Quanto custa um plano de saúde em Portugal – Imigração #10

plano de saúde em PortugalVamos atualizar sobre como anda o nosso processo de residência em Portugal e passar algumas posições sobre a nossa meta de ir para Alemanha, mas a cereja do bolo no vídeo é falar sobre o sistema de saúde português, vamos mostrar quanto custa um plano de saúde em Portugal, quanto custa uma consulta no serviço publico e no privado por fora do plano.

Não deixe de se inscrever no nosso canal e curtir nossos vídeos.

Serie imigração

Estamos trazendo atualizações sobre nosso processo de imigração para Alemanha, conheça um pouco mais sobre como essa história começou aqui em Viver de Dividendos na Alemanha. Quando se toma a iniciativa de imigrar para algum país, precisa de um bom planejamento e determinação.

Começamos a preparar a alguns anos e desde então temos caminhando para alcançar esse nosso objetivo. Tudo começou no Brasil em 2014 onde tivemos que estruturar todo nosso modo de vida por lá, podemos falar também da empresa, enfim tivemos que nos privar de algumas coisas por lá pra chegar até aqui.

No final de 2015 começamos o Stage 2 onde iriamos para Irlanda passar alguns meses aprimorando o inglês. Chegamos no final de 2016 e desbloqueamos ao Stage 3 que é a fase na qual vamos começar o processo de visto para a Alemanha, depois disso temos mais alguns Stages pela frente, não perca essa saga e continue nos acompanhando.

4 thoughts on “Quanto custa um plano de saúde em Portugal – Imigração #10

  • 9 September 2017 at 11:52
    Permalink

    Olá VDD,

    Como vai ?
    Eu tenho a opção 3 do Medis e contratei pelo ActivoBank que é o banco online do Millennium.
    Complementando algumas informações….
    A coparticipação existe em todas as opções, ou seja, o valor da consulta são os mesmos 15 Euros tanto na opção 1, quanto na 2 e na 3. O que diferencia uma opção da outra, basicamente, é o limite de gastos anuais por pessoa. Na Opção 1 você é internado em enfermaria, na 2 já é quarto e na 3 você pode ser encaminhado para centros internacionais de excelência em medicina.
    Os hospitais internacionais não podem ser usados caso você esteja viajando pelo país. Funciona assim… por exemplo… um dos hospitais é o John Hopkins no EUA. Você só poderá usar o John Hopkins se um hospital de Portugal te encaminhar. Esses hospitais é tipo aquele da série Dr. House… se você tiver uma doença muito maluca que ninguém descobre, o hospital Português pode te encaminhar pra um centro internacional desses para que sua doença seja investigada. Isso se você tiver a opção 3.
    Eu contratei a opção 3, pois no Brasil eu gastava 2400,00 e plano de saúde e a economia foi tanta que resolvi optar. Agora estou esperando o aniversário do contrato pra poder fazer um downgrade para a opção 2.
    No entanto vou continuar com esse plano apenas por questão de consciência tranquila, pois eu e minha família somos muito bem atendidos na rede pública, até melhor que na particular. E tem a vantagem de que criança e gestante não pagam nada na pública.
    Os brasileiros que vem pra cá podem tirar o PB4 para terem direito de atendimento na rede pública, assim como os portugues que vão ao Brasil tem direito de serem atendidos no SUS (heheheh). Eu tirei meu PB4 no anexo do ministério da saúde em Brasília sem pagar nada. É preciso apostilar o PB4 em um cartório de notas no Brasil.

    Parabéns pelo vídeo.

    Atenciosamente,

    Maxwell

    Reply
    • 9 September 2017 at 14:33
      Permalink

      Opa Maxwell

      Obrigado pela contribuição, será muito útil para o pessoa que busca informações a esse respeito.

      Reply
  • 1 September 2017 at 15:50
    Permalink

    Fala VD.. belezinha?

    Show de bola, eu tinha noção que era mais barato o PS ai, mas agora deu pra ter uma ideia mais concreta.
    Vale sempre a pena ter um PS, principalmente se tiver criança, mesmo que seja só para ter um pouco mais de conforto. Mas caso não tenha condições da pra ficar no publico um tempo, creio que se voce provar renda baixa ele não cobram(igual parte de lanche escolar), mas não tenho certeza.

    Cara, depois voce vai fazer um video ou texto sobre os passos (aqui no Brasil) para conseguir o visto de investidor? Pelo menos a quantidade(valor que tem que ter) e o que e como teve que comprovar isto(comprovar que tem renda para viver de rendimentos em Portugal).

    Abraços!

    Reply
    • 2 September 2017 at 03:21
      Permalink

      olá FT

      tem um contato que me ajudou muito nessa parte do Brasil que é a parte mais complexa, porque se você errar aí na aplicação não tem choro, estou tentando convence-lo de trazer alguma coisa aqui pro blog, ele é tipo um assessor que me orientou a preencher e formatar tudo.

      Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *