Não invista na bolsa de valores como um sócio torcedor

Logo_Socio_TorcedorAo longo do tempo aqui no blog fui questionado diversas vezes sobre qual empresa investir, se deve ou não abrir posição em determinada empresa. Não entendo a dificuldade do pessoal em escolher, pra mim o mais difícil é saber o momento certo de sair de uma empresa. Isso sim é difícil de identificar.

Porque sair de um posição é tão difícil?

Porque, é um atestado que o investidor recebe de que errou. E muitos não conseguem lidar com o fato de terem errado. Muitas pessoas simplesmente não conseguem parar, e assumir que cometeram um erro.

Alguns casos a culpa não é da analise inicial, as vezes são coisas que ocorrem na qual o investidor não tem como prever, ou mesmo até a empresa não tem como controlar. Isso faz parte do jogo, até porque ninguém tem bola de cristal pra prever o futuro. Nesses casos não há o que se fazer a não ser diversificar.

O que torna o mundo dos investimentos tão atraente pra mim é justamente essa mistura de felling, números e um bocado de emoção. Essa ultima então é uma das chaves do sucesso ou fracasso de um investidor de longo prazo.

Quando você olha em volta e não vê nenhum idiota, é porque o idiota é você

O mais legal é que não adianta dizer: se você é daquele que não reconhece seus erros bla bla… porque essa limitação acaba cegando o indivíduo, acho que a frase acima pode elucidar um pouco o que quero dizer.

Vamos resumir, se você tem empresas na sua carteira, que você carrega mesmo sabendo que elas não estão mais retornando o que você esperava quando entrou. Então você é esse indivíduo. Se você não se enquadra nesse perfil então apenas vire essa pagina.

Daí vamos para o segundo estagio, que pode ser mais crônico que o primeiro. Nessa fase o investidor começa a torcer para que a empresa volte aos fundamentos anteriores. Aqui é onde mora o perigo, quem ainda não entrou nesse estagio consegue se livra da tralha muito mais fácil porque o sócio torcedor ainda não tomou conta.

Quando você começa na torcida pela empresa. É aí que a coisa complica, porque você passa a não ser mais racional, e não consegue enxergar mais os defeitos, seu foco fica todo na esperança de que a empresa vá melhorar. Algumas até melhoram, mas isso é muito raro. De modo geral passam-se os anos e a empresa nunca mais volta aos patamares que você comprou.

Como sei que uma empresa se tornou ruim ?

Essa é a grande pergunta. O ideal seria o investidor identificar isso antes do mercado. Mas é algo muito difícil, raramente você terá uma oportunidade de se antecipar ao mercado.

Existem alguns indicadores que utilizo pra identificar o momento de sair da empresa, talvez numa outra oportunidade faço um tópico ao estilo Os indicadores que uso para analisar empresas porém mostrando como sair. Hoje a ideia é primeiro conscientizar o pessoal sobre essa questão do sócio torcedor.

Algumas vezes você vai olhar os indicadores, outras você vai fazer uma analise do mercado e montar perspectives econômicas sobre a empresa e em outros momentos a empresa vai deixar de ser interessante por não se enquadrar mais no perfil da sua carteira de ativos.

Porque o sócio torcedor perde muito dinheiro

Vou mostrar a vocês na pratica, porque é muito idiotice ficar segurando posição numa empresa que não oferece mais retornos que você esperava.

Muitos acham, que estarão perdendo dinheiro se vender aquela empresa que caiu X%. O que eles na verdade não percebem é justamente o contrario. Que estão perdendo dinheiro com ela na carteira.

Vamos trabalhar primeiro com um exemplo hipotético depois vou colocar casos reais pelos quais passei.

Investidor A e investidor B compram no mesmo dia um lote de 10 ações da empresa X por 10 reais.

Passado 1 ano as ações perdem 30% do valor e o investidor A resolve virar sócio torcedor e continua na empresa, já o investidor B resolve que a empresa não vai retornar o esperado e vende aquelas ações da empresa X e investe os 7 reais na empresa Y.

Passados 10 anos a cotação da empresa X volta ao preço de compra do investidor A enquanto isso a empresa Y teve uma valorização de 300% desde a compra.

Moral da história:

  • o investidor A termina com os 10 reais inicias, e perde 10 anos da sua vide esperando o empatar o investimento.
  • o investidor B termina com 21 reais

O investidor B que não é sócio torcedor, entendeu que se ele transferir o dinheiro para a empresa B ele não estará em “prejuízo” desde que essa empresa B cresça como cresceu no ultimo ano.

Ele apenas transferiu o capital para outra empresa, ficou com uma quantidade menor de ações, porém a empresa nova cresceu muito mais que a antiga. Quem ficou no prejuízo na verdade foi o investidor A que na sua torcida e no medo de assumir os erros não saiu da posição.

Até hoje não consigo entender a barreira psicológica que existe quando o investidor precisa de apenas pegar aquele dinheiro que está na empresa X e passar para a empresa Y e deixar a vida seguir seu rumo.

Na prática

Vou mostrar agora algumas empresa que eu saí e como elas estão hoje, a grande maioria das empresas que vendi até hoje boa parte estavam no prejuízo, algumas até tinha algum lucro mais não via perspectivas, por isso vendi. Peguei algumas aleatórias na minha lista. A variação abaixo não é o meu prejuízo, mas sim o quanto eu teria perdido se ficasse na empresa.

  • CCR

Venda em 3T14: R$ 19,84

Preço atual: R$ 13,86

Variação: -31,59%

Lucro caiu nesse período de 1.350 bilhões para 787 milhões.

Motivo: Política econômica do governo obrigando os reajustes do pedágio abaixo da inflação. Alto risco de não renovação da concessão de uma das principais rodovias da empresa. Elevado endividamento. Veja mais aqui.

Comentário: Veja que nem sempre você consegue identificar o motivo de sair de uma empresa por conta dos fundamentos, apesar de ter identificado um alto endividamento e os juros que vem correndo o caixa da empresa o motivo maior foi mais por uma perspectiva macro do que os números em si. Nesse caso em especifico consegui identificar a deterioração dos fundamentos da empresa antes do mercado. Se antecipar ao mercado é excelente, mas nem sempre temos essa oportunidade.

  • Paraná banco

Venda em 1T15: R$ 11,31

Preço atual: R$ 9,10

Variação: -20,87%

Motivo: Aquisição da Cardinal, empresa colombiana que não vinha apresentando bons resultados, entendi como uma aquisição de alto risco optei por sair da empresa. Além dela ter dificuldades em encontrar crescimento dentro do mercado.

Comentário: enquanto bancos concorrentes e maiores entregavam altos resultados o PRBC por ser menor deveria entregar um crescimento ainda maior, pelo menos esse foi meu objetivo entrando na empresa, como não estava sendo cumprido o propósito optei por sair. Sobre a Cardinal ainda é cedo para avaliar se tomei a decisão certa.

  • Vale

Venda 1T15: R$ 18,30

Preço atual: R$ 12,80

Variação: -25,1%

Motivo: Má administração, empresa fez aquisições a esmo e não investiu onde deveria investir. Sem perspectivas para o preço do minério de ferro no longo prazo.

Comentário: Quase um ano depois fica mais claro que o mineiro de ferro tão cedo vai voltar aos patamares de glória, a menos que exista outra china nessas próximos anos. Além disso tomei a postura de retirar da minha carteira todas as empresas cíclicas, só restando a ultima sobrevivente que é a Chevron.

  • HSBC

Venda 1T15: U$ 45,51

Preço atual: U$ 29,86

Variação: -33,44%

Motivo: Processos por conta de casos de corrupção ligados a operações do banco. Má administração e case de negócio muito complexo.

Comentários: Acharam que os problemas seriam só na bolsa brasileira? Pois na bolsa americana também temos empresas problemáticas. O HSBC foi uma posição que abri logo no começo da minha carteira no exterior, entendi que os lucros do banco estariam muito pressionados no curto prazo por conta dos processos que ele vinha sofrendo, porém também entendi que o banco iria enfrentar enormes dificuldades de crescimento no médio prazo, principalmente por sua carteira ter forte correlação com a Asia que não vem enfrentando um momento muito bom. Tanto que os lucros do banco em 2015 foi de 59 bilhões de dólares uma queda expressiva frente ao lucro de 74 bilhões realizado em 2014. Mais uma na qual consegui me antecipar à tragédia, porém essa é uma daquelas situações que citei no começo do artigo, não tem como você prever os casos de corrupção do HSBC.

Conclusão

Se quiser alcançar a independência financeira, precisa entender que nessa longa caminhada é inevitável que cometerá erros. Isso não é ruim. O ruim é não reconhece-los, e pior, não tentar corrigi-los.

Não fique pensando em segurar posição na empresa X, porque não consegue assumir o fato de que levou prejuízo, ou porque realmente acredita que a empresa irá dar a volta por cima. Como vimos acima, enquanto estiver com esse pensamento estará deixando de crescer sua carteira de forma expressiva e prejudicará a saúde da sua carteira.

Se a empresa piorou, tente entender o porque ficou ruim, localize o motivo. Aprenda com isso, e use de lição para as próximas posições. Se tem muitas empresas nesse barco, reavalie seus planos, objetivos e a maneira que tem selecionado as empresas provavelmente algo deve estar errado no seu método de investimento.

Investir no longo prazo pode ter um lado emocional mais complicado do que parece. Sucesso nos seus investimento e até a próxima!

 

Colabore com o blog

Todo o conteúdo do blog é distribuído gratuitamente. Acredito que a informação deve ser democratizada, minha ideia ao criar o blog, foi acima de tudo, ser um instrumento para ajudar o pequeno investidor a conhecer e compartilhar informações sobre a bolsa de valores e o mundo dos negócios. Por isso sempre estou a produzir conteúdos relevantes ao tema, trazendo vídeos e artigos atualizados.

joker

Se você gosta do blog, se você já aprendeu algo por aqui, se você se identifica de alguma forma com o nosso trabalho realizado aqui e quiser demonstrar isso através de uma colaboração, utilize um dos botões na lateral do site para realizar uma doação única. Nós deixaremos nosso muito obrigado a você no nosso Papo de Dividendo.


Outubro de 2014 – Dividendos recebidos

Outubro de 2014 – Dividendos recebidos

 

High-Dividend-FundsMais um mês finalizado e um novo recorde no recebimento de dividendos, foi o meu melhor mês no ano. Desde maio de 2012 eu não recebo um valor tão alto de dividendos, pelo segundo mês consecutivo eu recebo dividendos na casa dos 800 reais, será que no mês de Novembro eu consigo romper a casa dos 900.

Isso é a prova de que o importante não é o preço que se paga nas empresa mas o quanto essas empresas conseguem gerar de valor pra você. Eu tive o melhor desempenho no Ano tanto para os FIIs quanto para as Ações na BVMF já as ações americanas o rendimento foi bem abaixo por conta de um alto pagamento no mês anterior pois a maior parte das empresas que eu possuo pagam dividendos no mês de Setembro.

Também caiu os dividendos de algumas empresas:

  • Vale SA – VALE5 – A Vale apresentou uns prejuízos não operacionais nos últimos 2 anos, apesar disso a empresa consegue manter o fluxo de caixa bastante positivo, inclusive seu FCL está em 10 bi o maior de todos os tempos. Vale não tem muito o que analisar é olhar o minério de ferro e pronto ela tem um custo fixo de $47/ton se o minério estiver sendo vendido acima disso continua-se sócio da empresa, qualquer valor abaixo ou próximo disso aí é pular fora porque daí na certa virá prejuízo. A expectativa dos analistas é que esse preço ainda deve cair mais, pelo menos até que algumas empresas quebrem e o mercado encontre um equilíbrio da oferta pela demanda.
  • CCR SA – CCRO3 – Últimos dividendos recebidos da empresa. Havia vendido minha posição a uns dias atras do anuncio do balanço, clique aqui e entenda os motivos. Basicamente eu estava temeroso quanto ao futuro da empresa no Longo Prazo por conta dos grandes investimentos que seriam demandados e pelo fato do governo estar continuamente ferrando com os setores regulados impedindo que reajustem os preços pelo menos no mesmo nível da inflação. Se olhar no longo prazo você vai ver que a empresa não pode aumentar a receita no nível da inflação, mas os custos principalmente decorrentes de  investimentos irão subir no mesmo nível ou acima da inflação, resultado no longo prazo é que vai comer, e muito, as margens. Aí você pega uma empresa que já estava com uma divida bastante elevada e soma-se essa necessidade de investimentos com uma lateralização na receita e aumento nos custos, pronto o cenário está montado. O resultado disso já começaram a vir nesse balanço durante 5 anos (pelo menos que eu contei) a empresa sempre lucrou mais do que no trimestre do ano anterior e pela primeira vez ela conseguiu fazer um resultado pior do que o trimestre do ano anterior. Outra que está na minha mira para venda pelos mesmos motivos é SBSP.
Outubro de 2014 - Receita com dividendos BVMF
Ativo Cód Valor
FII AESPAR AEFI11 R$ 4,70
FII AG CAIXA AGCX11 R$ 14,20
FII BB PRGII BBPO11 R$ 21,64
FII BMBRC LC BMLC11B R$ 15,37
FII BC FUND BRCR11 R$ 29,29
FII CX CEDAE CXCE11B R$ 15,15
FII MTGESTAO DRIT11B R$ 18,72
FII OURINVES EDFO11B R$ 11,09
FII GALERIA EDGA11B R$ 15,10
FII EUROPAR EURO11 R$ 31,20
FII ANH EDUC FAED11B R$ 17,55
FII RIOB RC FFCI11 R$ 15,09
FII RB CAP I FIIP11B R$ 13,82
FII S F LIMA FLMA11 R$ 44,88
FII CSHGSHOP HGBS11 R$ 27,60
CSHG JHSF PRIME OFFICES  HGJH11 R$ 9,40
FII CSHG LOG HGLG11 R$ 17,40
FII HG REAL HGRE11 R$ 23,20
MAXI RETAIL  MAXR11B R$ 9,94
FII D Pedro PQDP11 R$ 9,33
FII RBPRIME1 RBPR11 R$ 65,62
CCR SA CCRO3 R$ 220,77
VALE VALE5 R$ 178,64
Total   R$ 840,98
Outubro de 2014 - Receita com dividendos NYSE
Ativo Cód Valor
Baxter  BAX U$ 4,73
HSBC HOLDING HSBC U$ 9,50
COCA COLA KO U$ 5,34
Total  R$ 47,75  U$ 19,57

Total Geral: R$ 888,73

  • Dólar utilizado para conversão: 31/10/2014 – R$ 2,44
  • Valores de dividendos das ações de NYSE já são declarados como líquidos, ou seja considerando o imposto de renda.

 

Acompanhe na pagina com as atualizações dos rendimentos mensais e veja como anda a evolução da minha carteira.

Veja como funciona os dividendos no EUA.

BVMF: Vendas Outubro 2014 – CCRO3 – STBP11

BVMF: Vendas Outubro 2014 – CCRO3 – STBP11

ponte historiaSeguindo a reestruturação na minha carteira da BVMF eu efetuei mais duas vendas esse mês, foi retirado da minha carteira a CCR e a Santos Brasil. Mês passado já tinha liquidado a Banese. Eu vejo um cenário econômico para o Brasil, pelo menos no curto prazo, muito complicado talvez o governo resolva tomar algumas medidas para amenizar a situação mas não da pra contar que ele irá acertar sobre isso. Esse cenário ruim ao menos é bom para conseguirmos identificar as boas empresas das ruins. Eu por exemplo quando analiso empresas gosto de pegar como elas se saíram nos momentos de crise, afinal quando tudo está indo bem é fácil fazer dinheiro.

O que eu vejo no curto prazo é que o governo continuará a intervir na economia, principalmente tomando medidas para tentar controlar a inflação. Minha preferencia é por um mercado mais auto regulável, mas enfim essas são as limitações do país no momento então temos que aceitar. Outro fato que me preocupa é que não vejo no discurso politico nada muito enfático mostrando uma tendência para investimentos em infra estrutura. Essas duas razoes somados aos resultados das empresas foram os motivos por tira-las da minha carteira.

O que considerei para sair da CCR

  • Risco de não renovação das concessões: o governo vem sinalizado que não tem muita intenção de renovar as concessões da empresa, vide concessão da Ponte e Dutra. Ok a ponte é 3% da receita da empresa já a Dutra tem uma fatia considerável nos resultados da empresa, para ter ideia o que sustenta a empresa é AutoBan, Dutra e ViaOeste
    receita ccr
  • Reajustes abaixo da inflação: a ideia do governo é sempre diminuir as tarifas de pedágios e exigir mais investimentos das empresas, uma combinação que a longo prazo não se sustenta, e para mim que pretendo ser um investidor de longo prazo isso acaba sendo um ponto muito negativo. Basicamente o governo quer que a CCR diminua a receita e aumente os gastos. Essa conta uma hora não vai fechar. Eu tenho reparado que em todas as empresas de concessões essa tem sido a regra, vide elétricas e distribuidoras de agua.
  • Endividamento: a empresa está perdendo margem por conta do grande endividamento o indicador de gestão da dívida já bate em 7x o valor do patrimônio. É uma empresa com receita garantida e sempre esteve endividada e sabe trabalhar com isso, dado essas primícias talvez até se o endividamento atual fosse definitivo eu aceitaria, mas acontece que pelas perspectivas que tenho visto o endividamento tende a crescer, visto que haverá uma pressão de mais investimentos por parte da empresa.

O que considerei para sair da Santos Brasil

  • Baixos investimentos em infra estrutura: eu vejo que o país precisa de investimentos urgentes em infra estrutura e uma dessas medidas que permitira isso seria a lei dos portos que ao invés de melhorar conseguiu a façanha de piorar a situação. Da parte do governo vemos que ele investiu menos da metade do prometido para o setor. E não vejo perspectivas de melhoras nisso.
  • Má governança: eu falo sempre aqui que uma empresa deve possuir boa governança a melhor maneira de acompanharmos isso é anotarmos as metas que eles levantam e checar se estão sendo cumpridas, a empresa fez promessas ao longo de 2013 para reduzir os custos operacionais e não conseguiu isso ao longo de 2014. Outro fator que pesou nessa avaliação foi o fato de terem comprado o elefante branco que é o porto de Imbituba a empresa tem pago taxa de movimentação mínima por não conseguir contratos para movimentar nem mesmo o mínimo, foi um investimento que não agregou valor ao caixa da empresa.
  • Queda nos lucros e perda expressiva de Market Share: quando eu vendi não tinha saído o resultado dessa trimestre 3T14 mas foi bom ter me livrado dela antes senão iria me dar mais raiva ainda rsrsrs enfim a empresa vem caindo os lucros desde 2012 ano passado eles perderam um grande cliente do Leste Europeu agora nesse trimestre foi a perda do outro cliente importante na Asia. Com isso tudo o market share da empresa caiu de 52% para 32% a empresa não vem conseguindo se sair bem na crise e tem enfrentados graves dificuldades com a concorrência.
Venda de outubro de 2014 na bolsa de São Paulo
Empresa Código Qtde comprada
Santos Brasil Participações SA  STBP11   200
CCR SA CCRO3 300

Já atualizei a minha carteira com essa venda.

As analises acima representam apenas a minha opinião e não quer dizer que as empresas se tornaram péssimas, apenas que não vejo nada mais atrativo nelas, talvez para você essas empresas ainda sejam boas, talvez você veja algumas perspectivas melhores que eu, enfim cada investidor interpreta de uma maneira. O importante acima de tudo é buscarmos um quadro de investimento que nos deixe confortáveis e confiantes.