Danke schön – 3 milhões de acessos

Danke schön – 3 milhões de acessos

Nunca imaginei que conseguiria chegar na marca de 3 milhões de acessos aqui no blog. Pode parecer só alguns números no seu monitor, mas ao longo da trajetória desses 3 milhões de acessos tivemos muitas experiências legais para contar.

Marca dos 3 Milhões alcançada
Pelo Google Analytics os 3kk já tinha batido bem antes, esse componente deve estar com algum bug.

Já são 5 anos postando todos os meses no blog, alias ultimamente tenho mantido uma média semanal. Sinceramente o projeto não era para durar tanto tempo. Eu mesmo quando iniciei acreditei que era algo passageiro, que logo eu iria encerrar o assunto não tendo mais o que acrescentar.

A ideia inicial do blog foi criar um local no qual pudesse documentar a minha trajetória pessoal rumo a independência financeira. Depois fui tentando tornar o Viver de Dividendos mais diversificado em conteúdo.

Hoje o conteúdo do blog está alicerçado no tripé: Finanças, Imigração e Empreendedorismo. A parte da imigração certamente uma hora deverá chegar no seu fim. Os outros dois, ainda tem uma boa estrada de conteúdo.

Um breve resumo dos 2 aos 3 milhões de views

Rolou muita água por debaixo dessa ponte. Vou tentar resumir os principais pontos. Não estarão na ordem cronológica, até porque capaz de esquecer um punhado de coisas.

Fizemos a parceria com o pessoal da Pense Rico. Alguns meses depois a coisa não deu liga e terminamos a parceria. Depois disso lançamos o nosso serviço de assinatura própria o Ex-Dividend, que foi uma evolução das nossas antigas Revistas Viver de Dividendos.

Tivemos o surgimento da Leopay como opção para processamento de cartões e compras no exterior. Também tivemos nesse mesmo período o seu fim. Quero ver se esse ano ainda publico um novo post com outra alternativa.

Encerrei a série de vídeos no canal que falava sobre viagens: Viajando com dividendos. Tentei começar uma vibe de mostrar alguns roteiros turísticos, mas sinceramente essa não é a minha praia. Meus vídeos ficavam horríveis, resolvi encerrar esse projeto.

Esse tema passou a ter mais um enfoque financeiro. Estou tentando trazer informações acerca das despesas nas viagens, por isso esse tema passou a ficar presente nos posts de “receitas e despesas” do mês.

A coisa por aqui esquentou um pouco quando chegamos no impeachment da Dilma e nas eleições. Quando resolvi utilizar o blog como plataforma para expressar aquilo que eu acreditava, alguns leitores simplesmente surtaram porque eu estava postando conteúdo pessoal num blog pessoal. 🤔

Parece doideira ou ironia, mas recebi diversas mensagens bem agressivas nessa época. Alguns leitores tive que mandar um passa fora, porque eles queriam me dizer o que eu deveria fazer dentro do meu próprio blog. Tem gente que é muito sem noção e esquece que esse é um blog pessoal, então eu vou continuar postando a minha opinião sempre.

Acredito que boa parte dos leitores segue-me porque gosta ou se identifica com o meu estilo. Pode ser que o cara não se identifique em 100% do que eu falo, mas certamente em alguns pontos nos convergimos.

Alguns números curiosos do blog

Os dados de 2019 são até o mês de Maio, data da escrita deste artigo.
  • Nascimento do blog: Fevereiro de 2014 – 5 anos e 3 meses atrás.
  • O dia de maior acesso foi em 29/4/2019 com 15.902 acessos, com esse post.
Acessos
Ano  Acessos em milhões
7/2016 1
7/2017 2
5/2019 3
Comentários
Ano Total  Tax cresc
2016 4.146
2017  8.616 108%
2019 15.980 85%
Posts publicados
Ano Número de posts Média mês Tax cresc
2016 331 11
2017 470 11 42%
2019 698 10 48%

Páginas mais acessadas

Tirando homepage e as paginas no alto do site, que são disparadas as campeãs de acesso, temos as demais top 3:

Youtube

Estamos chegando perto dos 10k de inscritos, será que viramos essa meta antes dos 4kk de visitantes. Se chegar nos 10k eu pinto o meu cabelo de uma corzinha bem diferentiiiinhaaaa pra vcs 😈😈😈 #brinks

Inscritos
Ano Total Crescimento
2016 587
2017 2.243 282%
2019 7.606 239%
Visualizações
Ano Vídeos Tempo de vídeo assistido  Views  Crescimento
2016 50   249k 49.867
2017 103 1.1M  174.422   250%
2019 178 417.541 2,9M 139%

Podcast

Depois do canal do Youtube começamos o nosso podcast de notícia semanal. O que você precisa para se manter informado sobre a bolsa de valores americana e os mercados Europeus.

Episódios
Ano Total
2016 0
2017 17
2019 57

Eu achando que o podcast tava meio abandonado, e num é que fizemos cerca de 40 episódios nesses 2 anos. Dá uma média de 1,6 episódios por mês. Vamos com tudo para esse novo ano dar mais um gás nessa mídia. Assim que terminar minha mudança retomamos os podcasts com força.

Plays
Ano Plays Crescimento
2016 0
2017 74.555 100%
2019 315.662 323%

Leitores e assinantes

O blog possui diversos canais de comunicação com os leitores, tudo isso para ficarmos ainda mais próximos. Abaixo uma lista de assinantes já registrados:

E-mail
Ano Total Crescimento
2016 662 
2017 1.399  111%
2019 190 -86%

Em 2018 nos perdemos o nosso programa que armazenava e gerenciava as inscrições por e-mail. Daí o pessoal nunca mais se inscreveu nos e-mails :( por isso tivemos essa queda entre 2017 a 2019.

RSS/Feed
Ano Total Crescimento
2016 363 
2017 2.336 544%
2019 4.705 101%

Fico feliz que muitos usuário aqui do blog são consumidores do Feed RSS. Também prefiro esse meio como a melhor opção para me informar acerca dos assuntos de maiores interesses.

Facebook
Ano Total Crescimento
2016 566 
2017 1.244 120%
2019 1.841 47%

Facebook está perdendo tanta relevância que seu crescimento tem sido inexpressivo. Isso não é nem porque eu não tenha postado lá, pois publiquei todos os posts do meu twitter lá e veja o crescimento das duas redes.

Twitter
Ano Total Crescimento
2016 363 
2017 359  -1%
2019 4.045 +1026%

O Twitter era completamente negligenciado por mim. Depois de ter sido o único a ter uma queda em 2017, resolvi dar mais atenção a essa rede social. Resultado um crescimento absurdo de +10 mil porcento.

Não curtia muito o Twitter, mas confesso: depois que passei a dedicar-me mais ele passou a ser minha rede social preferida.

Vida longa ao Twitter. Podem fechar o Facebook e o último a sair que apague a luz.

Instagram
Ano Total Crescimento
2016
2017 212  100%
2019 1.160 447%

O Instagram tem uma vibe mais pessoal , geralmente posto sobre viagens e coisas do dia a dia.

Whattsapp
Ano Total Crescimento
2016
2017 0%
2019 500 100%

Vou passar a partir de agora acompanhar quantos leitores já trocaram mensagens com o WhatsApp do blog. De certa forma tem muitos lá que acabamos sempre interagindo.

Total de assinantes considerando Youtube
Ano Total Crescimento
2016 2.393 
2017 7.793 226%
2019 20.047 157%

Tivemos um bom crescimento total no número de assinantes do blog. Foi bem menor que no período passado. Se levarmos em conta que meu público alvo é bem restrito, fico até surpreso com essas taxas.

A taxa de pessoas que não estão endividadas no Brasil já é pequena, pega-se aí o número de pessoas que conseguem fazer sobrar uma grana no final do mês, diminui ainda mais o range de pessoas.

Depois dessa galera você tirar um outro grupo menor de pessoas que se interessam por bolsa de valores. Dentro desse já seleto grupo, você retira uma outra parte, menor ainda, de pessoas que possuem um interesse e renda para investir no mercado americano. No final das contas sobra um grupo minúsculo 😭

Essa é a história do blog

O que vem a seguir

Vou trabalhar no lançamento de um novo post como alternativa para um cartão internacional, talvez posto até duas opções.

Não sei como ficará minha rotina morando em Düsseldorf, tendo que levar e buscar a Laura em Duisburg até que ela consiga uma vaga na creche da nova cidade. Tentarei manter uma recorrência no nosso podcast. Sempre gravava durante o meu horário de almoço. Porém, com a entrada da Laura na creche acabou bagunçando toda a estrutura.

Uma mudança importante é na questão do design e tema do blog. Esse tema está um pouco velho, não consigo mais atualiza-lo. Sempre que coloco a versão mais nova, alguma coisa trava. Decidi que preciso de atualizar o tema do blog, vou fazer isso até o findar do ano.

Também irei migrar o blog de servidor. Colocarei o blog num servidor novo e com mais capacidade de processamento e irei migrar o Ex-Dividend para um servidor separado.

Então é isso e até a próxima!


(Visitado 184 vezes, 2 visitas hoje)
Viver de Cristo

Viver de Cristo

O blog Viver de Dividendos não é meu primeiro e único blog. Tenho e já tive outras iniciativas no mundo dos blogs. Sempre gostei muito de escrever. A escrita é um habito que procuro sempre estar fortalecendo. Além dessa habito de escrever tenho o gosto de estudar acerca da palavra de Deus. Vindo daí, então resolvi criar um novo blog o Viver de Cristo.

Alguns de você que me seguem a mais tempo, sabem que sou da fé cristã. Apesar de gostar muito de estudar a palavra de Deus não sou nenhum expert no assunto. Certamente conheço mais do mercado financeiro do que sobre a palavra de Deus. Afinal não dá nem pra comparar a riqueza e profundidade dos dois temas, a palavra de Deus é muito mais complexa e rica.

Há um tempo atrás estava com a intenção de fazer um blog para colocar em público alguns estudos. Mas a maldita procrastinação não deixava. Sempre que vinha com a idéia na cabeça eu logo pensava: mas eu já estou tão atarefado. Quando conseguir organizar tal coisa na minha vida, vai me sobrar tempo e daí vou fazer o blog. Ou quando terminar tal projeto eu começo esse novo blog.

Com o passar do tempo eu fui enganando-me e colocando sempre desculpas maiores para não iniciar o projeto. Ocorre que depois que me ocorreu o assalto onde consegui perder a minha mochila, com computadores e celulares e tudo e no mesmo dia foi recuperado tudo sem faltar nada. Relembre aqui esse caso.

Depois desse evento eu disse pra mim: agora não importa o que aconteça eu vou abrir um buraco na minha vida pra poder falar de Deus. Mesmo vivendo arrumando desculpas para não falar de Deus, ELE não me desamparou na hora que eu precisei. Nesse dia agradeci a Deus por ter sido Fiel, apesar de não ser merecedor de nada e resolvi tirar o projeto da cabeça e colocar a roda pra girar do Viver de Cristo (desculpem pelo nome pois não foi muito criativo).

A partir daí pensei: mas sobre o que vou falar?

Escatologia veio a cabeça, pois é o assunto que mais gosto na palavra de Deus. Resolvi começar o blog que será a principio focado totalmente em Escatologia.

Se você está se perguntando: O que é escatologia? Então clique aqui, conheça o blog e descubra o que é escatologia.

Escatologia é um dos assuntos mais importantes que temos. Pois é fundamental para o homem entender o que aconteceu, onde ele está e para onde o mundo está indo. É de explodir seu cérebro quando você começa a compreender que Deus teve um plano desde o início, principalmente quando você começa a perceber cada aspecto dele e como tudo está conectado.

Iniciamos os estudos nas alianças e começamos a ver a Aliança Abraâmica que é a base para as outras 4 alianças de Deus com os homens. A partir daí partiremos para as profecias até a presente era, depois o período do arrebatamento, a tribulação, em seguida entraremos no Armagedom, passando por isso culminaremos no segundo advento, ressurreições e julgamentos do segundo advento e por fim as profecias do milênio e pós milênio no governo eterno.

Tem muito material e livro que leio sobre o assunto e só esse aspecto Escatológico da palavra de Deus é assunto para falar durante anos e anos. Não tenho pressa acerca do conteúdo do blog, não vou ficar correndo com o material, minha idéia é detalhar o máximo que poder cada parte de todo esse plano divino.

Vai ter momentos bem legais e empolgantes, mas vai ter alguns momentos meio entediantes, porém será necessário para servir de base ou de referencia para entendermos melhor os acontecimentos futuros.

Então acesse o blog Viver de Cristo e inscreva-se no rodapé para receber as notificações de novos posts.

(Visitado 518 vezes, 2 visitas hoje)
Calcular o retorno total da ação

Calcular o retorno total da ação

Vamos ilustrar nesse artigo como funciona a dinâmica de retorno das ações na bolsa de valores. Vou usar um exemplo para mostrar como devemos calcular o retorno total de um ativo que distribui dividendos. Muitas pessoas só analisam o retorno das ações olhando apenas os ganhos de capital ou apenas os dividendos. Quando se tem um ativo na carteira deve-se olhar os dois.

Madara e seu Opala

Hoje pedi emprestado ao meu primo Madara $10.000 e prometi retornar essa grana daqui a 1 ano. Eu até dei a ele um papel com minha assinatura, comprometendo-me a paga-lo. Se não pagar, o primo Madara poderá colocar-me no SPC. Do ponto de vista do Madara esse negócio é um investimento, do meu ponto de vista é uma dívida.

Se o Madara é meu amigo ele certamente iria emprestar essa grana sem cobrar juros. Para não ficar apenas na amizade e comprometer meu relacionamento com o Madara, adicionei um prêmio de $800 que posso pagar aos pouco antes de encerrar a minha dívida. Então eu irei pagar os $10.000 do empréstimo e $800 de juros ao Madara.

Os $800 serão pagos em até um ano. Esse valor é conhecido como Dividend Yield. No caso esse empréstimo tem um Yield de 8% que é os $800 dividido por $10.000. Os 8% são bem mais que a inflação da época e provê um retorno decente para o meu primo.

Logo depois de emprestar o dinheiro, Madara abriu o jornal e viu o anuncio de um Opala Coupé 75. Ligou para o anunciante. Kakashi disse-lhe que o Opala custava exatos $10.000. Infelizmente, ao menos pela perspectiva do Madara, ele não pode obrigar-me a devolver o dinheiro emprestado. Tenho uma obrigação legal de apenas devolver a grana depois de um ano.

Opala do Madara
Opala do Madara

Madara pensou em ir em algum banco e pegar um empréstimo para comprar o Opala, mas os juros não seriam convidativos. Então Madara chegou até você e mostrou-lhe a nota de crédito que ele tem comigo. Ofereceu vender essa nota de credito a você.

Você que não é nada bobo, sorri para Madara e diz que pagaria $9.500 pela nota de crédito. Madara vende na hora a nota para você, ele está doido para comprar um Opala a muito tempo, e não se importaria em perder $500 nessa jogada.

Vamos considerar a situação agora do seu ponto de vista. Os termos da nota do empréstimo não mudaram, eu irei pagar os $10.000 do principal a você e ainda os $800 de juros. Se você comprou a nota por $9.500 você teve um ganho de capital de $500 além dos 8% de Yield.

Os ganhos vieram de dois lugares, ganho de capital e dividendos.

$800 de juros / $9.500 = yield de 8,4%

+ $500 ganho de capital / $9.500 = ganho de capital de 5,3%

= $1.300 lucro total / $9.500 investimento = retorno total de 13,7%

É Gordon mas não é o comissário

Nós acabamos de ver com o exemplo do Madara que não é correto olhar de forma isolada Dividend Yield ou Ganho de Capital para medir o retorno de um ativo.

É muito comum aqui no blog aparecer pessoas dizendo: “nossa Viver de Dividendos essa ativo não é atrativo porque tem X% de Dividend Yield.”

Ou as vezes, muito pior, eles chegam falando: “nossa Viver de Dividendos esse ativo tem um P/L muito alto, eu não invisto em empresas com esse P/L.”

Talvez você esteja chegando aqui pela primeira vez e não tenha visto alguns artigos que escrevi mostrando porque isso é errado.

Sobre olhar Dividend Yield escrevi que é melhor olhar o crescimento do DPA e não o DY do ativo.

Sobre usar P/L para analisar retorno de ativo eu já escrevi um artigo mostrando como utilizar o Dividend Discont Model do Gordon Growth Model.

O Modelo de Desconto de Dividendos mais conhecido como DDM é usado para valorizar o preço de uma ação usando dividendos futuros previstos e descontando-os de volta o valor presente. Se o valor do calculo for maior que o valor atual da ação significa que a mesma está subvalorizada.

O Modelo foi desenvolvido por Myron J. Gordon e Eli Shapiro, mas a fórmula ficou conhecida como Modelo de Gordon.

Calculando o retorno total

Toda semana na minha página de Carteira, são uns três comentários sobre retorno dos meus ativos. É comum aparecer algo como: “Viver você recebe X de dividendos e tem investido Y, eu achei muito pouco”. Podem acessar lá que vai ver inúmeros casos desses nos comentários.

Acho engraçado que pessoas assim não conseguiram ainda entender o básico de um investimento em ação. O RETORNO TOTAL que apresentei no início do artigo, e querem questionar a estratégia alheia.

Ao longo desses quase 5 anos investindo na bolsa, em ações de crescimento de dividendos, minha bola de neve multiplicou de forma bem agressiva. Mas os caras não conseguem ver, pois isso é só uma ponta do iceberg a outra parte está no ganho de capital.

Dividendos recebidos anualmente até 2018
Dividendos recebidos anualmente até 2018

Pega por exemplo os ganhos de patrimônio. Venho publicando todos os meses nos artigos sobre orçamentos, e verá o poder que as ações possuem quando considera-se o retorno total.

Aumento de patrimônio de 2,79% num único mês
Aumento de patrimônio de 2,79% num único mês. Veja o Twitter aqui.

Peters do MorningStar simplificou a fórmula de retorno total fazendo o seguinte:

Dividend Yield + Dividend Growth = Retorno total esperado

Peters Total Return Model

Troque suas fraldas mas não troque a JNJ de mãos

Vamos ilustrar isso com o exemplo da Johnson & Johnson. Se olharmos apenas o Dividend Yield da JNJ teremos um retorno anual de 2,59% sendo o dividendo atual de $3,60 ao ano dividido pelo preço de $139,20 (cotação de 25/04/2019).

Um Yield em dólar de 2,59% para mim já é bem legal. Lembre-se que você está posicionado numa das moedas mais fortes do mundo. Não adianta você ter 5% de Yield no câmbio que em um mês está R$ 2,00 para cada dólar e no ano seguinte salta para R$ 3,90 cada dólar. Se comprar $1 (um dólar hoje) ele continuará valendo $1 dólar amanhã. Isso é uma moeda forte.

Levantando um histórico de crescimento dos dividendos da JNJ teremos o seguinte:

Taxa crescimento dividendos JNJ
1 ano 3 anos 5 anos 10 anos
6,6% 6,3% 6,4% 7%

Vamos considerar um crescimento de 6,5% nos dividendos da JNJ.

Se somarmos 2,59% (yield) + 6,5% (crescimento dividendos) = 9,09% de retorno total esperado.

Um retorno de +9% é um excelente retorno. Novamente, lembre-se que é um retorno em dólar. Apesar de 9% já ser bem interessante quando o mercado se depara com um ativo desses ele geralmente acaba pagando mais e mais por isso.

Quer uma prova disso, vamos olhar ao longo de 10 anos históricos da JNJ.

Últimos 10 anos de retorno da JNJ
Comprei em abril 2009 por $51,40
Vale hoje abril 2019 $139,20
Nos 10 anos recebi de dividendos $27,40
Meu retorno total foi de 224,20%

Dando um retorno total de 224,20% um baita retorno CAGR de 12% ao ano. Dificilmente encontrará uma classe de investimento que entregue-lhe isso hoje. E a JNJ nem é um ativo tão top a nível de retorno, estou pegando um exemplo mais pobre para vocês não falarem que estou sendo tendencioso.

Conclusão

Quando combina ativos bons como os da carteira Top Picks do Ex-Dividend ou outros ativos como os que tenho na carteira passa a ter aumentos de 2,79% ao mês em seu patrimônio.

São 2,79% já retirando os aportes dessa conta, ou seja o patrimônio subtraído os aportes aumentou em 2,79% em um mês, não é ao ano não, faça as contas.

Em resumo, pare de ficar olhando só DY para mensurar o retorno de um ativo, pois estará olhando só metade do bolo e pare também de ficar olhando apenas o ganho de capital porque estará perdendo a outra metade.

Não adianta cavar rápido e fundo se está cavando no lugar errado.

Você perde muitas oportunidades porque está olhando para o lugar errado.

(Visitado 487 vezes, 2 visitas hoje)
Como realizar suas metas

Como realizar suas metas

Um vídeo resposta sobre a pergunta do leitor Jorge que nos questionou sobre como programamos nossas metas e acompanhamos para que sejam concluídas.

Esse assunto era para ser tratado no podcast, mas como o ultimo cast ficou um pouco grande, resolvi fazer uma resposta em vídeo.

Assista esse vídeo se você quiser conhecer algumas técnicas para poder fazer com que suas metas sejam realizadas.

Também vou apresentar o que considero o melhor canal jornalístico da internet nos dias de hoje. Os caras são o segundo canal de notícias com mais audiência da internet. Uma boa fonte de informação para você que deseja fugir das fake news.

Só um bate papo para não ficarmos o final de semana com a mente vazia.

Concluir metas
(Visitado 352 vezes, 1 visitas hoje)
Bullshit jobs – esse é seu emprego!

Bullshit jobs – esse é seu emprego!

O antropólogo americano David Graeber publicou recentemente uma tese de que mais de um terço dos postos de trabalho são desnecessários. Assim, ele acha que as atividades não manuais poderiam ser assumidas por robôs. Como tarefas de escritório, alguns setores de serviço, consultorias, financas, administração, recursos humanos entre tantos outros.

O que ele chama de “bullshit jobs“. São aqueles empregos que ninguém notaria se eles desaparecessem de um dia para o outro. Ele baseou a sua tese em auto-relatos de funcionários que executavam esses postos de trabalho.

Ele constantemente encontrou pessoas que estavam relutantes em discutir o que faziam durante todo o dia, porém algumas bebidas depois, eles entregavam que não faziam nada significativo.

Sentados em reuniões, apresentações, que ninguém precisava. Escrevendo relatórios de avaliação, que eram imediatamente esquecidos. Ou eles passavam metade do dia no Twitter, Facebook ou Youtube.

Imagina como não deve estar agora em 2018 !?!?!

Esses dias encontrei com um amigo, ele me disse exatamente a mesma coisa. Estava cansado do setor corporativo e queria buscar alguma coisa nova para empreender. Eu questionei-o, mas você tem um bom emprego, tem certeza disso? A sua resposta, foi que ele não estava feliz no trabalho, porque chegava no final do dia e ele percebia que só tinha executado bullshit job.

Graeber indicou inúmeros empregos que você poderia pensar em acabar que geraria uma economia e uma melhor administração e que ninguém notaria a sua falta.

Se os médicos e enfermeiros, cozinheiros e encanadores, professores e lixeiros desaparecerem, logo todos nós perceberíamos. Mas o departamento de relação públicas das universidades e empresas? Os lobistas? Consultores? Aquele gerente puxa saco do seu setor ? E muitos outros empregos que não agregam em nada no final das contas. Se todos eles sumissem ninguém sentiria falta.

E essa teoria pode ser vista em várias empresas da bolsa, você vê que tem empresas com quadros gigantesco de funcionários que não havia necessidade. Manchete como essas são repetidas todas as vezes quando ume empresa entra em dificuldades.

Isso foi ha 4 anos atrás.

O mercado acaba entrando numa bola de neve de contratações. Em grandes empresas, o status dos gerentes, depende de quantos outros gestores estão abaixo de você. O crescimento da empresa acaba forçando trazer mais e mais pessoais que são responsáveis pela coordenação e comunicação.

Veja só um outro exemplo, esses dias o Evernote, uma empresa responsável por um aplicativo que faz uma única tarefa: gerenciar notas. Eu utilizo-o a muito tempo e o aplicativo é bom. O Evernote anunciou que estaria demitindo 54 funcionários, que equivaleria a 15% da sua força de trabalho. Fazendo o calculo reverso chegaríamos ao montante de 360 pessoas trabalhando na empresa.

Sinceramente um aplicativo que executa uma única função precisar de 360 pessoas, ou o administrador é muito incompetente ou está repleto de bullshit jobs lá dentro.

Agora porque uma empresa não vai se auto-gerenciando e buscando cortar essas arestas evitando que a coisa perca o controle. Porque os administradores só resolvem demitir quando a crise chega. O certo seria evitar de contratar mão de obra desnecessária.

Mudanças sentimento nos postos de trabalho de 1950-presente.

Tem um Paper muito interessante do Greg Kaplan e Sam Schulhofer, confira aqui a fonte. Eles fizeram um levantamento sobre o sentimento das pessoas sobre o trabalho desde a II Guerra Mundial até hoje. E percebeu-se que as pessoas não iam mais ao trabalho apenas para ganhar um salário. As pessoas estão buscando cada vez mais se identificar com a profissão.

Outras primícias podem ser extraídas do estudo, nós podemos identificar que ao longo do tempo o trabalho tem sido menos físico e mais mental. Veja que temos uma queda vertiginosa no cansado (tired) e dolorido [acho que a tradução melhor seria desgastante] (pain) e uma subida considerável nos níveis de stress.

Nesse estudo do Kaplan e Schulhofer passo a entender os motivos por traz do pedido de demissão do meu amigo. Deve ser muito frustrante para o empregado chegar em casa no final do dia, e não ver que seu trabalho rendeu frutos. Não estou nem considerando ainda o fato do cara que trabalha num emprego que não gosta. A coisa aqui é um estagio ainda pior.

Você identificou-se como sendo um bullshit jober, não fica chateado. A culpa não é sua. Isso é dever do gestor identificar essas situações e evitar que isso aconteça.

Uma das grandes preocupações que tenho com a minha equipe é mante-los atualizados e sempre mandar um feedback do trabalho deles, para que eles possam ver os resultados.

Uma entrevista com o Graeber.
Desculpem mas não encontrei um vídeo legendado.

A ideia desse artigo não é trazer toda a teoria do “bullshit jobs”, mas apenas para despertar sua curiosidade sobre o tema. Tem diversos vídeos do Graeber no Youtube. Além deste livro na Amazon que explica toda a teoria.

(Visitado 181 vezes, 1 visitas hoje)