jones Select Dividend Index ETF (DVY) a 0,60% para um Powershares Dividend Achievers ETF (PFM). Isso poderia prejudicar o desempenho no longo prazo e quando você perceber que isso ficou caro demais, aí pode ser tarde!
  • Rotatividade excessiva dentro da carteira também pode atrapalhar bastante os desempenho, já vimos aqui que o ideal é manter as ações por longo período de tempo. Você encontrará muito ETF pequenos mas que terão um alto giro de ações na carteira que pode desvirtuar o desempenho no longo prazo. Conheça aqui a história o pior fundo de investimento de todos os tempos.
  • Outro problema é que os ETF costumam concentrar suas explorações nas blue chips dos dividendos, que são responsáveis por grande parte do movimento dos resultados. Por exemplo as dez explorações de maior expressão no portfólio de um dos maiores ETF o Powershares Dividend Achievers ETF (PFM):
    pfm portifolio
    O PFM tem atualmente 212 participações. As explorações do top10 são correspondentes a mais de 46% do total da carteira. Assim você compra um ETF com 212 participações e 46% da sua carteira fica centralizada em 10 empresas, pra mim não parece ser uma estratégia de diversificação muito inteligente.
  • Outro ponto é a questão fiscal, muitos dizem que ETF reinvestem dividendos vão livrar da mordida dos 30% do imposto de renda cobrada pelo governo americano. Se ele vai reinvestir os dividendos uma hora você vai ter de vender para usufruir da sua IF, nesse momento que você vender, vai pagar ganho de capital sobre o ganho normal e mais os dividendos que foram reaplicados, até aí tudo bem você fica na mesma situação que o cara que tem a carteira própria e já pagou de uma vez os 30%.

O problema é que ganho de capital tem variação cambial, digamos que quando você comprou você pagou ali um dólar de R$ 3 e daqui a 20 anos você foi vender, a inflação e cenário politico nesse nosso país querido, levou o dólar para R$ 6.Bem não precisa ser gênio pra entender que você estará numa situação muito pior que a do investidor que Vive de Dividendos que preferiu ter a sua própria carteira e pagar antecipadamente os seus 30% não correr o risco de variação cambial.

Conclusão

Tem muita gente que investe em ETF e nem conhece ao certo como o índice é montado, isso por si só já daria para fazermos um post trazendo um único exemplo de como um índice de ETF é montando para incluir ou remover ações, iria até abordar aqui, mas ficaria muito extenso e os ETF não são nada fáceis de entender.

Compreender como são incluídas ou removidas determinadas empresas do índice não é uma tarefa muito simples. E muitos investem nesses ETF sem ao menos saber como essas engrenagens funcionam por trás, será que seria muito rude dizer que estão dando um tiro no escuro.

Quer investir nos ETF, primeiro entenda cada ponto de como o índice dele é formado, depois faca seus aportes. Você vai ver que vai gastar mais tempo aprendendo sobre os ETF do que montando sua própria carteira de ações de crescimento de dividendos.

Quando compramos um ETF, teremos que pagar uma taxa anual de gestão, estaremos sujeitos a um grande volume de giro na carteira, exposição anual a respostas do mercado e essencialmente terá uma carteira que não é tão diversificada com parece inicialmente.

Se você simplesmente comprar ações de grandes empresas como o Wal-Mart (WMT), Procter & Gamble (PG), Johnson & Johnson (JNJ), PepsiCo (PEP) e outros, os investidores poderiam se beneficiar dos dividendo sem precisar de pagar taxas anualmente.

Se ao invés disso os investidores focassem em montar sua própria carteira, eles poderiam ajustar o peso de sua carteira de forma mais segura fazendo uma diversificação de verdade, eliminariam as taxas anuais de gestão, eles poderiam investir em pequenas e promissoras empresas de crescimento de dividendos e não ficariam limitados apenas às blue chips.

Apesar de pintar um quadro pessimista sobre os ETF não quer dizer que sejam de tudo ruim, como comecei o artigo ele tem seus pontos positivos, tem suas vantagens seu publico alvo, afinal se fossem de tudo ruim já teriam saído do mapa. No final o importante é você se sentir confortável com seu investimento, se você gosta de ETF e não se sente bem tendo que gerenciar sua carteira de ações, então esqueça tudo que eu disse, se você é como o Viver de Dividendos que não gosta e ETF e gosta de ter o controle do que está fazendo, então esqueça qualquer argumento que bom sobre ETF e continue com sua carteira, e finalmente… se você está indeciso sobre qual caminho seguir, leia novamente o post e tire suas conclusões.

No final o mais importante é você se sentir confortável com o tipo de investimento que escolher para colocar seu dinheiro, não adianta colocar a grana no lugar XYZ porque ali rende melhor, porque disseram que é mais seguro, se isso lhe tira o sono a noite. O melhor investimento é aquele que você se sente mais seguro!

 

 

Meu negócio #4: Como negociei a fusão da minha empresa

Como negociei a fusão da minha empresaDando continuidade a nossa serie na qual estamos falando sobre o mercado de TI, porém mais propriamente sobre a minha empresa e como tenho feito o processo de fusão com outra empresa do ramo. Nesse vídeo vou mostrar como negociei a fusão da minha empresa.

Lembrando que cronologicamente esse vídeo foi gravado antes desse.

Instagram

Receber novidades por e-mail

Gostou do blog? Então se inscreva no campo abaixo para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.