NYSE: Compras Maio 2015 – CB – MANH

health-insuranceSeguindo a estratégia de investir em empresas de crescimento de dividendos comprei mais uma nova empresa. Com essa ultima compra resta apenas uma vaga para completar a lista de 24 empresas americanas na carteira. Acredito que até o meio do ano esteja com a carteira fechada, aí vou fazer um balanço e ver onde devo aportar: se vai ser no mercado brasileiro ou americano.

Compras realizadas em 11 de maio.

Compra de Maio de 2015 na bolsa americana
Empresa Código Qtde
Chubb Corp  CB  7
Manhattan Associaties MANH 39

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

Chubb Corp – CB

Chubb é uma holding especializada em seguros contra acidentes atendendo tanto empresas como indivíduos. Já possuía na carteira uma seguradora que é a Aflac mesmo assim resolvi adicionar mais uma, até porque são do mesmo setor mas não são concorrentes o foco da Aflac é em seguros de vida e saúde e a Chubb em seguro contra desastres e catástrofes.

Particularmente adoro empresas de seguros porque é o único tipo de empresa que primeiro  recebe o dinheiro e só depois entrega o produto e o melhor de tudo que você pode ir fazendo mais dinheiro com esse pagamento adiantado do cliente e ganhar ainda mais.

Os números da Chubb são excelentes a sua receita de 14 bilhões nesse ultimo ano e um crescimento de lucro por ação de 14% nos últimos 3 anos e 8% se olharmos no horizonte dos últimos 10 anos. Chubb tem um payout baixíssimo na casa de 25% o que permitiu uma margem saudável para que ela pudesse aumentar seus dividendos por 32 anos consecutivos mesmo quando passou por crises como a de 2008 que teve forte impacto nas seguradoras e levou muitas a reduzirem ou mesmo cortar os dividendos a Chubb pelo contrario manteve o seu crescimento orgânico.

Empresas que crescem os dividendos ano a ano por tanto tempo mostram que possuem um case de negocio consolidado e resiliente além de possuírem uma boa administração que sabe equilibrar um retorno crescente ao acionista sem perder o poder de investimento no próprio negócio.

A empresa tem uma política agressiva de recompra de ações e recomprou quase metade de todas as ações em circulação no mercado só nesses últimos 10 anos. O endividamento dela é baixíssimo na casa de 20% do seu patrimônio o que mostra o conservadorismo da administração.

Chubb tem forte presença nos seguros contra catástrofes e acidentes, por exemplo ela tem uma carteira grande de transportadoras tanto terrestres quanto marítimas, além de ter muitas residências nos USA em sua cobertura de seguros. Os riscos para a Chubb são basicamente três a iminência de uma guerra, catástrofe que possa causar imensos danos em uma grande área e o risco cambial.

Sobre o risco cambial qualquer empresa com atuação global está sujeita a ter seus resultados interfiridos pela variação cambial, por exemplo nesse ultimo trimestre a administração estimou que os resultados serão impactados em 2% pela conversão de moeda, no entanto a operação global representa só 25% dos resultados da Chubb, o que também nos faz concluir que a empresa tem aí um grande campo para crescer fora dos USA e devolver mais capital para seus acionistas.

Eu valorizo ações utilizando o modelo de desconto de dividendos com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento no longo prazo de 8.6%. Esta taxa parece justo pra mim, considerando o crescimento do dividendo por ação da empresa em seu histórico de últimos 10 anos com um CAGR de 9,83% , bem como o seu lucro por ação na casa de 8%. Ventos contrários no curto prazo podem causar um crescimento mais lento, porém acredito que essa é uma taxa de crescimento adequada quando se olha no crescimento para o longo prazo. E o índice de payout deve amortecer qualquer lentidão temporária. A analise DDM me dá um valor justo de US$ 142,86.

Essa compra adiciona US$ 15,96 anualmente na minha receita de dividendos  sobre um dividendos trimestral de US$ 0,57. Com o dólar do mês daria R$ 49,00

Manhattan Associates – MANH

Manhattan é o meu primeiro trade de valor, venho realizando aportes periódicos desde fevereiro deste ano e até o momento a empresa vem superando as minhas expectativas e a do mercado. Saiu essa semana os resultados do 1T15 os numeros ainda não auditados foram LPA de US$ 0,34 comparado com 0,26 do 1T14 um crescimento de +30% uma receita no 1T15 de 144 milhões de dólares frente a 113 milhões do 1T14 um crescimento de +27%

Os outros destaques que pude levantar foram:

  • Venda de 7 licenças de softwares de 1 milhão de dólares, primeira vez na historia da companhia que num único trimestre são vendidas 7 licenças de 1 milhão, pra entender o impacto disso precisamos levar em conta que ano passado inteiro eles fecharam 15 licenças de 1 milhão, nesse ano no primeiro trimestre já venderam metade dessa meta.
    Essas 7 licenças mostram a força da equipe de vendas contra os concorrentes e a qualidade do seu software que possui características únicas no mercado, principalmente sua capacidade de integrar a cadeia de logística com a de varejo.
  • Ao todo foram adicionados 11 novos clientes na carteira da Manhattan a grande maioria veio em busca de soluções a maior parte localizada no varejo sendo 1 na Europa, 5 nos EUA e 1 na America Latina.
    Best Buy, Harris Teeter, Keurig Green Mountain, Kramp Groep, Midas Group, Murphy-Hoffman, Paul Smith, Readerlink Distribution Services, Palco Stores, Thomas Cook Airlines, e Uline.
  • A empresa fez uma recompra de ações nesse primeiro tri de US$ 25 milhões de dólares e já anunciaram que irão dobrar o valor de recompra para 50 milhões.
  • Do lado negativo temos um forte impacto no fluxo de caixa livre da empresa, originado basicamente do pagamento de bônus e comissões referente aos resultados do ano anterior. Além do caixa parte do lucro foi impactado por conta da variação cambial, quem acompanha o dólar sabe que ele teve uma forte valorização nesse ano, não apenas no Brasil mas também na Europa e Asia e isso impactou muitas empresas no mercado Americano não apenas a Manhattan.
Trade de Valor: Manhattan Associates Inc - MANH
DATA QTDE PREÇO COMPRA GANHO US$ GANHO R$ GANHO % US$ GANHO % VAL CAMBIAL
09/02/2015 73 48,99  US$311,71   R$ 935,13  8,72%  10,02%
09/03/2015  66 49,90  US$221,76   R$ 665,28  7,11%  7,11%
27/04/2015  33 54,55 US$-42,47   R$ -127,71  -2,36%  -2,21 %
11/05/2015   39 53,09   US$6,03   R$ 19,89  0,32%  0,32 %
RESULTADO FINAL  211  50,90   US$497,53   R$1.492,59  4,63%  4,87%

Gostou do blog? Então se inscreva na barra ao lado para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

8 thoughts on “NYSE: Compras Maio 2015 – CB – MANH

  • 16 May 2015 at 04:30
    Permalink

    Grande VdD

    Muito legal ver que você já está em fase de fechamento de carteira. Deve ser uma sensação ótima ter a carteira em ” piloto automático” e a partir daí colocar o dinheiro novo somente em ativos já conhecidos.

    Abs

    Reply
    • 16 May 2015 at 06:52
      Permalink

      Olá A.P.

      Eu não sei se ela já está completamente madura, acho que a maturidade da minha carteira de ações no brasil bem maior do que a americana, fiz a primeira escolha o próximo passo é dar um pente fino pra ver depois desse primeiro ano quais pioraram e quais devem continuar na carteira, ainda tenho muito trabalho até ela ficar redondinha como a minha carteira do ibov, mas vamos num passo de cade vez pra chegar lá.

      Mas só o fato de já ter concluído essa primeira seleção já me da um alivio.

      Reply
  • 14 May 2015 at 23:59
    Permalink

    Olá viver de dividendos,
    gostaria de saber onde você achou esse LPA da Manh ?
    Pergunto porque sempre achei que o LPA lá no morningstar era o “earnings per share”, e lá aperece o valor de 1,15.

    Reply
    • 15 May 2015 at 02:17
      Permalink

      vc esta olhando o ttm que é os últimos 4 trimestres por isso está 1,15 eu coloquei no artigo somente o LPA do ultimo tri 1T15 e também peguei o balanço não auditado que tinha saído no dia que escrevi esse texto pela primeira vez.

      Reply
    • 15 May 2015 at 02:09
      Permalink

      Olá II

      Warren Buffett certa vez disse: Preço é o que você paga, o valor é o que você recebe. Em outras palavras o que importa não é o preço mas o valor que aquele investimento pode retornar pra você. Baseado nisso investimos em trade de valor, a diferença dele para o buy and hold é que no trade de valor você compra com a intenção de vender depois que a empresa atingir determinado valor nos seus fundamentos, no buy and hold vc compra e só vende se a empresa ficar ruim.

      Apesar do nome não confunda trade de valor com esses Trades q muitas pessoas fazem por aí, trade de valor você precisa de entender a fundo sobre a empresa, sua compra é embasada nos resultados da empresa e no seu case de negócio não na cotação em um gráfico, o trade de valor geralmente tem um tempo mais longo que o trade normal, as vezes fica-se posicionado na empresa durante meses ou mesmo anos por isso exige uma certa paciente é como ver a grama crescer pela janela.

      O trade de valor tem algumas características como comprar apenas empresas de crescimento ou seja empresas que não distribuem dividendos porque assim o lucro é todo re-investido na própria empresa com recompras, bonificações, etc… vc deve possuir parâmetros no balanço para entrar ou sair da empresa caso o quadro se deteriore, além de ter que acompanhar a empresa muito de perto, praticamente ler todos os balanços trimestrais e acompanhar as noticias sobre ela e sobre seu setor.

      Isso tudo é apenas uma vaga ideia do que seria Trade de Valor porque é um tema muito grande eu tenho intenção de no futuro fazer um artigo a respeito, explicando melhor sobre isso e como analisar empresas desse tipo, mas não sei se seria muito o interesse do pessoal do blog, acho que a galera é mais voltado para buy and hold, enfim vamos ver…

      Reply
      • 14 June 2017 at 14:14
        Permalink

        Andei estudando e descobri que em 2015 a fusão da ACE com a CHUBB formou a maior seguradora do mundo com um patrimônio total de aproximadamente 150 bilhões de dólares e opera em 54 países. Vou me tornar sócio dessa empresa quando eu investir nos EUA. Outra que venho estudando é a J.P Morgan parece que ele é melhor que o Weels Fargo mas ainda tenho muitas dúvidas sobre quem é o melhor.

        Reply
        • 14 June 2017 at 19:36
          Permalink

          Chubb aumentei posição esse mês e já estou estudando uma outra inglesa pra colocar na carteira, mas não estou muito animado com ela, tem alguns detalhes no balanço que estão me incomodando.

          quanto aos bancoes eu não curto muito, já tive WFC e HSBC vendi ambos, banco só dá dinheiro mesmo no Brasil kkkk

          da uma lida no meu post de venda do WFC pra vc entender o tretao que tem neles.

          Reply

Deixe o seu comentário: