Cotações dólares para IR 2014/2015

200239566-001Esse artigo é para aqueles que investem em ações no exterior, se ainda não sabe como investir veja Como abrir conta em corretora nos EUA e Como enviar remessas de dinheiro ao exterior, seria interessante também dar uma olhada no artigo Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos EUA e Como declarar os rendimentos no Carnê Leão.

Para declarar os rendimentos recebidos no exterior é preciso pegar a cotação do dólar americano anunciada oficialmente pelo Banco Central. A cotação a ser utilizada deve ser do ultimo dia útil da primeira quinzena do mês anterior ao do recebimento. Ficou confuso?? Para facilitar o pessoal eu criei a tabela abaixo onde coloquei a cotação a ser utilizada para cada mês, basicamente você pega o mês que você recebeu e olha na tabela a cotação do dólar daquele mês. Vamos a um exemplo:

  • Caiu na minha conta da corretora em janeiro U$ 100,00  de dividendos.
  • Pego a cotação da linha de Janeiro que é R$ 2,33 e multiplico pelo que recebi. Essa cotação de janeiro é da data de 13/12/2013.
  • Informo no carnê-leão ou na declaração anual que recebi R$ 233,00

As cotações abaixo são do ano de 2014 (exercício) e entraram na declaração a ser realizada no ano de 2015 (ano calendário), essas cotações podem ser usadas para declarar os recebimentos no exterior como dividendos e alugueis de imóveis.

Cotação dólar para Imposto Renda 2015
Mês Cotação U$ Link
Janeiro/2014 R$ 2,33 Ato declaratório
Fevereiro/2014 R$ 2,35 Ato declaratório
Março/2014 R$ 2,39 Ato declaratório
Abril/2014 R$ 2,36 Ato declaratório
Maio/2014 R$ 2,23 Ato declaratório
Junho/2014 R$ 2,21 Ato declaratório
Julho/2014 R$ 2,23 Ato declaratório
Agosto/2014 R$ 2,22 Ato declaratório
Setembro/2014 R$ 2,27 Ato declaratório
Outubro/2014 R$ 2,34 Ato declaratório
Novembro/2014 R$ 2,43 Ato declaratório
Dezembro/2014 R$ 2,61 Ato declaratório

11 thoughts on “Cotações dólares para IR 2014/2015

  • 27 April 2016 at 03:04
    Permalink

    Ok! Obrigado pelo esclarecimento! Informações necessárias …

    Gabriel

    Reply
  • 26 April 2016 at 03:56
    Permalink

    Desculpa, somente uma coisa eu não consegui entender. Com relação a este investimento da skandia / old mutual do Rui. Se o dinheiro é legal e debitado no cartão de crédito, obviamente pagando o maldito IOF absurdo, por que ele deveria pagar mais IR na ida pro exterior? A minha ideia é de que vc só pague imposto sobre o rendimento do investimento, e na hora de repatriar o dinheiro, se é que isso será feito, correto?

    Att
    Gabriel

    Reply
    • 26 April 2016 at 05:26
      Permalink

      Olá Gabriel

      Errado!

      Existe uma resolução da RF que estipula que remessas para paraísos fiscais aí considera-se paraíso se não me engano países que não fornecem acesso aos dados ou que tenham alíquotas inferiores 17%

      Além disso essas remessas são sobretaxas vc paga a aliquota máxima de 25% e já na remessa

      O governo faz muita merda, mas nesse ponto estou pra te falar que concordo com ele em taxar a remessa para esses paraísos

      Como vc espera que o governo obtenha alguma conferencia das suas operações se seu dinheiro está num paraíso fiscal? se esse pais não vai fornecer nenhuma informação sobre suas transações pra receita ? vc acha que a receita seria ingênua de acreditar que o contribuinte vai declarar de boa vontade, ainda mais se tratando de brasileiros????

      porque vc acha que muita gente é pega pela receita por mandar dinheiro pra paraíso fiscal? porque eles não pagam o imposto na remessa como é a lei e uma hora ou outra a receita vai achar, ela sempre acha!

      por isso que pulo fora desses papos de offshore e paraísos fiscais

      é uma história que nunca termina bem

      Reply
  • 14 November 2015 at 18:23
    Permalink

    Invisto neste fundo Old Mutual/Skandya Ilha de Man 303 dólares por mês há 3 anos e declaro no IR como bens e direitos e os valores pagos em reais que são debitados via cartão de crédito e atualizo apenas os valores depositados. Vi recentemente a aprovação da medida sobre repatriação de divisas no exterior que serão taxadas em 30%. Como fica o meu investimento na skandia nesse caso? Fiz a declaração de forma correta? O cancelamento causa penalidades mesmo assim é melhor destinar estes valores para outro tipo de investimento? Abraço e parabéns pela riqueza das informações.

    Reply
    • 16 November 2015 at 07:53
      Permalink

      Olá Rui Lima

      Aconselho vc a procurar um profissional da área para lhe auxiliar, só pra começar a conversa qualquer remessa ao exterior seja para fundo ou para o que for, se for destinada a paraísos fiscais vc já deve pagar o IR na remessa pois o governo não tem qualquer garantia de compartilhamento de informação, caso necessário.

      Pelos seus questionamentos acredito que nem te orientaram quanto a isso, por isso o melhor é procurar um profissional especializado na área, mas procure um cara bom porque tem muito incauto por aí abrindo off-shore, mandando capital pra paraíso fiscal e fazendo tudo errado, não seguindo os tramites da lei

      Reply
  • 29 December 2014 at 12:35
    Permalink

    Amigo, parabéns pelo site. Só me tira uma dúvidas. No caso de que, faz buy & hold só preicsa fazer esse preenchimento do carne leao? Tipo mando o dinheiro pra corretora e compro minhas ações e só faço essa parte do carne leão qnd receber dividendos? Caso eu queria trazer o dinheiro de volta qual o procedimento? Como declarar essas ações no meu IR ? Faço do mesmo jeito que no brasil? Em bens e direitos?

    Reply
    • 29 December 2014 at 13:01
      Permalink

      Olá Romero Bradley

      Da uma lida nesse artigo e nesse também, basicamente vai matar a maioria das dúvidas. Agora respondendo suas perguntas:

      • Na verdade se você for investir nos EUA e em ações não há nem a necessidade de fazer o carne leão, porque você passa de devedor a credor de impostos, se você quiser fazer pode fazer mas não terá efeito algum pois o mais importante é declarar na anual do IR.

      • Você precisa de preencher um formulário w8ben leia aqui sobre isso ele vai evitar que você tenha que declarar IR nos EUA sobre ganho de capitais.

      • Na corretora que eu invisto tem um formulário que você preenche para solicitar uma transferencia só colocar seus dados e eles lhe enviam o dinheiro, bem transparente da mesma forma que foi pra você mandar pra fora.

      • Vou fazer ano que vem um post explicando como declarar no ajuste anual, só acompanhar o blog, você pode assinar um Feed (se for um Geek) ou a lista de e-mails aqui do lado assim fica por dentro das novidades, mas basicamente é bem parecido com o que fazemos para as ações aqui no brasil, com pouquíssimos detalhes de diferença.

      Reply
  • 11 December 2014 at 08:36
    Permalink

    Obrigado pela resposta.
    Mas onde você obteve a informação de que se “precisa pagar IR sobre o valor de remessa quando manda dinheiro para paraísos fiscais,”?
    Isso não confere com as informações que recebi e, dando uma pesquisada no assunto no site da Receita, não vi nada neste sentido…

    Reply
    • 11 December 2014 at 19:18
      Permalink

      Tem la no site da receita, pesquisa direitinho lá que você vai encontrar.

      Reply
  • 10 December 2014 at 17:19
    Permalink

    Estou com uma proposta para investir no exterior por meio em um Banco na Ilha de Man. Skandia Int /Old Mutual. Tudo legal, obviamente.
    O que me anda deixando com o pé atrás é esta questão de declaraçaõ de IR no Brasil (lá o banco cuida, sendo que, ao que me parece, não há tributação de PF investidor, por ser paraíso fiscal).
    Sabe se mesmo aplicando em fundos lá eu teria que declarar IR, por meio de carnê-leão aqui? (não pretendo aplicar direto em ações – só via fundos)
    Declarar no final do ano, em “bens e direitos”, por exemplo, que tenho U$50.000 lá é tranquilo.
    Mas ter que, mês a mês, apurar o quanto ganhei ou perdi em cada fundo que eu tiver aplicado por lá, já seria muito trabalhoso. Acho que não valeria pena. Dólar futuro e aplicação em índice SP500 por aqui mesmo compensaria a trabalheira…

    Reply
    • 10 December 2014 at 18:53
      Permalink

      Olá Leonardo,

      Eu não vejo investir em paraísos fiscais uma opção viável para o pequeno investidor. Se você estiver comprando as cotas lá e não aqui você precisa pagar IR sobre o valor de remessa quando manda dinheiro para paraísos fiscais, isso porque a receita não consegue te fiscalizar nesses países ela acaba optando por tributar antes, o problema é que se você for investir nos EUA você paga imposto sobre o seu ganho de capital/dividendos se for no paraíso fiscal você paga imposto sobre o seu principal e isso torna a operação inviável.

      Além do fato de que investir em fundo só vai servir pra você sustentar o banco, no longo prazo o juros compostos que fariam seu dinheiro render vai ficar na taxa de administração. Nos dias atuais onde tudo é informatizado e temos acesso fácil as informações ficou mais fácil do que nunca analisar uma empresa e investir no mercado, não vejo motivos para querer pagar para outros fazer isso pra você.

      Reply

Deixe o seu comentário: