O problema da Italia e a Zona do Euro

O problema da Italia e a Zona do Euro

Pesquisei um pouco mais, desde o último artigo que escrevi sobre o bloco da Uniao Europeia e como os italianos vem criticando o bloco em si. Acusando a Alemanha de se beneficiar além culparem o Euro pelos seus problemas.

Aproveitando o gancho que o nosso amigo Investidor Sócio bem salientou da discrepância econômica que vemos na região Norte, essa bem mais desenvolvida que a região Sul da Italia. Vamos tentar entender um pouco mais a fundo os problemas da economia Italiana.

Achei um paper bem legal, consulte aqui. O artigo “The Productivity Puzzle and Misallocation: An Italian Perspective” feito na London School of Economics and Political Science.

O artigo fala sobre o desenvolvimento econômico e produtividade da Itália desde 1993 (pode baixar o artigo não está em italiano e sim em inglês) e aproveita que o artigo tá fresquinho, saiu agora em Dezembro de 2017.

No paper mostra que ao longo do tempo a produtividade da industria global como um todo – mesmo Estados Unidos e Alemanha – vem apresentando um fraco resultado, porém a Itália tem sido muito abaixo da média das nações industrializadas.

Uma performance fraca de produtividade é freqüentemente relacionada ao resultado incorreto de capital e/ou força de trabalho. O capital ou as pessoas estão sendo empregados em fins pouco eficientes.

Isso pode ser mais evidenciado especialmente em setores que estão contra a forte competição tecnológica internacional. Confirmando o que dissemos no outro post.

Resolvi aprofundar um pouco sobre o problema Italiano nesse post, porque boa parte das mazelas que eles enfrentam, também podem ser percebidos no mercado Brasil.

Vocês podem ver que muitas coisas descritas abaixo são também enfrentadas na nossa economias, particularmente acho que a nossa situação bem mais complicada, o caso a situação deles é bem mais simples de se resolver que a nossa.

O paper ainda indica alguns outros pontos de fraqueza que podemos encontrar na economia italiana:

    • Ineficiência. Grandes empresas são, por seu tamanho, mais capazes de conseguir entrar numa competição global. Você pode até encontrar um ambiente mais produtivo dentro de pequenas empresas, pois essas costumam ter proporcionalmente mais funcionários competentes que as grandes empresas. No entanto, são demasiado pequenas para competição global.
    • Possuem muitas empresas familiares. Isso não é nada de novo que empresas familiares tendem a ser menos produtivas: há estudos que mostram que empresas familiares são mais cuidadosas na gestão e arriscam muito pouco. Duas categorias de empresas que são conhecidas como pouco produtivas: as familiares e estatais (essas últimas nós brasileiros conhecemos bem). No entanto, as empresas que estão sob controle de instituições financeiras, ou outros proprietários estrangeiros, tendem a ser muito mais produtivas.
    • Os empréstimos bancários desempenham um papel fundamental nessa balança. É dado muito crédito às empresas pouco eficientes e pouco crédito para empresas eficientes. Isso tem várias razões. Uma das razões que já referenciamos anteriormente é o fato de que empresas de tecnologia precisam de poucos investimentos em material que poderia ser aceito como garantia pelos bancos. Eu particularmente já enfrentei diversos problemas aí mesmo no Brasil em relação a conseguir recursos. Isso ocorreu lá no inicio da minha empresa, o banco precisava de bens para comprovar a captação de recursos, como vou apresentar bens se a minha empresa não precisava de nada disso para funcionar, no máximo uma salinha e poucos funcionários, postei um Twitter que explica bem isso, inclusive siga-me no twitter todo dia posto coisa nova lá. Enfim, essa questão dos bancos é um assunto muito interessante que irei abordar talvez na série meu próprio negócio. Este é provavelmente um dos maiores problemas da Itália: empresa inovadora com poucos recursos financeiros.


  • O efeito do Euro, conforme dito no artigo anterior, não é inteiramente claro no paper apresentado. No entanto empresas com pouco eficiência se aproveitaram da queda de juros na sequencia da introdução do Euro.
  • Vemos uma relação de parceria entre empresas e bancos, beneficiando o capital para empresas com pouca eficiência. Isso é particularmente destacado na Itália onde há décadas vemos essas relações estreitas entre bancos e empresas. Isso geralmente é muito prejudicial para o desenvolvimento da produtividade, empresas fracas com contratos e relacionamentos mais próximos com os bancos, tendem a obter mais créditos que empresas fortes e produtivas mas que não tenham relacionamentos estreitos com os bancos.

A fraqueza sustentada pela baixa produtividade da economia Italiana tem pouco a ver com o Euro, ou o uso real da politica monetária e fiscal.

Como podemos ver que esses problemas não desaparecem, mesmo quando o BCE alterou sua politica montearia, mas sim tem raizes nas ações mais populistas do governo Italiano. Deem uma lida nesse outro artigo de um economista alemão Daniel Gros PhD em economia pela Universidade de Chicago.

Há sugestões, há muito tempo, sobre como resolver esses problemas italiano. Medidas que incluem regras mais flexíveis no mercado de trabalho, desburocratização na criação de empresas, mudanças nas regras sobre estrutura das empresas, facilitando a entrada de investidores estrangeiros de private Equity ou IPOs.

Essas medidas não surtem efeito a curto prazo, se conferir no último gráfico que coloquei no artigo veja que essas mudanças executadas na economia alemã demoraram um tempo para começar a fazer seu efeito. Mas precisa-se começar a mexer agora para ver os resultados futuros, o que estamos percebendo que o governo italiano parece não demonstrar nenhuma vontade em mudar esse quadro.

Promoção Remessa Online

Pessoal, a Remessa Online está fazendo uma promoção para aquecer pro jogo de amanhã – Brasil X Costa Rica!

Quem fizer remessas HOJE paga apenas 1.0% no spread usando o voucher: viverdedividendos

Aproveitem e façam suas remessas!! Na segunda-feira volta tudo ao normal!

 

Papo de Dividendo #48: GOOGLE – JD – FXCOF – KO – DIS – T – MSFT – UN – TSLA

Papo de Dividendo #48: GOOGLE – JD – FXCOF – KO – DIS – T – MSFT – UN – TSLA

Vamos falar sobre o Google e seus investimentos no Google Shopping na China, falaremos sobre uma boa noticia para os acionistas da Coca, Disney e AT&T e uma não tão boa assim para quem é acionista da Unilever.

Nesse cast falamos da:

– GOOGLE
– JD.COM
– FOXCONN
– COCA COLA
– DISNEY
– AT&T
– MICROSOFT
– AMAZON
– WALMART
– UNILEVER
– TESLA

Você pode assinar o Feed do Podcast ali do lado ou utilizando esse link, é muito pratico e simples. Veja mais papos de dividendos.

Ao dar o play pode demorar alguns segundos até que o download  do áudio seja concluído.

Viver de Dividendos Papo de Dividendo #48: GOOGLE - JD - FXCOF - KO - DIS - T - MSFT - UN - TSLA
Like
0 plays
0 likes

Ex-Dividend Plus

Investe na bolsa americana e não sabe como identificar empresas fantásticas para colocar na sua carteira? O Ex-Dividend Plus é feito para lhe ajudar nos estudos de empresas da bolsa americana, temos diversas carteiras já montadas de empresas pré-selecionadas, são empresas fantásticas.

Além disto, trazemos o case de negócio de cada um dos ativos e mostrarmos a você na prática o que deve olhar e como procurar informações importante sobre as ações e REITs.

Como saber se o sócio vai dar certo – MN #20

Como saber se o sócio vai dar certo – MN #20

Vamos falar sobre sociedade e como conseguir um sócio ideal para o seu negócio. Eu acho muito importante você buscar um sócio para o seu negócio, porém tem algumas características importantes a serem observadas nesse novo empreendedor.

Quase todos os negócios que tive ao longo da minha vida, sempre tive sociedades, já enfrentei sócios de tudo quando é perfil, aprendi um pouco como analisar essas pessoas e levantei os pontos negativos que via em cada um, confira no video:

Enquanto isso…

 

Entenda o que é a série “Meu negócio”

Para aqueles que não conhecem a série “Meu negócio”: Tenho uma empresa de desenvolvimento de software, no qual comercializo um software para o pequeno varejo, entenda aqui como funciona o mercado de desenvolvimento de software.

Pouco depois do meado de 2016 entrei em contato com o meu principal concorrente na intenção de comprar o controle da sua empresa, veja aqui nesse vídeo. Durante a negociação acabamos fazendo uma fusão das duas empresas, veja aqui nesse vídeo mais detalhes sobre isso, com a intenção de montarmos uma empresa mais lucrativa e produtiva.

Com os acordos fechados, começamos o processo de reestruturação completa da empresa,  durante todas essas etapas estou fazendo vídeos e documentando tudo o que está ocorrendo. A intenção é servir de inspiração para outros que desejam entrar no mundo dos negócios e norte para aqueles empreendedores que já estão no meio da caminhada.

Geralmente você já deve ter lido uma serie de livros de empresários, falando como construíram suas empresas, como as tornaram tão lucrativas, você devia assim como eu ficar se perguntando, legal entendi a mensagem, mas na pratica como fazer… isso não vem escrito nesses grandes best-sellers. Aqui você poderá acompanhar todo esse processo rumo ao crescimento bem de perto, e ver na pratica como isso tudo funciona. Tudo aqui falado é real e ocorreu exatamente da maneira descrita.

Claro que teremos momentos que não acertaremos, vai ter hora que precisaremos corrigir o curso do navio, tanto os bons quanto os maus momentos serão aqui compartilhados. São coisas recentes, algo que aconteceu a alguns dias atras, algumas terão efeitos colaterais que nem mesmo vou saber quando estiver gravando. Agora dê o play, curta nosso vídeo, divulgue e se possível comente e venha aproveitar a aventura junto conosco!

Dividendos recebidos – Maio de 2018

Dividendos recebidos – Maio de 2018

Falaremos nesse post sobra a Colgate Palmolive – CL e sobre dividendos, que é o meu assunto favorito no blog. Falar sobre recebimentos de dividendos é muito bom, de certa forma cada mês que escrevo artigos como esse, é como se fosse dado mais um passo rumo a independência financeira.

O que veremos nesse post, nada mais é do que foi explicado no fechamento anual, veja aqui. Onde mostrei o gráfico de como os dividendos estão num caminho de subida bonito.

Ainda estamos abaixo da meta de recebimento de dividendos, nossa meta é de 1750 por mês e atualmente estamos a 1639. Espero que nos próximos meses consigamos alcançar a meta dado que teremos alguns meses com um retorno de dividendos um pouco maior. Lembrando que essa nossa meta desse ano foi bem acima do costume. Até na época havia dito que esse ano queria colocar uma meta para não bater, vamos ver se terei uma grata surpresa.

Mesmo abaixo da meta, quando comparamos com o ano passado temos um crescimento de R$ 342 ou seja +28,69% de crescimento nos dividendos recebidos do que em 2017.

Colgate Palmolive – CL

Tem uns 3 anos que não comento da empresa por aqui, a Colgate-Palmolive é uma empresa ligada ao setor de varejo, quem me acompanha aqui sabe que é um dos setores que mais me atraem. Tanto é que por conta disto, boa parte da minha carteira de stocks e REITs estão posicionados diretamente nesse setor ou em setores ligados a ele.

Comprei a empresa em 2014, não é uma empresa ruim, mas não digo que seria excelente. Aí você se pergunta, mas VdD se ela não é excelente porque colocou na sua carteira? Ocorre que ela estava com resultados crescentes de 2008 até 2013.

Receita CL ao longo dos anos
Receita CL ao longo dos anos

Ela saiu de uma receita de 15,3 bi em 2008 para o topo histórico em 2013 marcando 17,4 bilhões de dólares. Eu a comprei em 2014, então não tinha como saber se ela estava estagnando já que o ano de 2014 não estava completamente fechado. Ocorre que em 2014 quando comprei, ela começou a cair as receitas, saindo de 16 (veja uma queda inicial de 1,4 bilhões) para bater em 15,4 bilhões nesse último ano fechado de 2017.

Aqui tiramos duas lições: primeiro que diversificação é importante, não que seja o caso dela, mas uma queda prolongada das receitas por longos anos irá comprometer a distribuição crescente dos dividendos. E se, você não tiver outras empresas boas para compensar pode ser catastrófico para o seu patrimônio.

Depois podemos concluir que ninguém tem bola de cristal ao investir, por máximo que você analise a empresa, a mesma pode apresentar bons resultados e fundamentos e acontecer de apesar de tudo entrar em momentos ruins.

A boa noticia que ao longo desses anos a empresa conseguiu crescer os lucros apesar de todas as dificuldades. Ela conseguiu aumentar a eficiência em consequência melhorar os resultados de lucro.

Como saber se uma empresa tornou-se mais eficiente?

Existem alguns indicadores que você não encontrará ninguém aqui no Brasil falando. Muitos “gurus” aí ficam pregando pra você investir em empresa igual olha para um semáforo de transito: olha lucro está verde segue, está vermelho pare. Sabemos que fora da ficção, no mundo real a coisa em diferente. Aqui eu sempre que possível tento trazer um conteúdo mais avançado, saí do básico que estamos acostumados a escutar por aí.

São indicadores que uso para medir o giro de caixa da empresa e mensurar se ela está tendo ganhos de produtividade.

Giro de Caixa da Colgate
Giro de Caixa da Colgate

Acima podemos conferir o Giro de Caixa da CL que saiu de 45,49 em 2008 para 35,80 nesse ano fechado de 2017. O que isso significa ? Basicamente diz o seguinte antes a Colgate levava 45 dias para cada dólar investido retornar para suas mãos com lucro,  agora esse número caiu para 35 dias, isso diz que estou conseguindo fazer mais dinheiro em menos tempo.

Mas que raio de Giro de Caixa é esse VdD?

Recomendo a leitura desses artigos já escritos por mim aqui no blog:

As vezes na crise a empresa pode compensar momentos de dificuldades externas com melhorias internas, e isso que a CL vem fazendo. Isso significa que apesar do mercado externo não ter andado tão bem a empresa vem sendo bem gerida. Isso é um ponto positivo para administração. Agora certamente a longo prazo quando se tem uma administração boa e fazendo a coisa certa os resultados tendem a acompanhar. É isso que vamos tentar descobrir agora!

Último resultado

Começamos com uma excelente noticia, a Colgate relatou nesse 1T18 uma receita liquida de $4 bi, um crescimento de 6,5% quando comparamos com o trimestre do ano anterior.

Volume de unidades vendidas no mundo aumentaram 2,0% e considerando o cambio o crescimento foi de 4,5%. As aquisições ligadas a saúde da pele contribuíram com 0,5% de crescimento no volume de unidades. O que foi um bom sinal pois boa parte do crescimento veio dos produtos que já existem no portfólio da empresa.

Com relação ao lucro liquido tivemos um crescimento de expressivo de 10% sendo 0,74 nesse tri vs 0,64 no tri anterior. Tivemos uma redução de despesas, por exemplo as despesas de vendas, gerais e administrativas foram 34,8% das vendas liquidas contra 35,5% do ano anterior.

Vimos um aumento em publicidade de 4% indo para um orçamento de 416 milhões vs 400 milhões. Essa publicidade acabou impulsionando o crescimento nos mercado desenvolvidos onde tem-se destaque para Europa com 4% liderados por França e Italia e USA com 9% no crescimento de volumes.

A Colgate continua como líder mundial de pastas de dentes com cerca de 42,4% de todo o mercado mundial. Nas escovas de dentes esse percentual é de 32,5%. De acordo com o Sr. Cook as maiores incertezas de crescimento da empresa estão nos mercados emergentes, quem mora no Brasil deve estar pensando, nós estamos contribuindo para esse declino. SQN, o Brasil foi um dos países emergentes que equilibraram a balança na America Latina com o Mexico tendo os piores resultados.

Por isso a CL está mantendo um foco elevado na construção da marca e aumento de produtividade. Até por conta disso que tenho visto uma crescente de propagandas da Colgate no meu Youtube, agora tudo faz sentido.

Colgate não é só pasta de dente

Pra quem acha que o case da empresa é só pasta de dente, está muito enganado. Cerca de 15% das vendas da empresa provem da Hills Pet Nutrition que teve um crescimento de 5,5% nas receitas liquidas com destaque positivo de ganho de mercado em países como Estados Unidos, Australia e pasmem: Brasil. Enquanto tivemos declínios de volume no Japão.

Agora essa reviravolta nos balanços da empresa, me motiva a coloca-la no radar novamente. Investimento não tem mistério é como jogo de futebol, você não pode vender o seu atacante porque ele teve uma temporada ruim, coloca ele no banco, e quando ele voltar a marcar novamente você vai colocando-o aos poucos no time principal. Será que Colgate merece uma vaga no time titular ou devo mante-la no banco ?

Invista em Dividendos nos Estados Unidos

Se você gostou da Colgate-Palmolive – CL ou de outras empresas semelhantes a ela, saiba que é possível investir nos Estados Unidos de forma simples e barata. Não precisa ter tanto dinheiro e pode-se operar daqui do Brasil.

Abra sua conta numa corretora americana, diversifique seus investimentos em dólar e comece agora mesmo a montar sua carteira de ações nos Estados Unidos. Veja aqui como Abrir uma conta na corretora americana.

Utilize a RemessaOnline para enviar dinheiro para a conta da corretora ou para enviar remessas ao exterior de forma fácil e barata.

Dividendos recebidos na BVMF
Ativo Cód Valor
FII AG CAIXA AGCX11 R$ 29,00
FII BB PRGII BBPO11 R$ 53,95
FII CX CEDAE CXCE11B R$ 50,77
FII EUROPA EURO11 R$ 42,90
FII ANH EDUC FAED11B R$ 22,52
FII RIOB RC FFCI11 R$ 16,10
FII RB CAP I FIIP11B R$ 42,84
FII S F LIMA FLMA11 R$ 37,95
FII CSHGSHOP HGBS11 R$ 24,00
FII CSHG LOG HGLG11 R$ 43,50
MÁXI RETAIL  MAXR11B R$ 27,97
FII D Pedro PQDP11 R$ 13,56
FII Hotel Maxinvest HTMX11B R$ 20,69
RB CAPITAL RENDA II  RBRD11  R$ 46,14
FII LOURDES CI   NSLU11 R$ 31,16
Total   R$ 503,05
Dividendos recebidos na NYSE
Ativo Cód Valor
PROCTER & GAMBLE CO PG 15,06
COLGATE-PALMOLIVE CO CL 4,12
PAYCHEX INC PAYX 14,11
REALTY INCOME CORP O 17,98
CHATHAM LODGING TRUST CLDT 14,63
STAG INDUSTRIAL INC STAG 20,38
EPR PROPERTIES EPR 29,48
OMEGA HEALTHCARE INVESTOR OHI 127,51
TANGER FACTORY OUTLET SKT 58,80
Total  R$ 1.030,06 US$ 302,07

Total Geral: R$ 1.533,11

• Dólar utilizado para conversão: R$ 3,41 (veja aqui)

• Valores de dividendos recebidos das ações de NYSE já são declarados como líquidos, ou seja considerando o imposto de renda.

Acompanhe na pagina com as atualizações dos rendimentos mensais e veja como anda a evolução da minha carteira.

Veja como funciona os dividendos no EUA.

 

Enquanto isso…

Descobrimos porque o Trump se encontrou com o Kim

Gordinho outfit e como ganhar dinheiro com ele

Gordinho outfit e como ganhar dinheiro com ele

Essa semana tivemos a viralização do vídeo do gordinho outfit. Muitos criticaram o gordinho por estar gastando quase R$40 mil reais com roupas e se exibindo na internet. Vendo todo esse burburinho na internet pensei em fazer um vídeo para mostrar a essas pessoas que estão reclamando que ao invés de ficarem murmurando, procurem ganhar dinheiro em cima de pessoas como o Gordinho do Outfit. Que pasmem, não é exceção, temos uma grande gigante de brasileiro que gastam rios de dinheiro com roupas de marca.

Esses grupo que gosta de ostentar roupas crescer de forma progressiva, mas seria possível você mesmo não gostando de gastar dinheiro comprando roupas ganhar dinheiro em cima desses grupos? Vou mostrar para você nesse vídeo diversas empresas da bolsa americana, que vendem roupas de marca, não só nos USA como para o mundo todo.

Confira abaixo o vídeo do gordinho outfit e como ganhar dinheiro em cima dessas pessoas:

Invista em Dividendos nos Estados Unidos

Se você gostou das empresas citadas no video ou de outras empresas semelhantes a ela, saiba que é possível investir nos Estados Unidos de forma simples e barata. Não precisa ter tanto dinheiro e pode-se operar daqui do Brasil.

Abra sua conta numa corretora americana, diversifique seus investimentos em dólar e comece agora mesmo a montar sua carteira de ações nos Estados Unidos. Veja aqui como Abrir uma conta na corretora americana.

Utilize a RemessaOnline para enviar dinheiro para a conta da corretora ou para enviar remessas ao exterior de forma fácil e barata.