NYSE: Compras Maio 2015 – CB – MANH

health-insuranceSeguindo a estratégia de investir em empresas de crescimento de dividendos comprei mais uma nova empresa. Com essa ultima compra resta apenas uma vaga para completar a lista de 24 empresas americanas na carteira. Acredito que até o meio do ano esteja com a carteira fechada, aí vou fazer um balanço e ver onde devo aportar: se vai ser no mercado brasileiro ou americano.

Compras realizadas em 11 de maio.

Compra de Maio de 2015 na bolsa americana
Empresa Código Qtde
Chubb Corp  CB  7
Manhattan Associaties MANH 39

Já atualizei a minha carteira com essa nova aquisição.

Chubb Corp – CB

Chubb é uma holding especializada em seguros contra acidentes atendendo tanto empresas como indivíduos. Já possuía na carteira uma seguradora que é a Aflac mesmo assim resolvi adicionar mais uma, até porque são do mesmo setor mas não são concorrentes o foco da Aflac é em seguros de vida e saúde e a Chubb em seguro contra desastres e catástrofes.

Particularmente adoro empresas de seguros porque é o único tipo de empresa que primeiro  recebe o dinheiro e só depois entrega o produto e o melhor de tudo que você pode ir fazendo mais dinheiro com esse pagamento adiantado do cliente e ganhar ainda mais.

Os números da Chubb são excelentes a sua receita de 14 bilhões nesse ultimo ano e um crescimento de lucro por ação de 14% nos últimos 3 anos e 8% se olharmos no horizonte dos últimos 10 anos. Chubb tem um payout baixíssimo na casa de 25% o que permitiu uma margem saudável para que ela pudesse aumentar seus dividendos por 32 anos consecutivos mesmo quando passou por crises como a de 2008 que teve forte impacto nas seguradoras e levou muitas a reduzirem ou mesmo cortar os dividendos a Chubb pelo contrario manteve o seu crescimento orgânico.

Empresas que crescem os dividendos ano a ano por tanto tempo mostram que possuem um case de negocio consolidado e resiliente além de possuírem uma boa administração que sabe equilibrar um retorno crescente ao acionista sem perder o poder de investimento no próprio negócio.

A empresa tem uma política agressiva de recompra de ações e recomprou quase metade de todas as ações em circulação no mercado só nesses últimos 10 anos. O endividamento dela é baixíssimo na casa de 20% do seu patrimônio o que mostra o conservadorismo da administração.

Chubb tem forte presença nos seguros contra catástrofes e acidentes, por exemplo ela tem uma carteira grande de transportadoras tanto terrestres quanto marítimas, além de ter muitas residências nos USA em sua cobertura de seguros. Os riscos para a Chubb são basicamente três a iminência de uma guerra, catástrofe que possa causar imensos danos em uma grande área e o risco cambial.

Sobre o risco cambial qualquer empresa com atuação global está sujeita a ter seus resultados interfiridos pela variação cambial, por exemplo nesse ultimo trimestre a administração estimou que os resultados serão impactados em 2% pela conversão de moeda, no entanto a operação global representa só 25% dos resultados da Chubb, o que também nos faz concluir que a empresa tem aí um grande campo para crescer fora dos USA e devolver mais capital para seus acionistas.

Eu valorizo ações utilizando o modelo de desconto de dividendos com uma taxa de desconto de 10% e uma taxa de crescimento no longo prazo de 8.6%. Esta taxa parece justo pra mim, considerando o crescimento do dividendo por ação da empresa em seu histórico de últimos 10 anos com um CAGR de 9,83% , bem como o seu lucro por ação na casa de 8%. Ventos contrários no curto prazo podem causar um crescimento mais lento, porém acredito que essa é uma taxa de crescimento adequada quando se olha no crescimento para o longo prazo. E o índice de payout deve amortecer qualquer lentidão temporária. A analise DDM me dá um valor justo de US$ 142,86.

Essa compra adiciona US$ 15,96 anualmente na minha receita de dividendos  sobre um dividendos trimestral de US$ 0,57. Com o dólar do mês daria R$ 49,00

Manhattan Associates – MANH

Manhattan é o meu primeiro trade de valor, venho realizando aportes periódicos desde fevereiro deste ano e até o momento a empresa vem superando as minhas expectativas e a do mercado. Saiu essa semana os resultados do 1T15 os numeros ainda não auditados foram LPA de US$ 0,34 comparado com 0,26 do 1T14 um crescimento de +30% uma receita no 1T15 de 144 milhões de dólares frente a 113 milhões do 1T14 um crescimento de +27%

Os outros destaques que pude levantar foram:

  • Venda de 7 licenças de softwares de 1 milhão de dólares, primeira vez na historia da companhia que num único trimestre são vendidas 7 licenças de 1 milhão, pra entender o impacto disso precisamos levar em conta que ano passado inteiro eles fecharam 15 licenças de 1 milhão, nesse ano no primeiro trimestre já venderam metade dessa meta.
    Essas 7 licenças mostram a força da equipe de vendas contra os concorrentes e a qualidade do seu software que possui características únicas no mercado, principalmente sua capacidade de integrar a cadeia de logística com a de varejo.
  • Ao todo foram adicionados 11 novos clientes na carteira da Manhattan a grande maioria veio em busca de soluções a maior parte localizada no varejo sendo 1 na Europa, 5 nos EUA e 1 na America Latina.
    Best Buy, Harris Teeter, Keurig Green Mountain, Kramp Groep, Midas Group, Murphy-Hoffman, Paul Smith, Readerlink Distribution Services, Palco Stores, Thomas Cook Airlines, e Uline.
  • A empresa fez uma recompra de ações nesse primeiro tri de US$ 25 milhões de dólares e já anunciaram que irão dobrar o valor de recompra para 50 milhões.
  • Do lado negativo temos um forte impacto no fluxo de caixa livre da empresa, originado basicamente do pagamento de bônus e comissões referente aos resultados do ano anterior. Além do caixa parte do lucro foi impactado por conta da variação cambial, quem acompanha o dólar sabe que ele teve uma forte valorização nesse ano, não apenas no Brasil mas também na Europa e Asia e isso impactou muitas empresas no mercado Americano não apenas a Manhattan.
Trade de Valor: Manhattan Associates Inc - MANH
DATA QTDE PREÇO COMPRA GANHO US$ GANHO R$ GANHO % US$ GANHO % VAL CAMBIAL
09/02/2015 73 48,99  US$311,71   R$ 935,13  8,72%  10,02%
09/03/2015  66 49,90  US$221,76   R$ 665,28  7,11%  7,11%
27/04/2015  33 54,55 US$-42,47   R$ -127,71  -2,36%  -2,21 %
11/05/2015   39 53,09   US$6,03   R$ 19,89  0,32%  0,32 %
RESULTADO FINAL  211  50,90   US$497,53   R$1.492,59  4,63%  4,87%

Gostou do blog? Então se inscreva na barra ao lado para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

6 thoughts on “NYSE: Compras Maio 2015 – CB – MANH

  • 16 May 2015 at 04:30
    Permalink

    Grande VdD

    Muito legal ver que você já está em fase de fechamento de carteira. Deve ser uma sensação ótima ter a carteira em ” piloto automático” e a partir daí colocar o dinheiro novo somente em ativos já conhecidos.

    Abs

    Reply
    • 16 May 2015 at 06:52
      Permalink

      Olá A.P.

      Eu não sei se ela já está completamente madura, acho que a maturidade da minha carteira de ações no brasil bem maior do que a americana, fiz a primeira escolha o próximo passo é dar um pente fino pra ver depois desse primeiro ano quais pioraram e quais devem continuar na carteira, ainda tenho muito trabalho até ela ficar redondinha como a minha carteira do ibov, mas vamos num passo de cade vez pra chegar lá.

      Mas só o fato de já ter concluído essa primeira seleção já me da um alivio.

      Reply
  • 14 May 2015 at 23:59
    Permalink

    Olá viver de dividendos,
    gostaria de saber onde você achou esse LPA da Manh ?
    Pergunto porque sempre achei que o LPA lá no morningstar era o “earnings per share”, e lá aperece o valor de 1,15.

    Reply
    • 15 May 2015 at 02:17
      Permalink

      vc esta olhando o ttm que é os últimos 4 trimestres por isso está 1,15 eu coloquei no artigo somente o LPA do ultimo tri 1T15 e também peguei o balanço não auditado que tinha saído no dia que escrevi esse texto pela primeira vez.

      Reply
    • 15 May 2015 at 02:09
      Permalink

      Olá II

      Warren Buffett certa vez disse: Preço é o que você paga, o valor é o que você recebe. Em outras palavras o que importa não é o preço mas o valor que aquele investimento pode retornar pra você. Baseado nisso investimos em trade de valor, a diferença dele para o buy and hold é que no trade de valor você compra com a intenção de vender depois que a empresa atingir determinado valor nos seus fundamentos, no buy and hold vc compra e só vende se a empresa ficar ruim.

      Apesar do nome não confunda trade de valor com esses Trades q muitas pessoas fazem por aí, trade de valor você precisa de entender a fundo sobre a empresa, sua compra é embasada nos resultados da empresa e no seu case de negócio não na cotação em um gráfico, o trade de valor geralmente tem um tempo mais longo que o trade normal, as vezes fica-se posicionado na empresa durante meses ou mesmo anos por isso exige uma certa paciente é como ver a grama crescer pela janela.

      O trade de valor tem algumas características como comprar apenas empresas de crescimento ou seja empresas que não distribuem dividendos porque assim o lucro é todo re-investido na própria empresa com recompras, bonificações, etc… vc deve possuir parâmetros no balanço para entrar ou sair da empresa caso o quadro se deteriore, além de ter que acompanhar a empresa muito de perto, praticamente ler todos os balanços trimestrais e acompanhar as noticias sobre ela e sobre seu setor.

      Isso tudo é apenas uma vaga ideia do que seria Trade de Valor porque é um tema muito grande eu tenho intenção de no futuro fazer um artigo a respeito, explicando melhor sobre isso e como analisar empresas desse tipo, mas não sei se seria muito o interesse do pessoal do blog, acho que a galera é mais voltado para buy and hold, enfim vamos ver…

      Reply

Deixe o seu comentário: