Empresas de Crescimento de Dividendos

crescimento dividendoNo mercado brasileiro é bastante difundido o jeito Peter Lynch de investir que classifica as empresas de acordo com seus desempenhos, se você ainda não leu o livro dele, One Up On Wall Street eu recomendo pois é uma literatura interessante ou pelo menos pesquise na internet que tem muito material espalhado por aí, acho que no site Fundamentus tem um artigo resumido a respeito do livro, enfim ele categoriza as empresas da seguinte forma:

  • Slow Growers – Crescimento lento.
  • Stalwarts – Crescimento moderado.
  • Fast Growers – Crescimento rápido.
  • Cyclicals – Cíclicas.
  • Turnarounds – Empresas em reestruturação.
  • Asset Plays – Ricas em ativos.

Essas classificações são importantes para equilibrarmos nossa carteira, o ideal é termos um pouco de cada tipo de empresa no nosso portifólio, esse mix é que vai permitir que consigamos manter um retorno satisfatório no longo prazo. Como esse assunto das classificações já está bem abordado por aqui não vou ficar entrando muito em detalhes.

Acontece que no mercado americano agente vê o pessoal falar muito das empresas de DIVIDEND GROWTH ou seja empresas de Crescimento de Dividendos. Eu acho que essa classificação não emplacou aqui no Brasil porque a única empresa que se encaixa nesse quadro é a Ambev, as outras empresas não conseguiram nem passar na primeira regra.

Já no mercado Americano temos diversas empresas que podem ser categorizadas como de Crescimento de Dividendos e vamos aprender como identificar essas empresas.

8 Regras

Existem 8 regras para selecionar empresas de Dividend Growth (Crescimento de Dividendos), a partir de agora vou utilizar apenas o termo em português. As 8 Regras mostram porque investir em empresas com crescimento de dividendos tem sido tão eficaz, tanto por meio de evidências históricas quanto através de alguns dos maiores investidores dos últimos 100 anos.

  • Cada regra é baseada em princípios por parte dos investidores.
  • Cada regra é quantificável e acionáveis.
  • Cada regra é academicamente testada e historicamente tem os melhores resultados no longo prazo.

Nota: Eu utilizo algumas das regras e algumas outras eu descarto porque não entra muito no meu perfil de investimento, nesse caso aconselho analisar o que se enquadra melhor no seu perfil e tirar suas conclusões a partir disso, lembrando que não se deve usar as regras isoladamente, mas trabalhando com elas em conjunto.

Regra 1 – O que comprar

Idéia: invista em grandes empresas que têm um histórico de estabilidade, crescimento e rentabilidade comprovada de longo prazo. Não há lógica se tornar sócio de um negócio que você não tem certeza de que prosperará quando se tem a oportunidade de possuir um grande negócio que sempre gerou frutos por longos anos.

Regra financeira: Invista apenas em ações com 25 ou mais anos de pagamentos de dividendos, sem redução. Essas empresas são chamadas de Dividend Aristocrats.

Evidência: As ações de Dividend Aristocrats (empresas com mais de 25 anos de aumento de dividendos) superaram o S&P 500 ao longo dos últimos 10 anos por 2,88% ao ano.

Regra1

Regra 2 – A regra da negociação

“Preço é o que você paga, valor é o que você tem” – Warren Buffett

Idéia: Investir em negócios que lhe pagem sempre mais dividendos em valor para que você possa aumentar o seu fluxo de caixa a partir de seus investimentos.

Regra financeira: Ranking de ações por Dividend Yield.

Evidência: Os 20% de ações com melhores DY superou os 20% de ações com DY mais baixos em 1,76% ao ano a partir de 1928 a 2013.

regra2

Regra 3 – A Regra da Segurança

“O segredo do bom investimento em 3 palavras; margem de segurança” – Benjamin Graham

Idéia: Se uma empresa está pagando todos os seus lucros na forma de dividendos eles não terão capital para fazer o negócio crescer. Quando ocorrer uma desaceleração forte no negócio ou na economia de modo geral, eles terão que cortar os dividendos. Invista em empresas que tenha lucros maiores do que eles pagam de dividendos assim tornando o pagamento de dividendos seguro.

Regra financeira: Ranking de ações por Payout.

Evidência: Empresas com Payout baixo superou empresas com alto Payout em 8,2% por ano de 1990 a 2006.

regra3

Regra 4 – A regra do Crescimento

“Tudo que você precisa para uma vida de investimento de sucesso é de alguns bons vendedores” – Peter Lynch

Idéia: Investir em empresas que tenha histórico de crescimento sólido. Se uma empresa tem mantido uma elevada taxa de crescimento por vários anos, é provável que continue a fazê-lo. Quanto mais a empresa cresce, mais rentável para o investidor ela se torna.

Regra financeira: Ranking de ações por crescimento da receita no longo prazo, não utilize informações com menos de 10 anos.

Evidência: Ações de dividendos crescentes superaram ações com dividendos imutáveis em 2,4% ao ano de 1972-2013.

regra4

Regra 5 – A mente em paz

“A psicologia é provavelmente o fator mais importante no mercado – e o que é menos compreendido” – David Dreman

Idéia: Olhe para as empresas que investem em pessoas durante as recessões e momentos de pânicos. Estas empresas terão um preço de ação relativamente estável,  que irá torna-los mais fáceis de segurar no longo prazo.

Regra financeira: Ranking de volatilidade no longo prazo.

Evidência: O índice Low Volatility S&P superou o S&P 500 por 2% ao ano num período de 20 anos.

regra5

Regras 6 e 7 – Quando Vender

Regra 6 – A regra do caro

“Quando o porcos engordam, devem ser abatidos” – Desconhecido.

Idéia: Se lhe oferecem 500.000 por uma casa que vale 250.000 você deve aceitar. É o mesmo raciocínio com ações. Se você pode vender uma ação a um preço muito maior do que ela vale a pena, você deve fazer. Pegue o dinheiro e reinvista em empresas que pagam dividendos mais elevados.

Regra financeira: Vender quando o P/L ficar superior a 40.

Evidência: O decil de ações com P/L mais baixo bateu o decil mais alto por 9,02% ao ano de 1975 a 2010.

regra6

Regra 7 – A sobrevivência do mais apto

“Quando os fatos mudam, eu mudo minha mente.” – John Maynard Keynes

Idéia: Se você possui um estoque e ele reduz o dividendos, estará pagando menos ao longo do tempo. Este é o oposto do que deveria acontecer. Você admite que o negócio perdeu a sua segurança e reinveste o lucro da venda em um negócio mais estável.

Regra financeira: Vender quando o pagamento de dividendos é reduzida ou eliminada.

Evidência: Ações que reduziram ou eliminaram seus dividendos tiveram um retorno de 0% de 1972 a 2013.

regra7

Regra 8 – Gestão de portfólio

“Os únicos investidores que não devem diversificar são aqueles que tem 100% do tempo” – John Templeton

Idéia: Diversifique as ações em sua lista de ativos, coloque ao menos 10 empresas de setores diversos e classifique -as em ordem de menor para maior participação na carteira, invista nas que tiverem o menor percentual na carteira.

Regra financeira: Depois de montada a carteira, compre ações que tenha a menor representatividade na sua carteira.

Evidência: 90% dos benefícios da diversificação vem de possuir apenas 12 a 18 empresas.

Conclusão

Quem me acompanha no blog sabe que eu não gosto muito dessa coisa de formula e analise matemática ao extremo. Eu acho que investimento precisa de um pouco de percepção de mercado, entendimento do case de negócio da empresa, enfim… apesar disso eu entendo que essas formulas e regras podem ser úteis, principalmente para aqueles que estão começando nos investimento como eu, pois é através delas que conseguimos filtra as empresas e temos um parâmetro básico do que é bom ou ruim.

Eu me identifiquei muito com essa metodologia de empresas de Crescimento de Dividendos tanto que no meu portifólio a grande maioria de empresas se encaixam nesse perfil, de alguma forma eu me sinto confortável sabendo que estou investindo numa empresa que paga dividendos a tanto tempo e melhor que isso vem crescendo esses pagamentos ao longo dos anos.

Uma pena que esse modelo não consiga encaixar a nível Brasil, claro sem fazer alteração na regra 1, mas  no mercado Americano existem diversas empresas que crescem os dividendos a mais de 25 anos. Abaixo vou listar as minhas Dividend Aristocrats, empresas que eu possuo e desde quando elas tem crescido no pagamento de dividendos:

Crescimento de dividendos desde
Ano Empresa Código
1987 Chevron Corporation CVX
2010 Well Fargo & Company WFC
1962 Johnson & Johnson JNJ
1976 McDonalds Corp MCD
2001 Norfolk Southern Corp NSC
1962 The Coca-Cola Company KO
1982 Aflac Inc AFL
1957 Emerson Electric Co EMR
1956 Procter & Glamber PG
1958 3M Co MMM
1974 Wal-Mart Stores WMT
1983 AT&T T
2003 Interl Corporation INTC
1964 Colgate Palmolive CL

Algumas dessas empresas não tem links porque vou efetuar a compra esse mês dezembro.

Estou preparando uma lista com umas 100 empresas que possuam crescimento no pagamento de dividendos a mais de 10 anos, isso vai servir de base de estudo para aqueles que se interessaram pela metodologia ou que tenha interesse em analisar o mercado americano.

Veja a lista com as empresas que pagam dividendos crescente a mais de 5 anos.

18 thoughts on “Empresas de Crescimento de Dividendos

  • 1 February 2016 at 04:35
    Permalink

    Boa noite. Parabens e obrigado pelas informações que vc nos proporciona. Sao muito úteis
    Sobre a lista de 100 empresas americanas que tem crescimento no pagamento de dividendos, esta pronta?
    Obrigado, Cleiton.

    Reply
    • 2 February 2016 at 18:46
      Permalink

      Olá Cleiton

      esse post tem a lista das empresas dê uma olhada melhor aí.

      Reply
  • 7 January 2016 at 21:11
    Permalink

    Olá VD

    Estou acompanhando seu blog a alguns dias e lendo vários cometários e posts que vocês fez.

    A minha maior duvida hoje é em como identificar boas pagadoras de dividendos.
    Eu usava o DY para fazer isso, mas já percebi nos ultimos anos que ele não serve por se basear no valor do ativo. o que gera distorções. Você mesmo apontou isso em alguns post/comentários aqui no blog.

    Eu sou leigo em analise fundamentalista, eu ja li vários livros e fiz até o curso de bolsa do Leitão em Ação (Conhece?).

    Hoje eu sei que preciso olhar para o Payout e ver o crescimento dos pagamentos de dividendos e o crescimento da Receita e Lucros da empresa.
    A minha dúvida é onde encontrar essas informações? Existe algum site que forneça isso?Hoje eu uso o fundamentus para olhar os dados das empresas. Eu vi que você sitou o bastter, mas eu não consegui achar essas informações lá (achei o site meio desorganizado na verdade)

    Espero que possa me ajudar

    Reply
    • 8 January 2016 at 00:35
      Permalink

      Ola Ricardo

      Existem sim outros indicadores muito mais importantes na avaliação de uma empresa, o DY não chega a ter uma importância tão grande quanto os investidores costumam atribuir, veja isso aqui nesse artigo.

      As vezes uma análise qualitativa da empresa é muito mais eficiente do que uma analise quantitativa, ou seja o pessoal fica muito obcecado em olhar números e esquece de olhar o case de negócio da empresa, os números podem esconder muitas surpresas desagradáveis.

      Dê uma olhada nesse artigo que vai lhe ajudar bastante nesse processo de aprendizado. Depois veja os vídeos onde analiso algumas empresas da bolsa americana, tem até algumas aqui do brasil.

      Quanto a conseguir informações realmente é um pouco difícil aqui no brazil, uma alternativa seria ver essas empresas que tem ADR na bolsa de NY e olhar no morning star, certamente as maiores e principais empresas brasileiras tem no morning star, aquelas menores vc vai precisar de se debruçar nos balanços mesmo.

      Reply
  • Pingback: Wall Street, lá vamos nós | De Fundamento

  • 17 April 2015 at 20:32
    Permalink

    Valeu VD!!! Seguirei o conselho e continuo acompanhando aqui. Abs.

    Reply
  • 16 April 2015 at 20:17
    Permalink

    VD,
    se eu comprar por exemplo R$ 10.000 em ações boas pagadoras de dividendos o lucro será maior que R$ 10.000 em LCI/LCA num período de um ano, por exemplo?
    Abs

    Reply
    • 17 April 2015 at 03:02
      Permalink

      Olá Joao

      Você não pode comprar de forma simples renda fixa com ações de crescimento de dividendos, uma é renda variável a outra o nome já diz é fixa, é como comparar laranja com banana. Se não conseguir entender esse conceito simples no do mercado vai acabar se embananado. Agora eu sugiro você dar uma lida no livro do Jeremy Siegel, da uma pesquisada no google e compra o livro dele porque o cara é um divisor de aguas para o investidor, ele gastou alguns capítulos do livro respondendo essa sua pergunta então seria impossível tentar sintetizar aquilo num único comentário, leia Jeremy Siegel e chega vc mesmo na resposta.

      Outra coisa eu não fico preocupado em rentabilidade, comparar investimento qual está dando X ou Y eu não tenho esse foco porque meu objetivo é no longo prazo e acumular boas empresas pagadoras de dividendos, enfim ficar olhando esse tipo de coisa só vai faz o investidor ficar girando patrimônio e uma coisa é certa o cara vai acabar com menos dinheiro do que quando começou.

      Reply
  • 19 February 2015 at 04:34
    Permalink

    Guero monta uma carteira de dividendo
    E todos os messes resgata os dividendo da cartera.

    Reply
    • 20 February 2015 at 10:24
      Permalink

      se fizer isso nunca vai alcançar a independência financeira

      sacar os dividendos prematuramente vai matar o efeito do juros compostos no longo prazo que é só o único fator que vai lhe deixar rico.

      Reply
  • 13 December 2014 at 03:15
    Permalink

    Poxa, dá os créditos pro Ben Reynolds do site Sure Dividend, o cara é super gente boa.

    Reply
    • 13 December 2014 at 04:14
      Permalink

      Não peguei de lá mas sim do Seeking Alpha o pessoal usa bastante esse método por lá, mas parece ser o mesmo artigo desse site. Enfim os créditos mesmo devem ser dados para J. Gordon que foi o desenvolvedor do método, acabei não citando ele porque infelizmente não tem obra dele em português se tivesse teria o feito, como fiz em outros posts ao falar sobre o Jeremy Siegel.

      Reply
  • 9 December 2014 at 01:40
    Permalink

    O mercado de ações dos EUA é muito mais desenvolvido que o brasileiro, e isso só faz com que tenhamos menos oportunidades de investimento. Mesmo sem termos empresas boas pagadoras de dividendos no Brasil, acha que investir em empresas brasileiras é uma alternativa viável para quem quer receber dividendos ou o melhor são FII e investir em empresas americanas?

    Quem sabem um dia possamos comprar BDRs livremente, né?

    Reply
    • 9 December 2014 at 05:16
      Permalink

      Olá EF

      Seja bem vindo.

      Eu acho as empresas brasileiras viáveis e acho interessante ter uma parcela do seu capital investido aqui, o investimento no exterior deve servir como mais uma forma de diversificar sua carteira eu penso em algo como 30% ações BR 30% ações NYSE e 40% em FII talvez num futuro quebrar esses 40% de FII em 20% Reits (FIIs americanos) e 20% FII pra ficar mais interessante, temos empresas muito boas aqui mesmo não pagando um crescimento de dividendos por um longo tempo.

      E esquece esse lance de comprar BDRs por aqui, fica indexado ao real é possível hoje em dia investir facilmente no exterior sem grandes complicações, eu na verdade montei esse blog para mostrar ao pessoal o caminho que estou seguindo para investir no exterior e pra eles verem que não é nada de outro mundo, talvez é até menos burocrático que abrir uma conta em corretora por aqui.

      Você pode hoje mesmo abrir uma conta lá nos EUA e começar a investir em empresas americanas recebendo dividendos em dólares e não precisa de ter nenhuma fortuna nem investir grandes quantias por mês. Aconselho a da uma olhada nesse artigo, nesse artigo e nesse artigo.

      Sucesso nos investimentos.

      Reply
  • 8 December 2014 at 04:21
    Permalink

    Post muito interessante VD! Como você, eu também não gosto de fórmulas prontas. Mas acho muito bom ter algo para nortear nossas escolhas.

    Abraços!

    Reply
    • 9 December 2014 at 04:33
      Permalink

      Olá BS

      Esse coisa de formula é ótimo pra vender livro, nada mais.

      Reply
  • 7 December 2014 at 22:00
    Permalink

    Interessante o artigo, mas vc cita que a unica emrpesa brasil q se encaixa nessas regras seria a AMBEV mas que eu saiba a SOUZA CRUZ tb paga dividendos e um bom tempo.

    Reply
    • 8 December 2014 at 02:20
      Permalink

      Olá Cruzeiro Campeao

      Vc entendeu errado, empresas de CRESCIMENTO DE DIVIDENDOS devem ter os dividendos crescendo a mais de 25 anos a Souza Cruz paga dividendos a bastante tempo sim, mas não quer dizer que eles estão crescendo ano a ano a pelo menos 25 anos teve alguns anos que foram menores ou mesmo estáveis, por isso ela não pode ser considerada uma empresa de Crescimento de Dividendos.

      Reply

Deixe o seu comentário: