Zona do Euro e a Alemanha

Esses dias retwittei um estudo bem interessante sobre a zona do euro. Onde mostra os países da Europa e quem é o seu principal importador. Na imagem fica claro duas coisas, a primeira é que a Alemanha praticamente domina o comercio dentro da Europa. Abaixo vamos listar uma imagem que mostra o principal importador de cada país. Para ilustrar, por exemplo: a Inglaterra ela importa mais da Alemanha que por sua vez importa mais da China.

Mapa com o principal importador de cada país
Mapa com o principal importador de cada país

A outra constatação é que a Alemanha conseguiu dominar a Europa sem dar um tiro, já falei sobre isso lá no nosso podcast. No twitter, o pessoal dos comentários, até colocaram uma imagem cômica:

zona do euroOutro ponto na discursão do twitter, é que muitas pessoas estavam questionando que a União Europeia e o Euro estavam beneficiando apenas os alemães. Isso me deixou encafifado, pois fiquei me perguntando: Será que é isso mesmo? Será que o sucesso da economia alemã se deve apenas a zona do Euro? Resolvi buscar essa resposta.

Esses questionamentos não são apenas algo do Twitter, mas tem surgido um movimento dentro do bloco, que vem levantando essas falsas premissas. Esses dias estava lendo que tem alguns partidos no sul da Italia estavam aproveitando desse discurso para ganhar espaço.

Achei esse outro gráfico onde demonstra que boa parte dessa controvérsia é infundada. Se pegarmos o crescimento Italiano e comparamos com o Alemão, veremos que ambos andavam juntos e apenas com a crise de 2008 que eles se distanciaram.

Um gráfico as vezes diz mais do que mil palavras:

PIB dos dois países desde 1991 com uma base de 100 padronizada no gráfico
PIB dos dois países desde 1991 iniciando numa base de 100 padronizada no gráfico

Podemos observar que até 2009 o crescimento da Italia e da Alemanha decorreu de forma idêntica, porém após a eclosão da crise financeira a coisa mudou de figura.

Esses mesmos populistas que citei acima, dizem na Italia que é culpa do governo que está implantando esse regime fiscal da zona do euro, como instrumentos para a suposta hegemonia alemã e isso tem sido o fator responsável pelo mau desempenho da Italia.

Essa postura é visto aqui na Alemanha como “Lateinophobie” um termo para designar essa cisma dos países latinos em achar que a zona (leia-se Alemanha) é o problema de suas economias.

Daí o economista chefe do Berenberg, quem fez esse gráfico, Holger Schmieding destacou dois pontos:

  • A economia alemã não é fundamentalmente mais dinâmica que a italiana. De 1991 até a crise financeira, as taxas de crescimento eram idênticas, embora ambos os países foram confrontados com desafios. A coisa ainda era mais complicada no lado alemão pois além do problema da crise a Alemanha ainda teve que lidar com a reunificação. Durante a recuperação econômica a Italia foi mais afetada que a Alemanha pois a Italia tinha mais produção em massa de coisas simples, o que acabou sendo impactado pela entrada de mercadorias chinesas no bloco.
  • É muito comum vermos com a entrada do Euro que muitos economistas europeus (nota VdD: até ai no Brasil), reproduzirem erroneamente que a moeda afetou a dinâmica de crescimento dos outros países. Italia e Alemanha cresceram rapidamente nos anos anteriores, mesmo após a introdução do Euro. O papel do Euro é superestimado.

Após a crise financeira, o desenvolvimento econômico da Alemanha foi além, e na Italia ficou estagnado e praticamente não vemos evolução considerável até os dias atuais. A principal razão de acordo com o Schmieding são as reformas estruturais, enquanto que a Alemanha em meados da década passada implantou reformas importantes no governo a Italia ficou apenas no entusiasmo dessas mudanças, sem fazer nada efetivamente, qualquer semelhança tupiniquins é mera coincidência.

Outro ponto que ele destacou é a revolução digital, que apesar da Alemanha no inicio ter caminhado a passos lentos nesse sentido, conseguiu reverter. Tanto que temos hoje diversas empresas de TI alemã presentes na cena global, talvez possamos falar sobre isso mais pra frente.

E os maiores clientes?

Para complementar o post vamos ver a mesma imagem porém agora por outra ótica, para quem os países mais exportam:

Para quem os países mais exportam
Para quem os países mais exportam

Esse gráfico é o contrario do primeiro, aqui podemos ver para quem o país mais vende. Por exemplo: a Alemanha vende mais para os Estados Unidos enquanto que a França e Italia vende mais para Alemanha.

Aqui podemos analisar a coisa de outra maneira, se a Alemanha venda bastante para o outros, ela também compra muito deles. Veja que tem vários países que o principal cliente é a Alemanha. É o velho ditado de que muitos só querem o venha a nós e ao vosso reino nada.

Como boa parte dos países da zona tinham sua industria de fabricação ancorada em itens mais simples e com a entrada da China no mercado Europeu, fez com que boa parte dessas fabricas que produziam itens básicos fossem dizimadas.

Em resumo, se querem culpar alguém pelo fraco crescimento da economia, esse alguém deveria de ser a China e não a Alemanha que tem colaborado bastante com o bloco sendo o principal comprador de diversos países.

Bônus Pack

Os franceses deveriam puxar a orelha dos espanhóis, já que esses gostam de comprar dos alemães mas na hora de vender é os franceses que dão aquela moral.

Os Estados Unidos deixaram os chineses tomar a Alemanha como principal cliente. Em contra partida, você entende porque a Angela Merkel fica tomando calada umas alfinetadas do Trump, não dá pra arrumar treta com seu principal cliente.

A relação entre Portugal e Espanha ainda continua bem equilibrada, praticamente irmãos.

Pedi para o Economista Visual fazer uma versão tupiniquim do nosso gráfico, ele colocou os países daqui da America do Sul e pra quem eles mais vendem. As conclusões, se vocês quiserem podem deixar nos comentários rsrsrs… Eu só digo que o Mercosul não tem sido nada benéfico para nós Brasileiros.

Alô EV falta fazer a segunda versão do gráfico mostrando de quem os países mais importam.

O que veremos a seguir

Aproveitando para falar sobre um próximo video do canal. Tem tempo que não falo sobre FII aqui no blog, então vou colocar na pauta os contratos de FII e a suas relações com os tipos de FII.

Apenas para ir entrando na vibe deem uma lida nesse artigo do Informaremos do nosso querido VdC, lá ele aborda a questão do Distrato, bom que você vai se aprofundando acerca dos termos técnicos do setor de imóveis.

Porque investir em REIT hoje

Porque investir em REIT hoje

REIT são uma classe de ativos fantástica, especialmente para aqueles que como eu são apaixonados por dividendos. Esse inicio de ano para os REITs tem sido bem forte a queda nos preços, com muitos REITs provando +10% de queda nas cotações.

Veja abaixo a oscilação do indicador de REIT desde o inicio do ano, soma-se -12,28% de queda no índice. É importante você entender a razão e objetivo de porque você tem REITs na carteira, senão vai acabar se levando junto com o mercado.

As oscilações de preços tem apenas um significado para o verdadeiro investidor. Elas fornecem-lhe oportunidades de comprar sabiamente quando os preços caem drasticamente e vender sabiamente quando os preços sobem. Em outras vezes será melhor se ele esquecer-se do mercado de ações e prestasse atenção no retorno dos seus dividendos e nos resultados operacionais de suas empresas.

É EXATAMENTE ISSO QUE ESTOU FAZENDO!!!!

Tenho lido alguns resultados de REIT e tenho tentado montar o quadro do setor. Enquanto o mercado anda expressando medo que os REITs não serão competitivos em um ambiente de taxa de juros crescentes, os fundamentos estão falando uma língua diferente.

Inclusive os REITs estão melhor posicionados hoje do que eram em 2013 (prenuncio do aumento dos juros), porque a maioria tem reduzido sua alavancagem e removido as propriedades não-core. Eles estão se preparando para o aumento da taxa de juros há algum tempo, mas o mercado tem respondido como se fosse um apocalipse.

Em 2013 os REITs estavam passando por um momento um tanto pior que o atual, porém os fundamentos permaneciam sólidos e começaram a conduzir o mercado. Os REITs foram capazes de gerar retornos robustos em 2014 (+30,14%). Então no final de 2015 o mercado começou a ficar nervoso novamente, com o Federal Reserve anunciando o primeiro aumento de taxa. Isso assustou o mercado de REIT que entregou resultados modestos em 2015 de 3,2%.

Em 2016, o mercado aqueceu novamente, a maioria dos setores estavam tendo retornos solido, com média de 8,5% e a coisa melhorou em 2017 com retorno de 12%.

Quando entramos em 2018, a maioria dos analistas acreditavam que o mercado já havia pré fixado no preço e ninguém (aí inclusive eu) suspeitava que haveria essa liquidação de inicio de ano. Afinal os REITs estavam apresentando fortes ganhos e um bom desempenho no crescimento de dividendos e não havia nenhuma razão para suspeitar que o Sr. Mercado iria se assustar mais uma vez.

Pegando o Graham emprestado novamente:

experiencia ensina que a hora de comprar ações é quando o seu preço é indevidamente pressionado pela adversidade temporária. Em outras palavras, eles devem ser compradas quando estão uma pechincha.

Todos os setores de REIT estão oferendo boas oportunidades, enquanto que o medo do crescimento das taxas de juros assustou o mercado, consideramos essa liquidação em um excelente momento para comprar com alguns descontos.

  • Data Center: -15%
  • Hotel: -12%
  • Saúde: -9%
  • Industria, atípicos, escritório e residências: -8%
  • Fazendas e shopping: -7%
Não saia do seu caminho na bolsa de valores

Não saia do seu caminho na bolsa de valores

Nesses últimos dias tem sido difícil para muitos investidores. É em tempos como esses que você vê quem realmente é um investidor de longo prazo, e quem é apenas um aventureiro. Apenas comprando na bolsa de valores a longo prazo e segurando suas ações é que poderá tirar o máximo proveito dos rendimentos de dividendos e dos ganhos de capital.

Quando o preço das ações caem, os investidores tendem a buscar uma proteção para evitar a deterioração do seu capital.

Essa é uma situação perigosa porque:

1 – ninguém sabe antecipadamente quando o mercado entrará em tendencias de queda (Bear) e qual será a gravidade desse Bear. Então quando você toma decisões nesses ruídos de curto prazo, você está colocando você mesmo nas mãos do mercado.

2 – portanto, se você tomar decisões baseado em flutuações de preço a curto prazo, você está especulando, e estará jogando fora a vantagem de ser um investidor de longo prazo. É extremamente difícil de ganhar na bolsa sendo um especulador de curto prazo. Sua principal vantagem no mercado de ações reside na capacidade de manter suas ações através de décadas e receber seus dividendos crescentes (ou reinvesti-los na fase de acumulação).

3 – se você está na fase de acumulação, você deve torcer para que os preços estejam sempre baixos, porque você está comprando stocks que irão fornecer a você dividendos por 20 ou 30 anos a frente.

4 – se você está na fase de aposentadoria, você já está na sua independência financeira. Você passa a receber seus dividendos, e espero que esses dividendos sejam provenientes de um portfólio diversificado de ações de crescimento de dividendos e REITs como os do XD+. Você provavelmente está recebendo seus rendimentos e o preço não vai lhe importar pois as ações continuam a gerar bons dividendos crescentes.

Eu sei que dói ver o patrimônio diminuindo. No entanto, o importante é seguir seu plano e manter o curso. Por isso que sou um investidor de crescimento de dividendos. Quando o mercado de ações está em tendencia de alta (Bull), todo mundo é um investidor de ganho de capital ou de ETF, falam das stocks da moda e mostram o quanto de ganhos de capital fizeram.

No entanto, quando o mercado de ações começa a entrar em tendencia de baixa (Bear), os ganhos de capital rapidamente podem se transformar em perdas. Imagine quando o mercado estiver em Bear, ter que vender parte de seu principal para cobrir suas despesas de subsistências, relembre o que aconteceu com meu vizinho.

Quando seus dividendos cobrem suas despesas, no entanto, é mais fácil ignorar as flutuações de preços das ações. Enquanto esses dividendos são provenientes de um portfólio diversificado de ações e Blue chips de qualidades que são confiáveis, o investidor não tem o que se preocupar. Na verdade, recebimento de dividendos em dinheiro quando os preços das ações estão caindo é muito tranquilizador e fornece ao investidor de longo prazo um reforço positivo para manter o curso.

Quando os preços das ações caem, muitos investidores assumem que algo está errado, eles entram em pânico e vendem. Algumas empresas que você possui acabará por cortar dividendos e serão vendidas a níveis menores do que você pagou. Outras empresas em seu portfólio fará bem o suficiente a longo prazo que irão mais do que compensar as perdas que você experimentou. Saiba aqui porque a maioria falha na bolsa.

Novamente, a fim de beneficiar-se de tudo isso, você precisa de manter o curso, seguir o seu plano. Isso significa poupar dinheiro todos os meses, e colocar essa grana para trabalhar regularmente para você.

É por isso que eu foco tanto no meu crescimento de dividendo. Se eu poder viver com o fluxo de receita gerado pelos meus dividendos, sou muito menos propenso a entrar em pânico se outros participantes do mercado não concordarem que a empresa XYZ deve valer mais.

Isso porque os preços das ações são imprevisíveis, e poderia ser facilmente alegria ou tristeza para o investidor que precisa de vender suas ações para pagar suas despesas de aposentadoria.

Dividendos por outro lado, fornecem sempre um retorno positivo do investimento, que é realizado em dinheiro, é mais estável e não pode ser tirado de você uma vez que já foi pago. Ter um portfólio de ações de crescimento de dividendos de qualidade, atenuará o risco de perder dinheiro na sua aposentadoria.

E se você fica preocupado com os preços nessas fase de acumulação, tente não ficar acompanhando seus ativos, entre uma vez no mês na DriveWealth apenas para mandar sua nova ordem de compra, desabilite todos os gráficos, pare de acompanhar noticias, até que você não se preocupe mais com os preços.

O foco deve estar nos seus dividendos, pois eles que irão lhe proporcionar a independência financeira e trazer tranquilidade.

Dark: o melhor seriado é alemão

Dark: o melhor seriado é alemão

Fala galera, como estamos em época de carnaval e os acessos por aqui no blog caem muito, resolvi aproveitar pra postar sobre algumas descontrações. A primeira delas é sobre a série Dark.

O seriado é todo baseado na Alemanha e posso de antemão te garantir que o seriado é muito bom, olha que falo com propriedade, confira aqui. Talvez um dos melhores seriados de 2018 pra não arriscar a dizer: o melhor. Ja terminou a primeira temporada e que final foda, agora estou contando nos dedos quando volta a segunda.

A serie lembra muito o Stranger Things. Então se você curtiu ST vai curtir muito mais o Dark porque ele é a versão mais adulta e inteligente do Stranger Things. Abaixo vou colocar um clip pra você ir se saboreando.

A série está disponível na Netflix, afinal é uma série original Netflix. Tentem assistir com legenda mas com o som original em Alemão pra tu ter uma noção do que passo aqui no dia a dia rsrsrs… Aproveita essa quarta de feriado e larga a carcaça no sofá e maratona o Dark porque na hora que você começar a assistir não vai querer parar, vai por mim.

Se você é como eu e gosta de assistir um episódio a cada dia, vai comentando comigo no WhatsApp o que está achando.

Bônus Pack

Outra dica que gostaria de passar é de um filme romântico. Apesar de ser feriado de Carnaval também aqui na Alemanha. Os caras por aqui não são muito da vibe de festas a se julgar pelos carros alegóricos:

merkel carnaval dark
Assim é o carnaval da Angela

Pra ter idéia, aqui em Düsseldorf o carnaval foi um carro passando e jogando doce na rua rsrsrs parceria Cosme Damião aí no Brasil. Bom, diante desse clima, resolvi assistir um filme nesse carnaval pra contrariar me bateu aquela vontade de assistir um filme romântico.

Saí a procura de algum filme novo, e pra mim surpresa todos os filmes românticos lançados ultimamente falavam de romance homossexuais, nada contra mas queria algo mais hétero. Acho que precisamos lutar pelo direito hétero o cinema atual só passa filme homossexual. Um absurdo contra os héteros, estamos sofrendo preconceito e sendo discriminados, isso é fascismo.

Enfim depois de muita procura desisti do cinema americano e mais uma vez a salvação veio nas terras nipônicas. O Japão nunca me decepciona em questão de entretenimento. Então encontrei o Kimi no Na wa.

O filme conta a história de dois jovem, a Mitsuha mora no interior e tem o sonho de ir morar em Tokyo e viver na cidade grande. O Taki estudante do ensino médio, troca experiencias com a Mitsuha e daí começa uma linda história de amor entre os dois.

O filme tem um baita plot twist no meio e você fica completamente maluco ao saber o que aconteceu na realidade. Enfim, valeria a pena assistir só pela animação e trilha sonora que são fantástica, ainda com uma história realmente emocionante o filme vai te envolvendo ao longo da trama.

Se vc não tem tempo ou não vai assistir o filme, veja pelo menos a letra de uma das musicas, está em português então daqui você vai ter uma noção do que lhe espera no filme:

Tão aí duas dicas matadores de entretenimento pra vocês, deixe nos comentários o que vocês acharam das duas dicas, assiste lá e depois volta pra me contar se valeu a pena ;)

Como declarar ações na bolsa no CBE

Como declarar ações na bolsa no CBE

Esse ano passamos do step de 100k de dólares investidos na bolsa americana, a bola de neve está crescendo a cada ano, porém ao quebrar essa barreira psicológica dos 100k vem junto uma nova obrigação. Declarar no Banco Central a ficha do CBE – Capitais Brasileiros no Exterior que obriga uma declaração anual para quem ultrapasse a marca de 100.000,00 dólares no exterior.

Relembre aqui no meu Instagram:

Finalmente virei a casa dos $100k de portfólio na bolsa de Nova York 🗽agora rumo aos 200k 💸🇺🇸📈

Uma publicação compartilhada por Viver de Dividendos (@viverdedividendos) em

Lembrando que o blog ajuda diversas pessoas a investir na bolsa americana, e tudo diretamente do brasil. Para saber mais como abrir conta numa corretora americana e começar a investir em dólares, consulte esse artigo.

Ano passado a declaração anual do CBE começou em fevereiro e foi até abril, este ano ainda não tivemos data divulgada, mas vamos adiantar o tutorial porque sei que tem leitores ansiosos.

Primeiro precisamos de definir onde você está, basicamente temos aqui três grupos de indivíduos:

  1. Possuem MENOS de $100.000,00 no exterior: Esses não precisam de fazer nada no BCB, apenas continuam o trabalho de aporte que logo logo chegarão lá, e compre o express pra não andar um passo e voltar dois ;)
  2. Possuem MAIS de $100.000,00 (cem mil) no exterior: Esses precisam de fazer uma declaração anual no Banco Central do Brasil. É esses que vamos mostrar no tutorial abaixo.
  3. Possuem MAIS de $100.000.000,00 (cem milhões) no exterior: Esses precisam de fazer declaração a cada trimestre. Pode parecer trabalhoso, mas sinceramente quem aqui não desejaria ter 100kk no exterior, eu mesmo declararia todo tri e até todo o dia se fosse obrigatório, e faria isso feliz da vida kkkk

Se quiser ir direto para o tutorial explicativo só rolar mais abaixo, pois o tópico “Os últimos dados” possui apenas informações irrelevantes para execução do tutorial.

Os últimos dados

Os últimos dados anuais publicados são do final de 2016 e o estoque de ativos brasileiros no exterior atingiu o seu mais alto nível de todos os tempos. Chegando a incríveis $457 bilhões o maior valor da série histórica com um aumento de 3,1% em relação ao ano anterior.

Se observar no gráfico acima vai perceber que de 2013 a 2014 tivemos o maior salto no estoque de ativos, representando um crescimento de +15% de um ano para o outro, incorporando mais de $54 bilhões. Isso deveu-se por brasileiros que aderiram ao RERCT, aquele programa que legalizava as proprinas lá fora que os políticos aprovaram uns anos atrás, relembre aqui nessa matéria: Ex-gerente da Petrobras usou a Lei de Repatriação RERCT para lavar dinheiro, diz MPF: Fonte G1 esse país nosso é uma piada pronta.

Sigamos… em 2016 os investimentos com participações diretas em empresas foram de 73,4% seguidos de saldos em conta com 9,9% e investimentos em bolsa com 6,9%. Se acompanha-nos aqui no blog, você teve boa parte de contribuição nesse último percentual. Somos aí $31,5 bilhões de todo o montante lá fora, se levarmos em conta que o volume diário nesse mesmo ano na Bovespa foi de $1,91 bilhões, não parece que estamos tão ruim assim. O brasileiro, cada dia que passa, tem descoberto e gostado dos mercados externos.

Apenas os estoques de ativos com participações direta de empresas os principais destino dos capitais foram: Ilhas Cayman abrigando 21,4% do valor investido (porque será hein?!?!), seguido das Ilhas Virgens Britânicas com 13,2% e Países Baixos com 12,7% vulgo Holanda.

Tutorial de como declarar o CBE

1 – Acesse o link abaixo e efetue seu cadastro.
Link CBE – Capitais Brasileiros no Exterior

2 – Em “Outras Opções” temos um link para “Cadastrar declarante

3 – Preencha os dados pessoais, no período-base selecione “2017 – anual ou o ano que você esteja fazendo.

Lembrando que se você estourar os 100k no dia ultimo dia do ano terá que fazer a declaração. Por exemplo, no meu caso, estourei os 100k no final de outubro conforme podem ver no post do Instagram e mesmo assim terei que fazer a declaração de 2017, isso porque o que importa é o quanto você tem na virada do ano.

Até o momento da publicação deste artigo o ano de 2017 ainda não tinha liberado a declaração anual, então nos exemplos abaixo usaremos o ano de 2016, mas o conceito é exatamente o mesmo de ano pra ano.

4 – Depois de cadastrado, você será redirecionado para o sistema da declaração, entre no menu “Declaração” escolha o item “Portfólio – Participação societária

Existem dois tipos de declaração para ações nesse menu o primeiro é “Investimento direto” que é quando o investidor brasileiro possui +10% do patrimônio da empresa. Já, se você não possui +10% da empresa ou fundo, você deve declarar nesse item de Portfólio.

5 – Na tela que irá se abrir clique em “Incluir” e depois preencha a declaração conforme segue.

  • Moeda do investimento:  coloque 220 para carregar o dólar.
  • Valor de mercado: veja o quanto você tinha na bolsa no ultimo dia do ano, se você precisar de ajuda colocamos um Pack bônus no final do artigo mostrando como puxar isso.
  • Valor patrimonial: se a empresa não está listada na bolsa deve informar aqui o valor que possui na corporação, como não é nosso caso, vamos deixar em branco.
  • Valor dos rendimentos: pegue tudo que recebeu e coloque aqui, lembrando que deve ser o valor em dólar, não converta os dividendos. Aqui cabe uma nota:

    Quem investe aqui na DriveWealth e tem conta na corretora sabe que eles descontam 30% do IR retido no tio Sam, ocorre que não encontrei em nenhum lugar se ali deve ser informado o valor Bruto que é os dividendos sem abater o imposto pago lá, ou se é o valor liquido. A minha interpretação é que seja informado o valor Bruto, mas não encontrei nenhum texto para corroborar esse raciocínio. Então na pior das hipóteses em se tratando de impostos, sigo o conselho do meu contador: se for pra errar, melhor errar pra mais do que pra menos.

  • País do emissor e País de aquisição: ambos os casos informe o 02496 que representa o Estados Unidos.
  • Clique em Salvar.

Você pode lançar aqui ação a ação ou se preferir pode agrupar os ativos, desde que sejam do mesmo prazo e país.

Se as informações podem ser agregadas numa mesma ficha, então optei por lançar tudo junto de uma vez. Até porque não faz sentido algum, lançar separado já que não pede informação alguma sobre o que é o ativo, ficaria um monte de valor tudo solto e no final o BCB só consegue confirmar o quanto você tem no exterior e não em quais empresas exatamente, a menos, é claro que solicitem algum pedido de informação especial ao governo americano.

Clique em Salvar e irá ser redirecionado para a próxima tela de confirmação.

6 – Nessa tela apenas clique em Voltar.

7 – Agora vamos finalizar a declaração, indo no menu “Declaração” e depois em “Finalizar declaração”

8 – No final só clicar em Finalizar se você não participou do RERCT só marcar o não.

Pronto sua declaração está feita. Agora só agendar no seu Things pra ele te lembrar o ano que vem de fazer novamente.

Pack bônus: Pegando os valores das ações e dividendos do ano

Se você é um acompanhante do blog sabe do poder do Banktivity, então precisaremos de recorrer a esse garoto para nos ajudar nessa tarefa. Vou mostrar a vocês como retirar essas informações lá do Bankitivity.

Ah Viver de Dividendos, eu não tenho Mac… Bom aí amigo você precisa de refletir e começar a pensar em investir em você mesmo, aqui eu explico como comprar um Mac a um preço justo. Ah Viver de Dividendos, eu tenho o Mac mas ainda não comprei o Bankitivity… Então você merece sofrer mesmo kkkkk quando forem comprar usem o link do blog pra cair umas balas aqui pra nós.

Brincadeiras a parte, vamos ao que interessa.

1 – Primeiro precisamos de pegar o quanto tínhamos em capital na bolsa no ultimo dia do ano, esse é bem fácil e basta ir na conta da DriveWealth no Banktivity e clicar em Summary. Depois coloque o mouse sobre o ultimo mês do ano e anote o valor que aparece em Market value.

2 – Agora vamos pegar os dividendos, abra o relatório de This Years Expenses e clique no botão de EDIT. Mude o Currency para Dólar, em Report On troque para Previous Year e clique na guia Accounts.

3 – Marque apenas a conta DriveWealth para não misturar dividendos de outras contas de investimento que por ventura tenha. Clique em Save no canto da tela. Ele irá gerar um relatório anote o número que consta na categoria de Dividendos. Espero que você tenha categorizado-os em uma categoria certa.

Conclusão

Esse aí é nosso governo cada vez mais burocrático, mas fazer o que né! Tem que jogar conforme a música, se essas são as regras, vamos segui-las. Se você gostou do nosso artigo colabore divulgando nosso trabalho para seus conhecidos e se inscreva nos nossos canais.

Gostou do blog? Então se inscreva nesse link para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.