Meu negócio #4: Como negociei a fusão da minha empresa

Como negociei a fusão da minha empresaDando continuidade a nossa serie na qual estamos falando sobre o mercado de TI, porém mais propriamente sobre a minha empresa e como tenho feito o processo de fusão com outra empresa do ramo. Nesse vídeo vou mostrar como negociei a fusão da minha empresa.

Lembrando que cronologicamente esse vídeo foi gravado antes desse.

Instagram

Receber novidades por e-mail

Gostou do blog? Então se inscreva no campo abaixo para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

10 thoughts on “Meu negócio #4: Como negociei a fusão da minha empresa

  • 27 September 2016 at 23:41
    Permalink

    Falaaa VDD, blz?

    Como você pretende controlar a empresa e dar suas opiniões morando em outro país? Você acha que é possível manter equipe de desenvolvimento motivada e comprometida mesmo estando longe?

    Abraçosss e parabéns pela iniciativa.

    Reply
    • 28 September 2016 at 06:22
      Permalink

      Olá Aldo

      já fiz isso com sucesso em outra empresa que tinha, utilizo algumas técnicas que consigo manter o pessoal não só sobre controle, mas motivados. Continua acompanhando que vou postar mais videos sobre o tema, inclusive sai outro hoje, aí vc vai vendo os desafios e me diz o que achou!

      Reply
    • 19 September 2016 at 12:57
      Permalink

      Quem me dera. Aquele cara lá é top mesmo. Não sei se tudo aquilo é encenado mas que é muito maneiro, isso é

      Reply
  • 18 September 2016 at 14:21
    Permalink

    Parabéns pela Fusão VD!
    Pelo que entendi vocês irão começar a vender o seu produto porem continuará dando suporte para os dois sistemas correto?
    Vocês possuem um deadline para migração dos clientes do sistema antigo para o “novo” ou vão migrando de acordo com a necessidade?
    Pelo que entendi ainda precisa de melhorias para o sistema novo realizar tudo que o antigo faz, mas e depois de tudo,se mesmo assim o cliente não quiser migrar para o “novo” ? Como que irão lidar com isso sem comprometer o suporte? Alguma ideia já?

    Reply
    • 18 September 2016 at 16:52
      Permalink

      Boas perguntas Riquinho

      Isso o suporte vai continuar em dois sistema em paralelo. A migração vamos fazendo aos poucos, até porque temos uma linha de entrada de novos clientes e muitas vezes esses novos exigem um certo tempo para podermos dedicar até que eles consigam andar pelas próprias pernas. Mas temos uma meta mensal de migração de clientes, vamos lutar para tentar cumpri-la apesar de todos os contratempos.

      Como você bem observou vai ter muita gente que não vai querer migrar, vai ter gente que baterá o pé pra não trocar, já temos uma estratégia bem definida que “forçará” o cliente a migrar sem comprometer o nosso relacionamento com ele. Isso está bem definido e já temos aplicado essa estratégia em alguns clientes com sucesso.

      Pelas suas perguntas, suponho que vc seja da área de TI… ou estou enganado rsrsrs

      Reply
    • 18 September 2016 at 10:47
      Permalink

      Valeu pela força IM

      Reply
  • 18 September 2016 at 00:06
    Permalink

    Valeu VD, parabens pela fusão da empresa! Espero estar dando tudo certo pra voce aí na Europa.
    Eu queria falar outra coisa, como vc sabe a minha estratégia de investir fora do Brasil vai ser por meio de ETFs tb. Eu estava lendo que é mais vantajoso investir por meio de ETFs baseados na Irlanda ou Luxemburgo para evitar os 30% de taxação nos EUA, ou então simplesmente investir em ETFs que não tem distribuição de dividendos.

    Veja, eu estou querendo arruma uma boa estratégia fiscal no longo prazo para não ficar levando dentadas o tempo todo do leão americano.

    Aqui no fórum do bogleheads o pessoal fala muita coisa, mas brasileiro lá acho que tem muito pouca gente.

    Ajuda aí mestre!

    Abraço

    Reply
    • 18 September 2016 at 10:41
      Permalink

      Olá Frugal

      Por enquanto está indo tudo certo kkk fiz um vídeo hoje a noite mas devo publicar só no meio da semana, quero ver se gravo o papo de dividendo, vamos ver se vou conseguir tempo.

      Sobre os ETF, cara eu não gosto de ETF então não tem como lhe falar, mas sobre a Irlanda e Luxemburgo acho que eles são considerados paraísos fiscais aí por lei vc teria que pagar IR na remessa e sobre o capital todo remetido, só ficar atento com isso.

      Todos países que tem aliquota inferior a 15% (acho que esse percentual) ou que não compartilhem informações são considerados paraísos fiscais pela receita brasileira. Se não me engano a irlanda tem 5% de aliquota de IR mas muita empresa abre sede lá porque tem taxa baixa, a própria apple falei no ultimo podcast, vc deve até ter acompanhado no seu carro vindo de casa kkkk… eles tem a sede aqui na Irlanda, tanto que o gov ainda deu uma multa bilionária neles!

      Reply

Deixe o seu comentário: