NYSE: Fazendo uma analise setor de Restaurants

NYSE: Fazendo uma analise setor de Restaurants

starbucksDando continuidade a nossa série de estudo sobre alguns setores que eu vejo como interessante para investir. Se quiser ver o ultimo artigo no qual fiz uma analise das empresas de Telecomunicações ou ver todos as analises dos setores pela tag de Setores do blog.

Esse artigo é para mostrar aqueles que estão começando nos investimentos como selecionar uma empresa para investir, apesar de se tratar de empresas globais o processo pode ser facilmente aplicado também na bolsa Brasileira.

O objetivo desse estudo é fazer uma pré seleção, portanto não será nada muito aprofundado, vou focar apenas nos indicadores fundamentalistas e deixar de lado uma analise da governança e cenário macro econômico.

O PASSO-A-PASSO

Primeiro passo é decidir um setor para investir.

Levante os principais indicadores das empresas que compõe o setor, cuidado tem empresas que são totalmente diferente mas as vezes estão dentro de um mesmo setor, nesses casos devem ser analisadas separadamente.

Depois de selecionada a(s) que mais lhe interessou comece a estudar os balanços da empresa e buscar informações sobre a governança.

Por fim analise o cenário macro econômico onde a empresa está inserida, tanto no mercado global quanto no mercado interno do país.

Veja nesse artigo de como analisar em detalhes uma empresa.

OS PLAYERS DO SETOR

Eu já possuo na carteira ações do principal player do setor de restaurantes Mc Donalds (MCD) mas como é um setor defensivo resolvi dar uma estuda nos principais players e levantar o que tinha de interessante, acabei excluindo da analise o MCD pois ele já foi foco de estudo separado, na pagina da empresa aqui no blog é possível ver uma série de artigos sobre a empresa e eu estou sempre a falar dela por aqui.

  • Burger King Worldwide Inc – BKW
  • Starbucks Corp – SBUX
  • Chipotle Mexican Grill Inc – CMG
  • Wendy`s Co – WEN
  • Yum Brands Inc – YUM: dona de marcas como KFC, Pizza Hut e Taco Bell

Pré – Eliminadas

A Wendy`s foi eliminada por apresentar prejuízos em 2005, 2006 e em 2008 apesar disso a empresa manteve um pagamento de dividendos mas o fato de fechar no prejuízo pra mim demonstra fraqueza na administração, por isso optei por retira-la da analise.

Analisando o histórico

Dividendos por ação - DPA
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BKW                 0,04 0,24 145%
SBUX             0,23 0,52 0,68 0,84 38%
CMG                    
YUM 0,1 0,22 0,27 0,53 0,68 0,78 0,88 1,04 1,19 1,38 30%

Obvio que o blog por se tratar de dividendos o primeiro dado que pego é se a empresa possui uma base de dividendos regular, se a empresa manter uma base de pagamento de dividendos de pelo menos 10 anos seria o mínimo para aceita-la na minha carteira.

Vale lembrar que mesmo apesar de estipular essa regra dos 10 anos de distribuição ininterrupta é preciso separar desse barco as empresas de Crescimento, como características dessas empresas elas não distribuem o lucro em dividendos nesse setor nos temos a Chipotle. Ela não distribui dividendos mas em compensação o preço da ação reflete essa retenção dos lucros, não é atoa que nesse período de 10 anos a ação saiu da casa dos U$ 42 para os U$ 711 atuais isso é uma valorização absurda de 1586% e por essas e outras que as ações batem qualquer investimento eu só não consigo entender como o pessoal que adora RF não consegue perceber isso.

ZChipotle

A BKW fez uma abertura recentemente após o pessoal do Lehman (sim ele mesmo o dono da AMBEV) comprar o grupo, então os dados dela começaram a aparecer depois de 2005, seguraram os dividendos até 2012 pois a empresa estava em processo de reestruturação e agora em 2012 começaram a distribuir. Para aqueles que estão começando nos investimentos acho que é um bom momento para entrar na empresa o problema é que todo o mercado está pensando a mesma coisa, com isso a empresa está com um P/L de 71 apesar de não focar em preço tem que ter também um bom senso, se for comparar com o MCD que tem P/L de 17 ou mesmo a CMG que é uma empresa de crescimento e está com P/L na casa dos 55 acaba inviabilizando um ponto de entrada na BKW.Burger-King-in-London

YUM é a que se aproxima mais do MCD em relação aos números a empresa tem um crescimento de dividendos constantes a mais de 11 anos a uma taxa de dois dígitos, talvez para aqueles investidores que gostam de empresa mais equilibrada seria uma boa opção.

kfc-restauracja

Lucro por ação - LPA (EPS)
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BKW   0,44 0,24 1,08 1,38 1,46 1,36 0,25 0,33 0,65 4%
SBUX   0,61 0,71 0,87 0,43 0,52 1,24 1,62 1,79 0,01 -37%
CMG 0,24 1,43 1,28 2,13 2,36 3,95 5,64 6,76 8,75 10,47 46%
YUM 1,21 1,28 1,46 1,68 1,96 2,22 2,38 2,74 3,38 2,36 7%

Eu estava preocupado com o fraco desempenho do MCD nesses últimos anos, mas olhando os dados do setor isso acabou por me tranquilizar a queda nos lucros ocorreu em quase todos os players da área, se olharmos esse ultimo resultado a única a se sair bem foi a BKW, agora olhando a série história eu ficaria com a Starbucks pra mim foi a que apresentou o melhor crescimento orgânico ao longo do período se não fosse o fraco desempenho de 0,01 por ação no ultimo ela teria feito bonito, se tivesse que escolher eu esperaria o resultado de 2014 para ter uma ideia se ocorreu alguma melhora.

Gestão da dívida - Divida / PL
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BKW     188% 132% 112% 91% 73% 299% 260% 200%
SBUX   13% 32% 55% 51% 18% 15% 13% 11% 29%
CMG 2% 0% 0% 1% 1% 1% 1% 0% 0% 0%
YUM 109% 128% 157% 282% 0% 319% 228% 182% 137% 138%

O endividamento das empresas parece estar dentro do controle, são empresas com receitas estáveis e bem anti-cíclicas o que as deixa com um certo conforto para avançar um pouco o endividamento.

Margem operacional
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BKW   7,78% 8,3% 13% 14,42% 13,38% 13,3% 15,52% 21,24% 45,56%
SBUX   12,26% 11,48% 11,2% 4,85% 5,75% 13,26% 14,77% 15,02% -2,19%
CMG 1,3% 4,94% 7,53% 9,96% 9,31% 13,42% 15,68% 15,45% 16,69% 16,57%
YUM 12,82% 12,33% 13,2% 13,03% 13,42% 14,67% 15,6% 14,38% 16,83% 13,74%

A margem é bem equilibrada em todas as empresas.

Conclusão

Setor muito solido, as empresas estão todas redondinha, sem grandes surpresas. Se eu pudesse escolher compraria um pouco de cada, mas acabaria ficando muito exposto dentro do setor, claro pra um investidor que opera milhões seria muito fácil ter um pouco de cada, mas pra mim que sou um micro investidor tenho essa difícil tarefa de escolher.

Acho que a briga se for olhar com um pente fino ficaria entre YUM e CMG. Chipotle seria o ativo ideal para aqueles que gostam de empresas de crescimento, ou para aqueles que adoram ver os papeis sempre subirem de preço, agora eu como sou um investidor apaixonado por empresas de crescimento de dividendos não teria como não ter uma queda maior pela YUM.

Também acredito que a YUM possui uma diversificação melhor do que os outros pares, afinal comprando 1 ação vc ganharia participação em três excelentes marcas: KFC, Pizza Hut e Taco Bell que também estão bem espalhadas pelo globo o que lhe daria uma diversificação de mercados, ja a Chipotle é muito centrada nos EUA.

 

 

NYSE: Fazendo uma analise setor de Telecom Services

NYSE: Fazendo uma analise setor de Telecom Services

TelecomsDando continuidade a nossa série de estudo sobre alguns setores que eu vejo como interessante para investir. Se quiser ver o ultimo artigo no qual fiz uma analise das empresas de Grandes Fabricantes de Medicamentos – Drug Manufactures Major ou ver todos as analises dos setores pela tag de Setores do blog.

Esse artigo é para mostrar aqueles que estão começando nos investimentos como selecionar uma empresa para investir, apesar de se tratar de empresas globais o processo pode ser facilmente aplicado também na bolsa Brasileira.

O objetivo desse estudo é fazer uma pré seleção, portanto não será nada muito aprofundado, vou focar apenas nos indicadores fundamentalistas e deixar de lado uma analise da governança e cenário macro econômico.

O PASSO-A-PASSO

Primeiro passo é decidir um setor para investir.

Levante os principais indicadores das empresas que compõe o setor, cuidado tem empresas que são totalmente diferente mas as vezes estão dentro de um mesmo setor, nesses casos devem ser analisadas separadamente.

Depois de selecionada a(s) que mais lhe interessou comece a estudar os balanços da empresa e buscar informações sobre a governança.

Por fim analise o cenário macro econômico onde a empresa está inserida, tanto no mercado global quanto no mercado interno do país.

Veja nesse artigo de como analisar em detalhes uma empresa.

OS PLAYERS DO SETOR

O setor de telecomunicações são mais de 200 empresas desse setor negociadas na NYSE eu vou focar nas que tiverem mais representatividade no cenário global. As empresas selecionadas foram:

  • China Mobile Ltd – CHL
  • Vodafone Group PLC – VOD
  • AT&T Inc – T
  • Verizon Communications Inc – VZ
  • Telefonica SA – TEF

Pré – Eliminadas

Eu eliminei a Vodafone que teve prejuízos em 2006 e 2007 e ano passado só não fechou no vermelho novamente por conta de não recorrentes, por esse motivo apesar de ser uma empresa com expressividade no setor eu acabei retirando da analise.

Analisando o histórico

Dividendos por ação - DPA
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
CHL 0,26 0,59 0,78 1,06 1,62 1,6 1,71 1,86 2 2,03 23%
VZ 1,54 1,62 1,62 1,67 1,78 1,87 1,93 1,98 2,03 2,09 3%
T 1,26 1,3 1,35 1,47 1,61 1,65 1,69 1,73 1,77 1,81 4%
TEF 0,46 0,6 0,71 0,94 1,09 1,39 1,34 1,55 0,71 0,47 0%

Obvio que o blog por se tratar de dividendos o primeiro dado que pego é se a empresa possui uma base de dividendos regular, se a empresa manter uma base de pagamento de dividendos de pelo menos 10 anos seria o mínimo para aceita-la na minha carteira.

Se olharmos a evolução de pagamento a escolha seria China Mobile, mas eu não me sinto confortável investindo em uma empresa de governo populistas, sabemos muito bem como esses governos tem uma criatividade imensa para fazer balanços, mas tem pessoas que não se incomodam com isso por esse motivo eu deixei ela na analise, olhando a grosso modo ela seria a melhor escolha do setor, desde que você aceite a forma de governo da China.

Excluindo a China Mobile Ltd ficaríamos com a VZ e T sendo a T com uma leve vantagem sobre a Verizon, alem do fato que a T distribui um crescimento de dividendos desde 1983.

Vamos parar só para abrir um parênteses, você não deve olhar apenas os dividendos mas o conjunto, as vezes a empresa não distribui dividendos pois reinveste os lucros nesse caso você precisaria olhar para ver se o LPA dela está crescendo é exatamente isso que vamos fazer agora…

Lucro por ação - LPA (EPS)
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
CHL 1,28 1,67 2,1 2,9 4,03 4,15 4,43 4,88 5,1 4,92 14%
VZ 2,79 2,65 2,12 1,9 2,26 1,72 0,90 0,85 0,31 4 4%
T 1,77 1,42 1,89 1,94 2,16 2,05 3,35 0,66 1,25 3,39 7%
TEF 0,86 1,07 1,72 2,72 2,2 2,49 2,98 1,55 1,14 1,39 5%

AT&T tem um LPA bem melhor que a Verizon, parece que a Verizon teve serias dificuldades pós crise 2008 onde o seu lucro teve quedas gradativas ao longo do tempo.

Vamos verificar os outros indicadores para só então tomarmos alguma decisão.

Gestão da dívida - Divida / PL
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
CHL 10% 13% 12% 9% 8% 7% 6% 4% 4% 1%
VZ 105% 98% 75% 62% 125% 150% 137% 153% 157% 241%
T 67% 56% 52% 59% 82% 75% 59% 61% 76% 82%
TEF 93% 270% 344% 268% 309% 261% 250% 307% 327% 287%

Veja que como disse anteriormente a Verizon após 2008 teve uma piora considerável no seus números, além da queda no lucro teve um crescimento no endividamento que bateu o 241% nessa ano de 2013, eu observei os outros pares e parece que eles também são bem alavancados, vide a Telefonica que tem uma divida 287% do patrimônio, olhando as principais empresas do setor as duas que tiveram um endividamento mais baixo foi a China Mobile, praticamente sem divida e a AT&T que tem uma dúvida bem reduzida.

Margem operacional
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
CHL 31% 30% 31% 35% 35% 33% 31% 29% 26% 22%
VZ 18% 20% 15% 17% 17% 13% 14% 12% 11% 27%
T 14% 14% 16% 17% 19% 17% 15% 7% 10% 24%
TEF 21% 22% 17% 22% 23% 23% 25% 16% 17% 17%

A margem é bem equilibrada em todas as empresas, só a Telefonica que teve um percentual um pouco abaixo.

Conclusão

Esse setor de Telefonia exige grande quantidade de investimentos por conta de mudanças tecnológicas que acontecem muito rápido e se a empresa perder o pique fica pra traz, soma-se a isso uma concorrência agressiva por parte dos outros competidores e uma forte regulação por parte dos governos.

O lado bom do setor é que se a empresa fizer o dever de casa vai ter um bom fluxo de caixa e uma receita garantida, mesmo em momentos de dificuldades, afinal telefonia e internet já são bens de utilidade publica como agua e luz ninguém vive mais sem.

Excluindo a China Mobile que possui ótimos fundamentos comparados aos demais players, mas está num cenário politico-econômico que eu particularmente descarto, escolheria entre AT&T e Verizon, sendo que AT&T tem um histórico muito mais atraente e a governança dela passou tranquilo pela crise de 2008, mantendo o ritmo de crescimentos e investimentos isso é algo que eu valorizo pois quero empresas que não apenas sejam boas hoje mas continuem boas amanhã.

 

Print

NYSE: Fazendo uma analise setor de Drug Manufactures – Major

NYSE: Fazendo uma analise setor de Drug Manufactures – Major

curso-de-estabilidade-de-medicamentos---emDando continuidade a nossa série de estudo sobre alguns setores que eu vejo como interessante para investir. Se quiser ver o ultimo artigo no qual fiz uma analise das empresas de Bolsa de Valores – Financial Exchanges ou ver todos as analises dos setores pela tag de Setores do blog.

Esse artigo é para mostrar aqueles que estão começando nos investimentos como selecionar uma empresa para investir, apesar de se tratar de empresas globais o processo pode ser facilmente aplicado também na bolsa Brasileira.

O objetivo desse estudo é fazer uma pré seleção, portanto não será nada muito aprofundado, vou focar apenas nos indicadores fundamentalistas e deixar de lado uma analise da governança e cenário macro econômico.

O PASSO-A-PASSO

Primeiro passo é decidir um setor para investir.

Levante os principais indicadores das empresas que compõe o setor, cuidado tem empresas que são totalmente diferente mas as vezes estão dentro de um mesmo setor, nesses casos devem ser analisadas separadamente.

Depois de selecionada a(s) que mais lhe interessou comece a estudar os balanços da empresa e buscar informações sobre a governança.

Por fim analise o cenário macro econômico onde a empresa está inserida, tanto no mercado global quanto no mercado interno do país.

Veja nesse artigo de como analisar em detalhes uma empresa.

OS PLAYERS DO SETOR

O setor de grandes fabricantes de medicamentos são quase 50 empresas desse setor negociadas na NYSE eu vou focar nas que tiverem mais representatividade no cenário global. As empresas selecionadas foram:

  • Bayer AG – BAYRY
  • Bristol-Myers Squibb Company – BMY
  • Sanofi – SNY
  • Roche Holding AG – RHHBY
  • GlaxoSmithKline PLC – GSK
  • Novartis AG – NVS
  • Pfizer Inc – PFE

Pré – Eliminadas

Esse é um setor excelente, das empresas escolhidas nenhuma precisou ser pré eliminada, todas apresentaram lucros consistentes e distribuíram dividendos ao longo de 10 anos.

Analisando o histórico

Dividendos por ação - DPA
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BYRY 0,52 0,69 1,17 1,47 1,39 1,39 1,35 1,4 1,57 1,88 14%
BMY 1,12 1,12 1,12 1,15 1,24 1,25 1,29 1,33 1,37 1,41 2%
SNY 0,56 0,79 0,97 1,28 1,38 1,55 1,2 1,19 1,7 1,36 9%
PFE 0,63 0,76 0,96 1,16 1,28 0,8 0,72 0,8 0,88 0,96 4%
GSK 1,63 1,48 1,85 2,01 1,63 1,93 2,03 2,1 2,34 2,56 5%
RHHBY 0,17 0,19 0,25 0,38 0,52 0,58 0,78 0,88 0,90 1,00 19%
NVS 0,78 0,86 0,89 1,1 1,54 1,71 1,95 2,36 2,48 2,53 12%

Obvio que o blog por se tratar de dividendos o primeiro dado que pego é se a empresa possui uma base de dividendos regular, se a empresa manter uma base de pagamento de dividendos de pelo menos 10 anos seria o mínimo para aceita-la na minha carteira. Nesse caso como todas as empresas tiverem distribuições de dividendos regulares eu optei pela RHHBY – Roche Holding AG por ter uma base crescente de dividendos maior do que as demais, veja no quadro acima que a cada ano eles remuneram os acionistas com mais dividendos.

Vamos parar só para abrir um parênteses, você não deve olhar apenas os dividendos mas o conjunto, as vezes a empresa não distribui dividendos pois reinveste os lucros nesse caso você precisaria olhar para ver se o LPA dela está crescendo é exatamente isso que vamos fazer agora…

Lucro por ação - LPA (EPS)
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
BYRY 1,35 2,27 2,6 4,29 2,94 2,35 2,1 3,86 3,87 5,26 15%
BMY 1,21 1,44 0,73 0,99 1,35 1,63 1,8 2,16 1,16 1,54 2%
SNY 1,42 1,02 1,91 2,78 1,88 2,78 2,79 2,75 2,45 1,89 3%
PFE 1,43 1,02 1,52 1,18 1,19 1,23 1,03 1,06 1,2 1,65 1%
GSK 2,56 2,9 3,71 3,7 2,54 3,51 1,01 3,2 2,88 3,64 4%
RHHBY 0,53 0,67 0,93 1,29 1,15 1,09 1,32 1,46 1,5 1,79 13%
NVS 2,18 2,51 2,88 2,8 3,56 3,69 4,26 3,78 3,79 3,7 5%

Olhando o quadro de LPA as duas que mais se destacaram foram Bayer e Roche. Bayer com uma leve vantagem sobre a Roche. Esse LPA é contando apenas lucros recorrentes, para nossa alegria tem alguns sites com informações das empresas que separam o valor recorrente e não recorrente. Quando for analisar um setor fique atendo aos não recorrentes podem fazer a diferença e mascarar algumas coisas importantes.

Vamos verificar os outros indicadores para só então tomarmos alguma decisão.

Gestão da dívida - Divida / PL
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BYRY 79% 94% 150% 85% 104% 69% 63% 61% 51% 37%
BMY 101% 77% 74% 59% 55% 43% 35% 34% 54% 55%
SNY 39% 24% 15% 13% 13% 18% 16% 28% 25% 26%
PFE 27% 27% 11% 20% 30% 54% 50% 47% 46% 48%
GSK 101% 101% 59% 110% 204% 163% 170% 186% 315% 261%
RHHBY 32% 28% 21% 15% 9% 451% 258% 185% 147% 88%
NVS 20% 22% 18% 12% 15% 24% 36% 31% 29% 24%

Sobre o endividamento a Bayer possui uma melhor posição que a Roche, eu vejo que a Roche tinha um endividamento bem abaixo do mercado chegando a 9% e em 2009 foi para 451% provavelmente por conta de alguma aquisição, mas me parece algo bem atípico.

A empresa vem trabalhando duro pois o endividamento vem caindo de forma expressiva, seja lá porque eles se endividaram mas tem apresentado resultados. Para entender uma pouco dessa divida em 2009 precisaria analisar com detalhes o balanço daquele ano.

Margem operacional
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
BYRY 6% 10% 9% 9% 10% 6% 7% 11% 9% 10%
BMY 22% 20% 14% 17% 19% 29% 28% 30% 12% 18%
SNY 18% 16% 19% 20% 15% 20% 19% 16% 17% 15%
PFE 28% 23% 25% 15% 24% 21% 13% 22% 20% 30%
GSK 30% 1% 33% 34% 29% 29% 13% 28% 27% 26%
RHHBY 28% 24% 24% 26% 30% 25% 28% 31% 31% 35%
NVS 23% 21% 22% 17% 21% 22% 22% 18% 20% 18%

Ao analisarmos o ultimo dado vem a surpresa, que margem é essa da Bayer… Se o setor tivesse a margem baixa eu até consideraria, mas não é isso que vemos no quadro, os outros Laboratórios tem margem de 20 a 30% a Bayer nesse ponto ficou com a margem histórica pela metade.

Conclusão

Esse setor de grandes Laboratórios parece ser bem atraente as empresas possuem dados consistentes. Antes de começar a analisar o setor eu estava inclinado a comprar a PFIZER eu tinha uma concepção de que ela seria a melhor do setor, ao fazer a analise percebi que a briga ficou entre Bayer e Roche e a Pfizer ficou bem aquém dos fundamentos dos concorrentes.

Só deixar o alerta para em mercados como o americano que temos diversas opções de escolha em cada setor é fundamental analisarmos todas essas opções para não sofrermos no futuro.

Voltando para as duas principais do setor Bayer e Roche eu achei a distribuição de dividendos da Roche muito melhor que a da Bayer, principalmente pelo período de 2008 quando a Bayer sofreu bastante na crise e a Roche passou de forma que nem parece que existiu crise. Eu sempre repito que valorizo muito uma boa administração e principalmente quando ela se sai bem em momentos críticos.

Olhando os outros dados como LPA e Endividamento a Bayer se saiu melhor que a Roche, pecando apenas na margem operacional que está bem abaixo do setor, mas também não seria nada assustador. Eu até cogitei em comprar um pouco das duas, pois ambas estão bem atrativas, mas como já tenho a JNJ na minha carteira, não é exatamente do mesmo setor, mas comprando as duas me deixaria muito exposto nessa área de saúde então acabei optando pela Roche por ter um histórico mais consistente que a Bayer.

laroche-posay

NYSE: Fazendo uma analise do setor de Financial Exchanges

NYSE: Fazendo uma analise do setor de Financial Exchanges

FC2D7Esse artigo inicia uma serie de estudos que estou fazendo sobre alguns setores para se investir no mercado americano, para visualizar outras analises acesse a tag de Setores do blog.

Esse artigo é para mostrar aqueles que estão começando nos investimentos como selecionar uma empresa para investir, apesar de se tratar de empresas globais o processo pode ser facilmente aplicado também na bolsa Brasileira.

O objetivo desse estudo é fazer uma pré seleção, portanto não será nada muito aprofundado, vou focar apenas nos indicadores fundamentalistas e deixar de lado uma analise da governança e cenário macro econômico.

O PASSO-A-PASSO

Primeiro passo é decidir um setor para investir.

Levante os principais indicadores das empresas que compõe o setor, cuidado tem empresas que são totalmente diferente mas as vezes estão dentro de um mesmo setor, nesses casos devem ser analisadas separadamente.

Depois de selecionada a(s) que mais lhe interessou comece a estudar os balanços da empresa e buscar informações sobre a governança.

Por fim analise o cenário macro econômico onde a empresa está inserida, tanto no mercado global quanto no mercado interno do país.

Veja nesse artigo de como analisar em detalhes uma empresa.

OS PLAYERS DO SETOR

No mercado americano que contei por alto nesse setor tem 18 empresas listadas na NYSE eu vou focar nas que tiverem mais representatividade no cenário global. As empresas selecionadas foram:

  • CME Group Inc – CME – Bolsa de Chicago/New York
  • Intercontinental Exchange Inc – ICE – Bolsa Atlanta M&F
  • Deutsche Boerse AG – DBOEF – Bolsa Alemanha
  • London Stock Exchange Group PLC – LDNXF – Bolsa Londres
  • NASDAQ OMX Group, Inc. – NDAQ – Bolsa TI USA
  • Japan Exchange Group Inc. – OSCUF – Bolsa Japão
  • Singapore Exchange Ltd – SPXCY – Bolsa Singapura
  • CBOE Holdings Inc – CBOE – Bolsa Chicago em 2007 criou a CBOE Stock Manager para concorrer com a NYSE e NDAQ por isso só temos dados desse ano em diante.
  • NYSE Euronext, Inc – NYX – Bolsa de New York

Pré – Eliminadas

London Stock Exchange Group PLC – LDNXF – Teve LPA negativo recentemente em 2009 de U$ -1,71.

NYSE Euronext, Inc – NYX – Teve LPA negativo recentemente em 2008 de U$ -2,78

Japan Exchange Group Inc. – OSCUF – Apesar de ter números razoáveis não tenho dados muito antigos por conta da fusão da bolsa de Tokyo e Osaka ano passado.

Analisando o histórico

Dividendos por ação - DPA
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
CME 0,21 0,37 0,5 0,69 0,92 0,92 0,92 1,12 1,79 1,8 24%
ICE                   0,65 0%
DBOEF               1,99 2,25 2,11 2%
NDAQ                 0,39 0,52 15%
SPXCY                   0,85 0%
CBOE             0,2 0,44 0,54 0,66 35%

Obvio que o blog por se tratar de dividendos o primeiro dado que pego é se a empresa possui uma base de dividendos regular, se a empresa manter uma base de pagamento de dividendos de pelo menos 10 anos seria o mínimo para aceita-la na minha carteira. Nesse caso olhando o quadro acima apenas a CME conseguiu manter uma base constante de pagamento dos dividendos.

Vamos parar só para abrir um parênteses, você não deve olhar apenas os dividendos mas o conjunto, as vezes a empresa não distribui dividendos pois reinveste os lucros nesse caso você precisaria olhar para ver se o LPA dela está crescendo é exatamente isso que vamos fazer agora…

Lucro por ação - LPA (EPS)
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 CRESC %
CME 1,28 1,76 2,32 2,99 2,43 2,48 2,86 5,43 2,7 2,92 9%
ICE 0,41 0,39 2,4 3,39 4,17 4,27 5,35 6,90 7,52 3,21 23%
DBOEF 3,12 4,85 4,36 6,92 7,17 3,81 2,99 5,92 4,56 3,54 1%
NDAQ 0,02 0,57 0,95 3,46 1,55 1,25 1,91 2,15 2,04 2,25 60%
SPXCY 0,90 1,68 3,93 4,94 2,96 3,26 3,4 3,24 3,71 3,6 15%
CBOE         1,24 1,17 1,03 1,52 1,78 1,99 8%

Numa situação normal eu já resumiria minha decisão entre CME e NDAQ (Nasdaq) veja que apenas a CME tem um pagamento de dividendos e apesar da Nasdaq começar a distribuir dividendos a partir de 2012 ela teve um crescimento no LPA de 60% o que ainda a deixa na disputa.

Uma empresa com crescimento no LPA abaixo de 25% e que não distribuía dividendos por 10 anos pra mim já fica como eliminada no processo de escolha. Mas para efeito didático vou manter as eliminadas no quadro.

Gestão da dívida - Divida / PL
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
CME     34% 1% 17% 12% 13% 10% 13% 14%
ICE 19%     15% 24% 13% 21% 28% 31% 40%
DBOEF                  
NDAQ 169% 471% 103% 5% 59% 42% 49% 43% 38% 43%
SPXCY 105% 1%              
CBOE                  

Se acompanharmos o endividamento da CME e NDAQ vamos perceber que a NDAQ é bem mais endividada, normal pois ela é uma empresa mais de crescimento e empresas nesses moldes costumam se endividar para alavancar o crescimento. O que poderia ser algo ruim seria um endividamento em excesso da CME isso talvez poderia me preocupar, mas ela praticamente não tem divida.

Margem liquida
Códigos 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
CME 30% 34% 37% 37% 28% 32% 32% 55% 31% 33%
ICE 20% 26% 46% 42% 37% 32% 35% 39,00% 41% 14%
DBOEF     34% 37% 40% 23% 20% 40% 36% 26%
NDAQ 2% 7% 8% 21% 9% 8% 12% 11% 11% 12%
SPXCY 40,00% 46% 73% 62% 51% 50% 44% 45% 47% 47%
CBOE         28% 25% 23% 27% 31% 31%

Para fechar os quadros eu olho a margem da empresa, poderia dizer que nesse caso o critério de desempate entre CME e NDAQ seria a margem, a margem da CME é muito mais constante e muito mais robusta que a da NDAQ.

Conclusão

Os dados das empresas do setor de Financial Exchanges não são nada bonitos, confesso que antes de analisar o setor eu acreditava que as empresas possuíssem uns fundamentos melhores do que eu constatei, até porque nos outros setores que acompanhei do mercado americano as empresas de modo geral tinham os fundamentos bem melhores que a dos seus pares no mercado brasileiro.

Enfim se tivesse que escolher uma das 6 pré selecionadas eu ficaria com a CME Group Inc – CME foi uma empresa que lateralizou o crescimento dos lucros, mas que teve uma constante distribuição de dividendos, para finalizar quando eu escolho uma empresa de dividendos eu sempre analiso o Payout histórico da empresa, no caso da CME ela tem uma média de 60% eu achei até saudável pois tem margem ainda para aumentar a distribuição dos dividendos caso seja necessário.

Concluída essa pré seleção da CME o próximo passo e estudar a história da empresa, ver sobre o setor que ela atua, as suas dificuldades e vantagens competitivas e acompanhar o plano de investimento da empresa, mas isso tudo é assunto para outro post.

 

Entenda o mercado ferroviário dos EUA

A Norfolk Southern coal train wends its way...A paixão dos americanos por trens vem desde o século 19 e foram os trens o principal fator que fez com que o EUA se tornassem tão desenvolvidos economicamente como são hoje. Depois de um forte estouro no inicio da industrialização americana as empresas do setor ferroviário passaram por dificuldades severas durante décadas.

Quem já viu o famoso seriado da History Channel falando sobre os grandes empresários da industria americana o “The Men Who Built America”, se ainda não assistiu esse seriado eu aconselho a ver pois é muito bom, se você já assistiu sabe muito bem do que estou falando, nele pode-se perceber o papel que os empresários do transporte ferroviário tiveram no desenvolvimento do país.

Enfim o setor estava muito mal das pernas devido a forte regulamentação do governo, o setor quase chegou a falência quando por volta dos anos 80 houve uma desregulamentação. A regulamentação estava matando as empresas de transporte de cargas e apôs a desregulamentação do setor o volume de transporte dobrou, e os preços ao consumidor caíram pela metade.

Os preços pelo transporte de carga deixaram de ser determinados pelo governo e passou a ser estabelecido de acordo com a demanda do mercado, as empresas precisavam de sobreviver sem subsídios do governo por isso ocorreu uma reestruturacao na saúde financeira dos operadores. Para tornar o negocio ainda mais atrativo o governo permitiu que os operadores abandonassem linhas que não eram rentáveis economicamente, o que tornou as empresas altamente competitivas e focou os investimentos onde realmente era importante.

Os Estados Unidos é o país que possui a maior malha ferroviária do mundo, são 200 mil quilômetros espalhados por nove redes, sendo 7 predominantes. Quase 100% dessa malha é privada assim como sua operacionalização, as linhas fazem conexões com outros dois países vizinhos, Canada e México.

Em 2012 os EUA voltaram a investir pesado no setor de transporte ferroviário e ele vem passando pela sua maior expansão desde o auge da era de ouro da industria no século 19. Somente no ano passado foram investido 14 bilhões de dólares na construção de trilhos, ferrovias e estações de reabastecimento.

Essa expansão não tem sido tanto geográfica, envolve uma corrida para melhorar a eficiência nas rotas já existentes ampliando as movimentação de cargas e a capacidade de transportar diferentes tipos de cargas. Algumas ferrovias estão construindo novos terminais enormes que se assemelham a portos. Estão transformando os trilhos em ferrovias de pista dupla, para absorver a demanda de frete dos EUA que deve crescer. Eles vem procurando aumentar a altura de túneis e elevando pontes para acomodar mais contêineres empilhados.

Essa forte demanda por frete tem crescido em parte pelo forte exportação de commodies da China, geralmente esses containers são desembarcados nos portos mexicanos e transportados por trens por todo os EUA. Os trens ainda continuam a ser a melhor e mais eficiente forma de bens e produtos acabados chegarem aos seus destinos.

Parece que algumas empresas do setor de ferrovias, principalmente as transcontinentais tem sido sobrevalorizadas no mercado de ações como é o caso da Canadian Pacific, Union Pacific e Kansas City Southern. Essas ações que antes estavam esquecidas parecem estar se tornando populares novamente, isso pode estar acontecendo por conta da forte demanda por frete no mercado americano ou talvez por conta da publicidade que rolou quando Warren Buffet comprou a Burlington Northern Santa Fe e mostrou aos investidores que havia um monte de valor nos trilhos novamente.

Eu acredito que o preço das transcontinentais esteja um pouco fora do que elas realmente valem, apesar de grandes players estarem muito caro você consegue encontrar casos como a Norfolk Shouthern e a Canadian National que estão uma verdadeira pechinchas.