Estratégia para antecipar sua Independência Financeira

Esses dias o grande d’Uó! do blogdouo fez um post mostrando como ele conseguiu dobrar o seu dinheiro trabalhando alavancado em trades de mini-contratos. Havia comentado que ia mostrar como alguns americanos usam a alavancagem para antecipar a tão sonhada independência financeira. O Uo opera alavancado fazendo trade o que vou mostrar aqui é investidores que operam alavancados no Buy & Hold são coisas totalmente diferentes, meus comentários aqui se referem a esses últimos.

Alavancar o Buy & Hold é algo que provavelmente você nunca deve ter ouvido falar, ou mesmo cogitado!

Para aqueles que não sabem o que é operar alavancado, nada mais é que operar com o dinheiro da corretora. Digamos que você tenha lá na sua conta na corretora 100 mil dólares ela pode lhe emprestar mais 200 mil pra você operar no mercado e com isso aumentar de forma exponencial seus ganhos, então agora você passa a ter 300 mil dólares para operar na bolsa. Claro aquele empréstimo não sai de graça ela lhe cobra um juros para isso.

Como sabemos que os juros nos USA é infinitamente menor que os comparados no Brasil alguns investidores por lá costumam operar alavancado até mesmo no buy and hold. Dado a nossa elevada taxa de juros e instabilidade econômica, fazer isso no Brazil seria inviável economicamente falando.

Alguns investidores americanos focados em empresas de crescimento de dividendos quando estão de 60% a 80% de alcançar a independência financeira costumam alavancar seu patrimônio para assim ganhar alguns anos nessa caminhada.

Antes de prosseguirmos aos cálculos vale ressaltar que eu não utilizo esse método e não recomendo-o para qualquer investidor, seja estando na sua fase inicial ou final do seu acumulo de patrimônio.

A estratégia

Atualmente am algumas corretoras se você tiver um capital de U$ 100.000 a U$ 1.000.000 pode pegar uma taxa de 1,38% a 1,88% ao ano. Isso mesmo é só 1,38% no ano inteiro isso dá 0,115% por mês. Enquanto isso aqui no Brazil estamos pagando 11% ao mês de juros no cartão de credito kkkk

Vamos supor que o investidor tenha U$ 500.000 investido em ações de crescimento de dividendos com retorno médio de 4%. Para facilitar o entendimento vamos trabalhar com valores ao invés de percentuais, acho que assim fica mais fácil pra vocês compreenderem sem ter que ficar fazendo calculo mental.

Essa carteira geraria um retorno de U$ 20.000 em rendimento de dividendo por ano.

Digamos que o investidor tenha pego uma alavancagem de U$ 250.000 na sua corretora, daria um juro anual de 1,58% ao ano.

Se ele investir esse valor em ações de crescimento de dividendos com os mesmos retornos atuais de 4% ele teria uma renda anual de U$ 30.000 um aumento de 50% na sua geração de receita passiva. Nada mau hein !!!

O investidor terá que pagar de juros por ano para aqueles 250 mil alcançado: U$ 3.950 ao ano.

Diminui-se essa taxa de juros do total de rendimentos 30.000 – 3.950 = 26.000 que ainda é 30% superior ao rendimento anterior.

Se levarmos em conta ações de crescimento de dividendos sempre crescem os dividendos de um ano para o outro, reinvestindo esses dividendos recebidos o investidor teria um impulso considerável na sua caminhada rumo a independência financeira.

Riscos

A estratégia no papel é uma maravilha, mas existem vários riscos numa estratégia assim. O primeiro seria a taxa de juros. Atualmente a taxa de juros americana está em níveis muito baixos isso já tem décadas, porem um aumento da taxa de juros em poucos anos, os investidores podem acabar pagando uma taxa de juros mais elevada em comparação com o rendimento de dividendos obtido pela alavancagem.

Quem já trabalhou com alavancagem sabe que ela é uma espada de dois gumes, da maneira que pode lhe dar ótimos retornos quando o prejuízo chega ele acaba sendo bem mais amargo. Se um investidor em 500 mil dólares alavanca mais 250 mil ele pode perder capital muito mais rápido se o valor das ações que ele comprou começarem a cair. A medida que seu principal vai caindo a corretora pode exigir mais depósitos como garantia para manter o empréstimo. Caso contrario o investidor terá que liquidar algumas posições e isso pode ocorrer em momentos inoportunos levando grandes perdas para o investidor.

Além da queda nas ações a empresa ainda pode cortar os dividendos e você se vê obrigado a vender. Digamos que você investiu em BHP Billiton Ltd (BHP) no final de 2010 quando era cotada na faixa de $68 a ação e rendia 6% de dividendo. A BHP veio tendo problemas até os dividendos foram cortados no ano passado depois de 15 anos aumentando dividendos de forma ininterrupta. As ações hoje valem $22 e tem um rendimento de 0,72 centavos por ação.

O problema da alavancagem é que quando os preços das ações caem, um investidor que não está alavancado pode simplesmente aportar mais dinheiro para trabalhar para ele. O investidor alavancado tem um valor de ativos bem menor nas mãos devido a diminuição dos preços, porém o montante de empréstimo será sempre o mesmo. O investidor alavancado pode sentir uma pressão psicológica muito maior para pagar as dividas, ao invés de investir a preços mais baixos.

Outro risco são o que os americanos chamam de flash crash que é quando o mercado sofre flutuações abruptas. Digamos que o mercado sofra um queda brusca em questão de segundos, como ocorreu em 6 maio de 2010 ou mais recentemente em 25 de agosto de 2015 ambos os dias deu um flash crash de 50% a 70% em questão de segundos. Uma queda de 70% nos preços dos seus ativos poderia desencadear uma margin call, que poderia forçar o corretor a vender imediatamente ao preço de mercado suas ações para liquidar sua alavancagem. Se o preço de mercado naquele momento não reflete a realidade, o investidor poderia perder uma quantidade substancial de seus ativos.

Conclusão

Como investidor de longo prazo o objetivo é estar uma posição onde você pode ignorar as flutuações do mercado no curto prazo. Estando alavancado você estará se expondo aos caprichos dos Sr. Mercado e seu humor maníaco-depressivo. Como um investidor de longo prazo eu vejo a alavancagem como algo muito ruim para o crescimento saudável da sua carteira.

Em geral não há atalhos para alcançar a independência financeira, ter um patrimônio sustentável e um aumento do fluxo de caixa ao longo do tempo. Alavancar seus rendimentos poderia lhe ajudar a alcançar seus objetivos mais cedo, mas traria um risco muito alto para o seu portfólio.

A ideia deste artigo foi apenas ampliar seu leque sobre as diversas maneiras de se rentabilizar, algumas boas e mais seguras outros mais arriscadas e um tanto radicais.

Vale dizer novamente que tudo que foi exposto acima se resume na alavancagem do Buy & Hold, para trade é outra história completamente diferente.

Balanço comentado – BHP Billiton – BHP #1T15

 

fullscreenClique no botão de fullscreen para visualizar em resolução maior e ficar mais nítido os textos, também verifique se foi colocado na qualidade de Full HD.

 

gosteiTodo o conteúdo do blog é distribuído gratuitamente e continuará assim pra sempre a única forma de remunerar é através de propagandas portanto se gostou do vídeo clique no botão de “Gostei” no topo do vídeo dessa forma quando clicar na propaganda que aparece antes do inicio do vídeo o blog é remunerado.

Gostou do blog? Então se inscreva na barra ao lado para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.