Papo de Dividendo #4: ALK – BX – AMZN – SIEGY – PEUGF – VRX – PFE – MSFT – YHOO – CP – GPS

Papo de dividendo dessa semana vai falar sobre:

– Alaska Air pagou alto pra voar mais alto.
– Blackstone que estava negociando a compra da BR Malls aqui no Brazil, desistiu e atirou na HP.
– Amazon dá mais um passo a frente da Tesla na corrida espacial
– Siemens compra Emerson Electric
– Peugeot pretende atacar nos USA novamente
– Valeant descontinua o viagra feminino
– Pfizer desiste de Allergan
– Microsoft e Amazon se unem na aventura do carro autonomo
– Verizon mostra interesse em comprar Yahoo
– Canadian Pacific escuta não até dos militares
– Ahhh e a GAP hein…

– IPOs da semana: BAT – MGP – ARA

Você pode assinar o Feed do Podcast ali do lado ou utilizando esse link, é muito pratico e simples.

Viver de Dividendo Papo de Dividendo #4: ALK - BX - AMZN - SIEGY - PEUGF - VRX - PFE - MSFT - YHOO - CP - GPS
Like
0 plays
0 likes

 

 

Lembrando ao pessoal que a promoção do mês passado continua valendo pra esse mês, onde a DriveWealth paga um bônus de $25 para aqueles que fizessem um deposito superior a $250. Veja aqui como abrir uma conta numa corretora americana e comece a investir agora mesmo em ações de grandes empresas americanas. Veja aqui sobre a promoção e sobre a parceria do blog com a DriveWealth.

cc0e50e0-7167-41c5-9862-cfe422a3a5ab

Pare de se preocupar com o preço da ação! Com o recurso de comprar ações fracionadas na DriveWealth, você pode investir a quantidade que você dispões em Ações, ETFs ou ADRs que a DriveWealth oferece.

Você irá receber $25 dólares quando fizer um deposito de $250 ou mais na sua conta!

NYSE: Fazendo uma analise setor de Drug Manufactures – Major

NYSE: Fazendo uma analise setor de Drug Manufactures – Major

curso-de-estabilidade-de-medicamentos---emDando continuidade a nossa série de estudo sobre alguns setores que eu vejo como interessante para investir. Se quiser ver o ultimo artigo no qual fiz uma analise das empresas de Bolsa de Valores – Financial Exchanges ou ver todos as analises dos setores pela tag de Setores do blog.

Esse artigo é para mostrar aqueles que estão começando nos investimentos como selecionar uma empresa para investir, apesar de se tratar de empresas globais o processo pode ser facilmente aplicado também na bolsa Brasileira.

O objetivo desse estudo é fazer uma pré seleção, portanto não será nada muito aprofundado, vou focar apenas nos indicadores fundamentalistas e deixar de lado uma analise da governança e cenário macro econômico.

O PASSO-A-PASSO

Primeiro passo é decidir um setor para investir.

Levante os principais indicadores das empresas que compõe o setor, cuidado tem empresas que são totalmente diferente mas as vezes estão dentro de um mesmo setor, nesses casos devem ser analisadas separadamente.

Depois de selecionada a(s) que mais lhe interessou comece a estudar os balanços da empresa e buscar informações sobre a governança.

Por fim analise o cenário macro econômico onde a empresa está inserida, tanto no mercado global quanto no mercado interno do país.

Veja nesse artigo de como analisar em detalhes uma empresa.

OS PLAYERS DO SETOR

O setor de grandes fabricantes de medicamentos são quase 50 empresas desse setor negociadas na NYSE eu vou focar nas que tiverem mais representatividade no cenário global. As empresas selecionadas foram:

  • Bayer AG – BAYRY
  • Bristol-Myers Squibb Company – BMY
  • Sanofi – SNY
  • Roche Holding AG – RHHBY
  • GlaxoSmithKline PLC – GSK
  • Novartis AG – NVS
  • Pfizer Inc – PFE

Pré – Eliminadas

Esse é um setor excelente, das empresas escolhidas nenhuma precisou ser pré eliminada, todas apresentaram lucros consistentes e distribuíram dividendos ao longo de 10 anos.

Analisando o histórico

Dividendos por ação - DPA
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BYRY 0,52 0,69 1,17 1,47 1,39 1,39 1,35 1,4 1,57 1,88 14%
BMY 1,12 1,12 1,12 1,15 1,24 1,25 1,29 1,33 1,37 1,41 2%
SNY 0,56 0,79 0,97 1,28 1,38 1,55 1,2 1,19 1,7 1,36 9%
PFE 0,63 0,76 0,96 1,16 1,28 0,8 0,72 0,8 0,88 0,96 4%
GSK 1,63 1,48 1,85 2,01 1,63 1,93 2,03 2,1 2,34 2,56 5%
RHHBY 0,17 0,19 0,25 0,38 0,52 0,58 0,78 0,88 0,90 1,00 19%
NVS 0,78 0,86 0,89 1,1 1,54 1,71 1,95 2,36 2,48 2,53 12%

Obvio que o blog por se tratar de dividendos o primeiro dado que pego é se a empresa possui uma base de dividendos regular, se a empresa manter uma base de pagamento de dividendos de pelo menos 10 anos seria o mínimo para aceita-la na minha carteira. Nesse caso como todas as empresas tiverem distribuições de dividendos regulares eu optei pela RHHBY – Roche Holding AG por ter uma base crescente de dividendos maior do que as demais, veja no quadro acima que a cada ano eles remuneram os acionistas com mais dividendos.

Vamos parar só para abrir um parênteses, você não deve olhar apenas os dividendos mas o conjunto, as vezes a empresa não distribui dividendos pois reinveste os lucros nesse caso você precisaria olhar para ver se o LPA dela está crescendo é exatamente isso que vamos fazer agora…

Lucro por ação - LPA (EPS)
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BYRY 1,35 2,27 2,6 4,29 2,94 2,35 2,1 3,86 3,87 5,26 15%
BMY 1,21 1,44 0,73 0,99 1,35 1,63 1,8 2,16 1,16 1,54 2%
SNY 1,42 1,02 1,91 2,78 1,88 2,78 2,79 2,75 2,45 1,89 3%
PFE 1,43 1,02 1,52 1,18 1,19 1,23 1,03 1,06 1,2 1,65 1%
GSK 2,56 2,9 3,71 3,7 2,54 3,51 1,01 3,2 2,88 3,64 4%
RHHBY 0,53 0,67 0,93 1,29 1,15 1,09 1,32 1,46 1,5 1,79 13%
NVS 2,18 2,51 2,88 2,8 3,56 3,69 4,26 3,78 3,79 3,7 5%

Olhando o quadro de LPA as duas que mais se destacaram foram Bayer e Roche. Bayer com uma leve vantagem sobre a Roche. Esse LPA é contando apenas lucros recorrentes, para nossa alegria tem alguns sites com informações das empresas que separam o valor recorrente e não recorrente. Quando for analisar um setor fique atendo aos não recorrentes podem fazer a diferença e mascarar algumas coisas importantes.

Vamos verificar os outros indicadores para só então tomarmos alguma decisão.

Gestão da dívida - Divida / PL
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BYRY 79% 94% 150% 85% 104% 69% 63% 61% 51% 37%
BMY 101% 77% 74% 59% 55% 43% 35% 34% 54% 55%
SNY 39% 24% 15% 13% 13% 18% 16% 28% 25% 26%
PFE 27% 27% 11% 20% 30% 54% 50% 47% 46% 48%
GSK 101% 101% 59% 110% 204% 163% 170% 186% 315% 261%
RHHBY 32% 28% 21% 15% 9% 451% 258% 185% 147% 88%
NVS 20% 22% 18% 12% 15% 24% 36% 31% 29% 24%

Sobre o endividamento a Bayer possui uma melhor posição que a Roche, eu vejo que a Roche tinha um endividamento bem abaixo do mercado chegando a 9% e em 2009 foi para 451% provavelmente por conta de alguma aquisição, mas me parece algo bem atípico.

A empresa vem trabalhando duro pois o endividamento vem caindo de forma expressiva, seja lá porque eles se endividaram mas tem apresentado resultados. Para entender uma pouco dessa divida em 2009 precisaria analisar com detalhes o balanço daquele ano.

Margem operacional
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BYRY 6% 10% 9% 9% 10% 6% 7% 11% 9% 10%
BMY 22% 20% 14% 17% 19% 29% 28% 30% 12% 18%
SNY 18% 16% 19% 20% 15% 20% 19% 16% 17% 15%
PFE 28% 23% 25% 15% 24% 21% 13% 22% 20% 30%
GSK 30% 1% 33% 34% 29% 29% 13% 28% 27% 26%
RHHBY 28% 24% 24% 26% 30% 25% 28% 31% 31% 35%
NVS 23% 21% 22% 17% 21% 22% 22% 18% 20% 18%

Ao analisarmos o ultimo dado vem a surpresa, que margem é essa da Bayer… Se o setor tivesse a margem baixa eu até consideraria, mas não é isso que vemos no quadro, os outros Laboratórios tem margem de 20 a 30% a Bayer nesse ponto ficou com a margem histórica pela metade.

Conclusão

Esse setor de grandes Laboratórios parece ser bem atraente as empresas possuem dados consistentes. Antes de começar a analisar o setor eu estava inclinado a comprar a PFIZER eu tinha uma concepção de que ela seria a melhor do setor, ao fazer a analise percebi que a briga ficou entre Bayer e Roche e a Pfizer ficou bem aquém dos fundamentos dos concorrentes.

Só deixar o alerta para em mercados como o americano que temos diversas opções de escolha em cada setor é fundamental analisarmos todas essas opções para não sofrermos no futuro.

Voltando para as duas principais do setor Bayer e Roche eu achei a distribuição de dividendos da Roche muito melhor que a da Bayer, principalmente pelo período de 2008 quando a Bayer sofreu bastante na crise e a Roche passou de forma que nem parece que existiu crise. Eu sempre repito que valorizo muito uma boa administração e principalmente quando ela se sai bem em momentos críticos.

Olhando os outros dados como LPA e Endividamento a Bayer se saiu melhor que a Roche, pecando apenas na margem operacional que está bem abaixo do setor, mas também não seria nada assustador. Eu até cogitei em comprar um pouco das duas, pois ambas estão bem atrativas, mas como já tenho a JNJ na minha carteira, não é exatamente do mesmo setor, mas comprando as duas me deixaria muito exposto nessa área de saúde então acabei optando pela Roche por ter um histórico mais consistente que a Bayer.

laroche-posay