Como medir o giro de estoque de uma empresa

what-you-need-know-managingEsse é o segundo artigo de uma serie de 4 artigos, onde iremos analisar e estudar indicadores que mostrem um ganho/perda da eficiência de uma empresa. Conforme falamos no artigo anterior onde mostramos a quantidade de dias que uma empresa leva para receber suas vendas, nesse artigo vamos descobrir como medir o giro de estoque de uma empresa na bolsa de valores.

Day Sales of Inventory – DSI

O DSI é usado para medir o tempo que uma empresa leva para vender um produto, contabilizando desde sua produção até o momento que ele deixa de ser um estoque para se transformar numa venda. Quanto menor esse indicador melhor, com isso mostra a capacidade da empresa de transformar matérias-primas em dinheiro.

Novamente como em todos os indicadores de eficiência não existe um número magico para sabermos se a empresa está bem ou ruim. O importante nesse caso é observar a evolução histórica desse indicador para a empresa, e, se possível, compara-lo com os concorrentes. Por exemplo empresas que vendem produtos perecíveis, como as do ramo de alimentos, tendem a ter um giro de estoque mais curto do que as que vendem bens de consumo ou de baixa rotatividade, como carros.

A formula para calcularmos o DSI é:

dsi formula

 

Paga-se o Valor de Estoque do ano anterior soma com estoque do ano atual e dividir por 2 pra achar a média, depois divide o Custo das Vendas pela quantidade de dias geralmente 365, por fim divida os resultados.

Colocando em pratica

Para calcular o DSO é só ir no site da empresa pegar o balanço anual e retirar duas informações:

  • Custo dos produtos vendidos no DRE
  • Estoques no Balanço de patrimônio

Veja abaixo um exemplo da Ambev, pegamos custo e o estoque no balanço de resultados do 4T14 conforme imagens:

estoque
estoque no balanço patrimonial
custo vendas
custo de vendas no DRE

Ficar atento pois precisa de pegar os dados do anual, algumas empresas colocar o dado do trimestre e depois ao lado o anual. Com os dados em mãos vamos jogar na formula:

  • Somar o estoque 2013 +  estoque 2014 / 2
    2.835,7 + 3.411,3 / 2
  • Dividir o resultado pelo Custo dos produtos vendidos pelos dias
    12.814,6 / 365
  • Resultado da divisão 1 pela divisão 2
    3.123,5 / 35,11
  • DSO = 88,96

Com isso concluímos que o giro de estoque da Ambev é de quase 89 dias, vamos dar uma olhada em outra empresa do setor de varejo para termos uma ideia se esse giro da Ambev está bom ou ruim.

Pegamos no 10-K da Coca-Cola:

inventario balanço patrimônio
inventario balanço patrimônio
custo vendas DRE
custo vendas DRE

Jogando os dados da Coca na formula chegamos a um DSI de 65,06.

Com isso podemos concluir que a gestão de estoque da Coca é bem superior a da Ambev, apesar disso a Coca vem perdendo eficiência nos últimos anos, na verdade os produtos da Coca vem encontrando dificuldades de aceitação em alguns mercados consumidores, alguns países os consumidores tem entrado na modinha de preferir bebidas mais “saudáveis”. Enfim isso é assunto pra outro post, voltando ao histórico de DSI da Coca podemos observar que nos últimos anos saiu de um DSI de 57 para 65.

Como tudo na bolsa não existe uma regra universal, uma empresa pode manter o DSI em níveis baixos e nem sempre pode ser positivo, as vezes a empresa pode indicar deficiências na produção, assim como também um numero muito grande pode sugerir excesso de produção, pouca aceitação no mercado dos produtos. Nessa analise é fundamental entender o case de negócio da empresa e fazer as comparações históricas para ter uma métrica e tentar entender o equilíbrio do estoque com as demandas de mercado.

Vou citar aqui um exemplo pratico, um pouco parecido com o contexto, recentemente fiz um post descendo a lenha na diretoria da Tractebel porque os caras tinham feito uma política de retenção do estoque para vender no semestre seguinte, ou seja durante um tri eles ficaram com DSI nas alturas mas aproveitaram a forte demanda que vinha no próximo período, ou seja quebrei a cara pois a estratégia da empresa se mostrou certíssima. O que quero mostrar é que se não conhecer o case de negocio da empresa pode acabar interpretando os dados de forma incorreta.

Conclusão

Podemos dizer que a analise do giro de estoque é vital para a maioria das empresas e especialmente importante para empresas de varejo ou aquelas que vendem bens físicos. A taxa de rotatividade de estoque é um excelente indicador para medir o nível de eficiência de uma empresa em manter o equilíbrio de seu estoque com sua demanda de vendas.