Documentos do IR para investir nos USA

Documentos para investir nos USANo ultimo vídeo que fiz sobre a DriveWealth fiquei pendente de mostrar os documentos que você precisa salvar para investir nos USA. Muitos leitores aqui do blog possuem conta e investem nos Estados Unidos, já temos um vasto material explicando como declarar essas ações no IR, porém faltava saber quais documentos guardar para fazer a sua apuração no IR.

Basicamente precisamos de guardar dois documentos que é o Statment ou Extrato da Conta semelhando ao documento que Bovespa lhe envia pelo correio das suas ações Brasileiras, ele pode ser usado para comprovar sua conta na corretora americana, algo muito utilizado por exemplo quando for fazer suas remessas ao exterior.

Além dele temos o Confirmação de comercio, que é a nossa nota de corretagem emitida por dia.

Nesse vídeo mostro onde achar isso no HomeBroker da DriveWealth e como organizar esses arquivos numa estrutura que fique fácil de você acessar caso precise de fazer consultas futuras.

 

Cotações dólares para IR 2016/2017

Cotações dólares para IR 2016/2017

17032015151214000000Esse artigo é para aqueles que investem em ações no exterior, se ainda não sabe como investir veja Como abrir conta em corretora nos EUA e Como enviar remessas de dinheiro ao exterior, seria interessante também dar uma olhada no artigo Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos EUA e Como declarar os rendimentos no Carnê Leão.

Para declarar os rendimentos recebidos no exterior é preciso pegar a cotação do dólar americano anunciada oficialmente pelo Banco Central. A cotação a ser utilizada deve ser do ultimo dia útil da primeira quinzena do mês anterior ao do recebimento. Ficou confuso?? Para facilitar o pessoal eu criei a tabela abaixo onde coloquei a cotação a ser utilizada para cada mês, basicamente você pega o mês que você recebeu e olha na tabela a cotação do dólar daquele mês. Vamos a um exemplo:

  • Caiu na minha conta da corretora em janeiro U$ 100,00  de dividendos.
  • Pego a cotação da linha de Janeiro que é R$ 2,33 e multiplico pelo que recebi. Essa cotação de janeiro é da data de 13/12/2013.
  • Informo no carnê-leão ou na declaração anual que recebi R$ 233,00

As cotações abaixo são do ano de 2016 (exercício) e entraram na declaração a ser realizada no ano de 2017 (ano calendário), essas cotações podem ser usadas para declarar apenas os recebimentos no exterior como dividendos e alugueis de imóveis.

Cotação dólar para o Imposto Renda 2017
Mês Cotação U$ Link
Janeiro/2016 R$ 3,87   Ato declaratório
Fevereiro/2016 R$ 4,04 Ato declaratório
Março/2016 R$ 3,99 Ato declaratório
Abril/2016 R$ 3,71 Ato declaratório
Maio/2016 R$ 3,53 Ato declaratório
Junho/2016 R$ 3,50 Ato declaratório
Julho/2016 R$ 3,48 Ato declaratório
Agosto/2016 R$ 3,27   Ato declaratório
Setembro/2016 R$ 3,17 Ato declaratório
Outubro/2016 R$ 3,33  Ato declaratório
Novembro/2016 R$ 3,19  Ato declaratório
  • Esse artigo é atualizado mensalmente, salve esse link para acompanhar as atualizações.

Tudo sobre Ganho de Capital em investimentos no exterior

receita ganho capitalEsse acredito ser um dos últimos posts da série dedicada a imposto de renda para ações e investimentos no exterior. Pra quem não acompanha o blog, aqui é possível ver como declarar as ações dos Estados Unidos na sua declaração do Imposto de Renda e aqui é possível ver como declarar os dividendos recebidos no exterior e também tirar algumas dúvidas sobre o tema dividendos aqui.

Na teoria

Ganho de capital é da diferença entre o valor que você comprou a ação e o valor que você vendeu, digamos que comprei uma ação da Manhattan Associaties (MANH) por 50 dólares e vendi por 55 dólares ou seja tive um ganho de capital de 5 dólares na operação. Esses 5 dólares que você ganhou parte dele fica retido com o Governo Americano e parte dele você vai pagar ao Governo Brasileiro.

Quando você vende ou compra uma ação nos EUA o governo americano manda para o governo Brasileiro os dados da sua operação, por isso é importante você declarar corretamente esses dados e pagar o imposto devido sobre esse ganho de capital.

Para fazer essa declaração ao governo brasileiro você precisa de usar um programa da Receita Federal chamado Ganho de Capital em Moeda Estrangeira que vamos chamar de GCME, basicamente nesse programa você vai informar o valor que você comprou a ação e valor que vendeu, o resto ele vai calcular pra você. Mais abaixo nesse mesmo artigo temos um exemplo pratico de como fazer esse procedimento.

Acho que fica mais fácil apresentar o conceito através de perguntas e respostas (FAQ), fui catalogando as principais duvidas que o pessoal me mandou e outras que eu mesmo tive ao longo do processo de pesquisa sobre o assunto:

  • Quando devo informar o Ganho de Capital em Moeda Estrangeira?

O ganho de capital deve ser feito até o ultimo dia do mês subsequente a operação de venda. Após esse prazo será passível de multa de 0,33% por dia de atraso e limitada a 20% do valor e juros de mora da taxa Selic para pagamentos de títulos federais.

Apesar de declarar o GCME quando ocorrer você também deve importar esses dados para o programa da receita que faz a declaração anual do IR.

  • A partir de qual valor eu devo declarar no programa de GCME?

A receita oferece uma isenção de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais) para ganhos de capital no exterior, nesse caso se a sua operação no mês foi inferior a esse valor você não precisa de declarar nada no programa, você só vai declarar e pagar imposto se ele exceder esse valor.

  • No caso de exceder a isenção eu declaro o valor total ou apenas a diferença ?

Indaguei o fiscal da receita sobre isso, ele me disse que não tem nada na lei explicando sobre, mas em outras situações de isenções a regra é para declarar apenas a diferença, assim digamos que você tem um ganho de capital de R$ 50k você declararia no programa apenas R$ 15k pois você tem uma isenção de 35k conforme mencionei na questão anterior.

  • Qual a ficha eu declaro as operações de venda de ações?

Existem 3 fichas no programa:

  • Rend auferidos em reais
  • Rend auferido em moeda estrangeira
  • Rend auferido em ambas as moedas

No caso das ações comprada em bolsa americana em dólar você deve usar a opção de Rend auferidos em moeda estrangeira, tome muito cuidado pois muitas pessoas confundem e estão usando a ficha de “Rendimento auferidos em reais” e isso é errado pois as ações foram compradas e vendidas em dólares, eu mesmo pensava que deveria pegar o valor da compra converter pra real depois o valor da venda e converter pra real, mas o fiscal da receita me mostrou um artigo que diz o contrario e explicou que no meu caso não devo fazer isso porque é rendimento auferido originalmente em moeda estrangeira.

Só pra abrir um parênteses aqui, vou dar um exemplo de quando se usa o rendimentos auferidos em reais, certa vez um desses consultores financeiros achou meu celular e me ligou perguntando se poderia ir ao seu escritório, chegando lá ele veio me oferecer uns Fundos de Investimento no exterior que operava basicamente em dividas de países emergentes, coisa como china, russia, índia, etc o esquema era o seguinte eu compraria as cotas em reais mas o fundo ficava em dólar quando fosse vender dava a ordem e caia em reais na minha conta, nesse caso você usaria a ficha de Rend Auferidos Originalmente em Reais, pois na pratica não rolou um contrato de cambio no meu nome convertendo os reais em dólares.

No caso das ações lembra que na declaração delas no IR eu orientei vocês a colocarem o numero do contrato de cambio veja aqui, é pra comprovar que os rendimentos daquilo foram auferidos em dólar e não em reais.

Portanto se você opera como eu através de uma corretora lá no exterior com saldo em dólar, comprando e vendendo em dólar você deve usar a ficha Rend auferidos em moeda estrangeira.

  • Eu devo pegar o valor do dólar que eu comprei e converter em Reais?

Se você estiver investindo em ações como eu, não deve pegar o valor do dólar no momento que você comprou e converter para reais porque na ficha de Rendimentos auferidos em moeda estrangeira não pede a cotação do dólar de compra, apenas a cotação do dólar de venda.

  • Qual a cotação eu devo usar para o dólar de venda?

Você deve usar a cotação do Banco Central do dólar dos Estados Unidos da America em relação ao Real para a data da venda, informe isso no campo correspondente conforme expliquei no exemplo abaixo.

  • Estou operando em outro país diferente do EUA qual cotação uso?

Nesse caso converta a cotação da moeda que estiver operando para o dólar americano e depois para o real.

  • Tive um prejuízo posso compensa-lo conforme é nas ações do Brasil?

Não. Nesse caso se você teve um lucro numa operação de 50k e em outra teve um prejuízo de 60k não importa você vai pagar imposto sobre os ganhos de 50k e não poderá abater o prejuízo como é nas operações em bolsa no Brasil, ou seja saiba muito bem o que está fazendo lá fora porque o prejuízo pode ser dobrado.

  • Ao realizar a venda de uma ação o governo americano morde 0,002% de tax fees eu posso usar isso de credito no Brasil?

Pode e deve usar o crédito. Desde que não sejam compensado a você pelo governo americano todo imposto que você pagar na fonte nos EUA podem ser usados como credito no Brasil, no exemplo abaixo eu mostro onde informar isso no programa de GCME.

  • Quais os países posso usar esse credito de imposto?

Atualmente apenas 3 países tem tratado de reciprocidade com o Brasil, sendo: EUA, Alemanha e Inglaterra. Fora esses 3 os imposto que você pagar no exterior não pode ser usado como credito aqui no Brasil.

  • O programa de GCME me obriga a preencher um nome, o que eu faço?

Existe um bug nesse programa de GCME que obriga o preenchimento de um nome quando realiza um ganho de capital que não seja de natureza Liq e Resg. Aplicações Financeiras, nesse caso você pode informar qualquer coisa ali eu optei por colocar um X.

Nota: pra quem não sabe nos exemplos acima quando me referi a um valor como 10k na verdade é 10 mil o K simboliza múltiplos de mil.

Na prática

Na prática precisamos de baixar o programa de Ganho de Capital em Moeda Estrangeira no site da Receita do Brasil. Utilize esse link: Download programa GCME

1 – Uma vez baixado e instalado abra o aplicativo e clique em “Novo Demonstrativo” uma cartinha branca e depois preencha seu CPF e Nome na tela abaixo:

gcme1

2 – As ações devem ser declaradas no item “Bens, direito ou aplic. financeiras” depois em “Rend. auferido em moeda estrangeira”

gcme2

3 – Clique no botão “Novo” na parte inferior e na aba de “Identificação” vamos informar:

  • Nome: Informe apenas “x” existe um bug no aplicativo que obriga esse preenchimento.
  • Especificação: Informe a descrição da venda incluindo o ativo, código na bolsa, bolsa em que foi realizada a operação e a corretora. Algo como:

    Venda 1000 ações da Manhattan Associaties Inc Corp (MANH) na bolsa NASDAQ Stock Market (NAS) pela corretora COR Clearing LLC (Just2Trade)

  • Natureza da operação: Escolha a opção de Venda
  • Data de aquisição: informe a data em que comprou a ação
  • Data de alienação: informe a data em que vendeu a ação
  • Alienação a prestação: informe Não
  • Custo de aquisição (US$): informe o preço total em dólares que você pagou, se tiver comprado em outra moeda precisará converter para dólar. Se desejar pode considerar os custos de corretagem. Não esqueça de considerar a isenção de R$ 35.000,00.
  • Custo de alienação (US$): informe o preço total em dólares que você recebeu na venda, se tiver vendido em outra moeda precisará converter para dólar. Se desejar pode considerar os custos de corretagem. Não esqueça de considerar a isenção de R$ 35.000,00.
  • Imposto pago no Exterior: informe os Estados Unidos (código 249) no país e some o total de imposto pago direto na nota de corretagem multiplique pelo dólar do banco central do dia e informe no campo “Valor do Imposto em Reais“.
    misc feeAcima tem um resumo de uma ordem de venda minha na Just2Trade veja que o TioSam morde na fonte $0,02 dólares que é o equivalente a 0,002% da ordem. Você pode usar esse imposto que pagou la na fonte nos EUA como credito no pagamento de imposto do Brasil. Abaixo um exemplo da aba de Identificação preenchida.
    gcme

 

4 – Agora é partir para a aba de Apuração clicando nela no rodapé da tela.

  • Preencha a cotação do dólar no campo 1 da imagem, a cotação deve ser apenas a do dia que a venda foi efetuada, usar a cotação do dólar americano pelo Banco Central, caso tenha operado em outra moeda diferente do dólar americano, converta para o dólar e depois para o Real.
  • No campo 2 da imagem “Imposto Pago no Exterior Passível de Compensação (R$)” informe o valor em reais que você tem de credito pelo imposto retiro nos EUA.
  • No campo 3 o sistema exibe o calculo do ganho de capital, confira se está correto.
  • No campo 4 tem o valor que você vai pagar de imposto. Veja mais abaixo como fazer a impressão do DARF.

gcme apuracao

Imprimindo DARF

Depois de feita a declaração precisamos de imprimir o DARF para efetuar o pagamento dos impostos, dentro do programa clique no ícone da Impressora na parte superior, escolha o sua ficha na listagem que vai aparecer, em seguida escolha a impressão de Darf de Bens, Direito e Aplicações Financeiras.

darf

Recomendo também imprimir o Demonstrativo para guardar de comprovante caso passe por alguma malha fina. Selecionando a opção de DARF e clicando em OK vai aparecer uma tela para selecionar o mês e a ficha que deseja imprimir.

darf2

Ao clicar em OK o programa exibe numa tela de visualização o DARF a ser impresso, mas basicamente é só usar o código 8523 veja abaixo o DARF de teste impresso.

darf impresso

Conclusão

A conclusão é que esse é o único imposto que você vai pagar feliz, porque se estiver pagando significa que ganhou muito dinheiro, brincadeiras a parte não existe imposto que se paga feliz.

A ideia dessa serie de artigos sobre IR é trazer um pouco de luz sobre alguns temas controversos e mostrar para quem deseja investir no exterior que não é nenhum bicho de sete cabeças e que não existe nenhuma obrigação muito diferente da que já temos ao investir em ações no Brasil, ou seja burocracia não vai ser um dos motivos que vai lhe impedir de investir nos EUA.

Apesar de tentar ser o mais detalhista possível pode ser que não tenhamos abordado determinado ponto portanto os comentários estão livres para quem quiser opinar, não sabemos tudo mas o pouco que sabemos tentamos disponibilizar para enriquecer ainda mais comunidade de investidores.

Se você gostou do artigo coloque seu e-mail na coluna ao lado para receber os novos artigos diretamente na sua caixa de correio ou curta a nossa pagina no Facebook.

Declarar ações do exterior no Imposto de Renda – IR

leaoVamos a melhor parte do ano, quando fazemos o levantamento para a declaração do Imposto de Renda – IR. Ironias a parte conforme havia prometido segue mais um post da série de artigos voltados para declarações de imposto proveniente das negociações de ações no exterior.

Os exemplos que vou usar abaixo são de empresas que eu possuo na carteira e de compras que realizei ao longo do tempo no mercado Americano, portanto são informações reais.

Basicamente para declarar os investimento no exterior em ações precisamos de preencher os dividendos que recebemos e a nossa posição acionaria no exterior, o procedimento é bem semelhante a declaração de ações compradas no Brasil com leves diferenças.

Declarar Dividendos Recebidos no Exterior

Primeiro passo é declarar os dividendos que recebemos no exterior, o procedimento vai ser realizado no item: Rend. Trib. Recebidos de PF/Exterior se você não declarou os seus rendimentos ao longo do mês pelo Carnê-Leão sugiro dar uma lida nesse post antes de prosseguir: Declarar dividendos exterior no Carnê-Leão e também seria interessante ver Tudo sobre dividendos nos EUA.

Se você não tem nada de imposto a pagar pode lançar os dados diretamente no programa do IR o procedimento é bem semelhante ao do artigo que coloquei acima, se foi mais organizado e fez a declaração primeiro no Carnê-Leão, veja como exportar os dados para o programa do IR:

1 – Abra o programa do Carnê-Leão e vá no item: Exportar par ao IRPF 2015 em seguida selecione a sua declaração e escolha um local para salvar o arquivo:

carne leao exportar

2 – Voltando para o  programa de Declaração do Imposto de Renda clique no item: Rend. Trib. Recebidos de PF/Exterior em seguida clique no botão de Importar Dados do Carnê-Leão em seguida localize o arquivo que você acabou de exportar no passo anterior.

rendimentos exterior IR

3 – Veja que ele vai trazer todos os valores preenchido na coluna Rendimentos – Exterior que é o mesmo valor que foi preenchido no Carnê-Leão, como no caso de investimentos em ações nos Estados Unidos o IR pago lá é maior do que o cobrado aqui, com isso acaba não tendo nenhum debito a pagar na Declaração do Brasil.

4 – Pra finalizar clique na guia Imposto Pago/Retiro e no item 2 informe o imposto que foi retido na fonte lá nos USA, assim vai zerar o seu saldo a pagar na declaração. (obrigado ao leitor F1 por essa informação)

ir pago

Declarando as ações que você possui no exterior

Declarado os dividendos recebidos vamos informar ao fisco a nossa posição acionaria, o procedimento é bem parecido com a declaração das ações que compramos no Brasil.

1 – Abra o item: Ben e Direitos depois clique em Novo

bens e direito

Na hora de adicionar o Bem e Direito tem duas formas de se fazer a primeira que é a que eu utilizo e está descrita logo abaixo e é a mais fácil de se controlar no longo prazo.

Método de lançamento: 1

2 – Na tela que vai abrir informe o Código do bem como 31 – Ações

3 – Altere a Localização para o país que você comprou a ação, no meu caso coloquei 249 – Estados Unidos fique atendo neste item pois ele já vem marcado por padrão como Brasil.

4 – Em Descriminação informe com o máximo de detalhes possível, no caso tem alguns itens obrigatório que devem ser citados como a quantidade de ações que você possui, data que você comprou a ação, o nome da empresa e principalmente o número do contrato de cambio da remessa que você fez ao exterior para comprar a ação. Eu usei o seguinte modelo:

ACOES BOLSA XXXX (NOME DA BOLSA) – XXX (CODIGO DO ATIVO) – XXXX (NOME DA EMPRESA) – VALOR DOLAR AMERICANO US$ XXX (VALOR QUE EU COMPREI DA EMPRESA EM DOLAR AMERICANO SE FOI FEITO MAIS DE UMA COMPRA CALCULO PELO PREÇO MÉDIO EM DOLAR) – XXXX (CORRETORA) – CONTRATO DE CAMBIO XXX (NUMERO DO CONTRATO DE CAMBIO, SE FOI FEITO MAIS DE UMA COMPRA COM CONTRATO DIFERENTE VOU INFORMANDO OS NÚMEROS DOS CONTRATOS)

Você pode montar o seu modelo só lembrando que deve colocar os campos obrigatórios.

Bitcoins

Nas minhas ações que comprei com bitcoin eu tenho informado no lugar do contrato de cambio o Id da transação de envio dos bitcoins. Além disso eu guardo num arquivo a url da blockchain de remessa isso seria mais por segurança caso cair numa malha fina poder comprovar as remessas. Se não sabe o que é bitcoin veja aqui. Se quiser saber como comprar ações com bitcoins veja aqui.

Para pegar o Id da transação, na parte de Saque da Foxbit ou da sua Exchange, vá no botão de “blockchain” na linha de ID da transação. Em seguida irá abrir o site da BlockTail, copie a ID que é um numero grande, coloquei na imagem abaixo com destaque em vermelho.

transaction

5 – Em Situação informe o valor em Real que você tem da empresa, pega o preço que você comprou em dólar e multiplica pela cotação do dólar que você pagou na conversão do contrato de cambio, note que diferente do Carnê-Leão onde informamos o valor em dólar estipulado pela receita na declaração do Bem e Direito informamos o valor em dólar que pagamos na remessa ao exterior que fizemos para comprar a ação.

Tem uma controvérsia nesse lançamento da situação, como já foi debatido muitas vezes aqui nos comentários vou colocar um print de uma dúvida do “Perguntão da Receita” que tem gerado questionamentos no pessoal e depois vou explicar porque não deve seguir o ultimo parágrafo do Perguntão.

perguntao

Alguns leitores questionam se não deveríamos usar o dólar de venda da data da aquisição da ação. Bem aqui vale lembrar que cabe a interpretação do fiscal, vou passar o que o fiscal que consultei me transmitiu. Ele disse que se remessa que você faz é exclusiva pra comprar ações então é considerada originalmente em reais, você pegou X de reais e comprou Y de ações, então nesse caso não se deve pegar o dólar da data da compra, mas sim o dólar do contrato de cambio, por isso é importante você informar o contrato de cambio na descrição.

Depois se você vender aquelas ações e comprar mais ou usar dividendos pra comprar ações lá, aí a história é completamente diferente, nesse caso usa-se o dólar de venda do Banco Central da data de aquisição. Espero que agora tenha ficado claro essa questão do valor de aquisição do campo de situação, se quiser tenho algumas dicas que passo nos comentários de como fazer esses lançamentos, só garimpar lá.

Outro detalhe é que você não vai fazer atualização cambial aqui, digamos que você comprou 10 ação da Coca-Cola em 2013 e pagou na época R$ 100,00 reais nesse meio tempo o dólar dobrou de valor mas mesmo assim em 2014 você vai informar a mesma posição que tinha em 2013 de R$ 100,00. A variação cambial vai entrar apenas e quando você vender a ação da Coca-Cola aí você vai informar na parte de Ganhos de Capital, mas apenas quando você vender a ação, veja aqui.

Pra efeito organizacional eu aconselho guardar em alguma planilha ou anotação o seu preço médio em dólares e em reais, mas o valor em real usar o da remessa ao exterior.

ben e direito exterior acoes

 Método de lançamento: 2

Outra maneira de lançar os Bens e Direito é informar pela remessa, ao invés de informar ação por ação que você comprou, informe a remessa que você fez e coloca na Discriminação todas as ações que comprou, na Situação informe o valor em reais que enviou para o exterior e a medida que for vendendo vai diminuindo a Situação.

Declarar IR na receita americana

Os investidores que não residem nos EUA e operam em uma bolsa americana por aqui não precisam declarar Imposto de Renda à receita americana (IRS) tanto ganhos de capital quanto dividendos, essa isenção é independente do valor operado eu havia lido inicialmente que tinhamos uma isenção de 100k mas graças as pesquisas do Fabio Campos achou que no caso específicos de ações e dividendos na bolsa isenta o preenchimento da declaração, a isenção de 100k é apenas para venda de imóveis, comércios entre outras coisas.

ir usa

Essa isenção é valida apenas para quem não pedir a restituição dos impostos que são cobrados na fonte, tanto na operação de ganho de capital quanto na de dividendos. Como o Brasil tem um tratado de reciprocidade com os USA não há necessidade de pedirmos essa restituição pois podemos usar o imposto pago lá como forma de credito no imposto cobrado aqui.

Conclusão

Eu optei pelo método 1 pois assim ficaria mais fácil de controlar quando for realizar alguma venda no futuro, dessa forma eu mantenho um registro para cada ação e cada registro vai carregar todo o histórico de compras e vendas daquele ativo de forma mais organizada, mas apesar disso nada impede você de usar o método 2.

Lembre-se que sempre os valores informados na declaração do imposto de renda deve ser feito em Reais nunca em Dólares ou Euros.

A parte de ganho de capital vai ficar para um outro artigo, como essa parte só vamos fazer se vendermos alguma ação e nossa posição ainda é muito recente deduzi que ninguém deve ter vendido. Veja aqui o artigo explicando: Tudo sobre Ganho de Capital em Investimentos no Exterior

Sobre declarar dividendos para “receita americana” (IRS) todo o não residente ou residente alien (que eles chamam quem não tem o green card) possui isenção de declaração para rendimentos anuais de US$ 100k pra quem é pequeno investidor pode ficar tranquilo quanto a isso, agora se você possui um rendimento em ações superiores a 100k aí já recomendo procurar um profissional para lhe ajudar na declaração, no brasil tem muitos advogados e tributaristas que atuam no mercado americano, com uma pesquisa rápida no google você identifica muitos.

Pra finalizar, se você tiver alguma dúvida sobre o tema pode postar abaixo que se tiver dentro dos meus conhecimentos será um prazer ajudar.

Lembrando que apesar de ter pesquisado bastante sobre o assunto pode ter passado alguma informação relevante desapercebida ou mesmo algo possa ter mudado uma vez que se tratando de IR e receita isso é algo muito comum, dessa forma qualquer dica ou informação sobre o tema e que ainda não tenha sido abordado poste nos comentários.

Se você gostou do artigo coloque seu e-mail na coluna ao lado para receber os novos artigos diretamente na sua caixa de correio ou curta a nossa pagina no Facebook.

 

 

Cotações dólares para IR 2015/2016

Cotações dólares para IR 2015/2016

Leao-do-IREsse artigo é para aqueles que investem em ações no exterior, se ainda não sabe como investir veja Como abrir conta em corretora nos EUA e Como enviar remessas de dinheiro ao exterior, seria interessante também dar uma olhada no artigo Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos EUA e Como declarar os rendimentos no Carnê Leão.

Para declarar os rendimentos recebidos no exterior é preciso pegar a cotação do dólar americano anunciada oficialmente pelo Banco Central. A cotação a ser utilizada deve ser do ultimo dia útil da primeira quinzena do mês anterior ao do recebimento. Ficou confuso?? Para facilitar o pessoal eu criei a tabela abaixo onde coloquei a cotação a ser utilizada para cada mês, basicamente você pega o mês que você recebeu e olha na tabela a cotação do dólar daquele mês. Vamos a um exemplo:

  • Caiu na minha conta da corretora em janeiro U$ 100,00  de dividendos.
  • Pego a cotação da linha de Janeiro que é R$ 2,33 e multiplico pelo que recebi. Essa cotação de janeiro é da data de 13/12/2013.
  • Informo no carnê-leão ou na declaração anual que recebi R$ 233,00

As cotações abaixo são do ano de 2015 (exercício) e entraram na declaração a ser realizada no ano de 2016 (ano calendário), essas cotações podem ser usadas para declarar apenas os recebimentos no exterior como dividendos e alugueis de imóveis.

Cotação dólar para o Imposto Renda 2016
Mês Cotação U$ Link
Janeiro/2015 R$ 2,67  Ato declaratório
Fevereiro/2015 R$ 2,61 Ato declaratório
Março/2015 R$ 2,84 Ato declaratório
Abril/2015 R$ 3,23 Ato declaratório
Maio/2015 R$ 3,07 Ato declaratório
Junho/2015 R$ 2,99  Ato declaratório
Julho/2015 R$ 3,10 Ato declaratório
Agosto/2015 R$ 3,15 Ato declaratório
Setembro/2015 R$ 3,48 Ato declaratório
Outubro/2015 R$ 3,86  Ato declaratório
Novembro/2015 R$ 3,83 Ato declaratório
Dezembro/2015 R$ 3,80 Ato declaratório
  • Esse artigo é atualizado mensalmente, salve esse link para acompanhar as atualizações.
Cotações dólares para IR 2014/2015

Cotações dólares para IR 2014/2015

200239566-001Esse artigo é para aqueles que investem em ações no exterior, se ainda não sabe como investir veja Como abrir conta em corretora nos EUA e Como enviar remessas de dinheiro ao exterior, seria interessante também dar uma olhada no artigo Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos EUA e Como declarar os rendimentos no Carnê Leão.

Para declarar os rendimentos recebidos no exterior é preciso pegar a cotação do dólar americano anunciada oficialmente pelo Banco Central. A cotação a ser utilizada deve ser do ultimo dia útil da primeira quinzena do mês anterior ao do recebimento. Ficou confuso?? Para facilitar o pessoal eu criei a tabela abaixo onde coloquei a cotação a ser utilizada para cada mês, basicamente você pega o mês que você recebeu e olha na tabela a cotação do dólar daquele mês. Vamos a um exemplo:

  • Caiu na minha conta da corretora em janeiro U$ 100,00  de dividendos.
  • Pego a cotação da linha de Janeiro que é R$ 2,33 e multiplico pelo que recebi. Essa cotação de janeiro é da data de 13/12/2013.
  • Informo no carnê-leão ou na declaração anual que recebi R$ 233,00

As cotações abaixo são do ano de 2014 (exercício) e entraram na declaração a ser realizada no ano de 2015 (ano calendário), essas cotações podem ser usadas para declarar os recebimentos no exterior como dividendos e alugueis de imóveis.

Cotação dólar para Imposto Renda 2015
Mês Cotação U$ Link
Janeiro/2014 R$ 2,33 Ato declaratório
Fevereiro/2014 R$ 2,35 Ato declaratório
Março/2014 R$ 2,39 Ato declaratório
Abril/2014 R$ 2,36 Ato declaratório
Maio/2014 R$ 2,23 Ato declaratório
Junho/2014 R$ 2,21 Ato declaratório
Julho/2014 R$ 2,23 Ato declaratório
Agosto/2014 R$ 2,22 Ato declaratório
Setembro/2014 R$ 2,27 Ato declaratório
Outubro/2014 R$ 2,34 Ato declaratório
Novembro/2014 R$ 2,43 Ato declaratório
Dezembro/2014 R$ 2,61 Ato declaratório
Declarar dividendos exterior no Carnê-Leão

Declarar dividendos exterior no Carnê-Leão

6263542143_28e02e831e_bSe você está chegando nesse blog pela primeira vez é importante entender como funciona os dividendos no exterior, fiz um posto explicando exatamente sobre isso: Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos Estados Unidos.

Se já acompanha o blog veja como fazer a declaração mensal dos dividendos recebidos no exterior. Primeiro só recapitulando que se você investe em ações do mercado americano você não precisará pagar imposto de renda por conta de um tratado entre os USA e o Brasil.

Nessa caso como não tem nada a pagar por mês você pode deixar para fazer esses lançamento na declaração anual, você deve fazer o lançamento independente se tiver algo a pagar ou não, fornecer as informações é obrigatório. Se você é como eu e gosta de deixar tudo organizado e preparado para não ficar perdendo tempo com declaração anual eu aconselho a ir lançando os dividendos no Carnê-Leão que no final do ano tudo vai ser importado na declaração anual. Veja nesse artigo como fazer a Declaração Anual de IR para Ações no Exterior e nesse outro Tudo sobre Ganho de Capital em investimentos no exterior.

O que é o Carnê-Leão

O Carnê-Leão é um programa da receita equivalente ao imposto de renda para rendimentos que você recebe de outra pessoa física (por exemplo, gratificações, alugueis, pensão) ou que você recebe do exterior (aposentadoria, dividendos) com os quais você não tem nenhum vinculo empregatício.

Depois de lançados esses dados o aplicativo faz a verificação se você tem algum imposto a pagar se tiver ele gera uma guia de DARF para efetuar o pagamento em qualquer banco.

A vantagem de informar os dados mensalmente é que no inicio do ano seguinte ao fazer a declaração anual você manda importar essas informações e não precisa de ficar digitando tudo novamente, pesquisando cotação de dólar, pegando extrato de corretora pra lembrar o quanto foi creditado pra você, enfim eu acho que é um baita adianto e você não perde nem 10 minutos por mês fazendo o procedimento.

Como instalar o aplicativo

O Carnê-Leão pode ser baixado no site da Receita Federal, nesse link: http://idg.receita.fazenda.gov.br/orientacao/tributaria/pagamentos-e-parcelamentos/pagamento-do-imposto-de-renda-de-pessoa-fisica/carne-leao/carne-leao

Infelizmente para os nerds de plantão precisa de Java e só roda em Ruimdows, se tiver OS-x sugiro instalar um Parallels porque esses programas da receita só rodam em Windows.

Declarando os recebimentos de dividendos no exterior

  • Depois de instalado você vai abrir um novo registro com o seu CPF e Nome. Lembre-se de na Origem dos Recebimento marcar a opção Outros senão você terá que fazer via Escrituração do Livro Caixa.
  • Clique no menu lateral em: “Demonstrativo de apuração

apuracao

  • Na coluna A – Exterior informe o valor que você recebeu de Dividendos, lembre-se que deve ser informado em Real, o Dólar de conversão deve ser o  de compra do Banco Central e tem que ser o do ultimo dia útil da primeira quinzena do mês anterior ao que você recebeu o dividendo, pra facilitar montei um artigo com essas cotações e atualizo mensalmente, clique aqui para visualizar.
  • Para efetuar o lançamento clique sobre a célula do respectivo mês. O programa vai mostrar uma tela para informar o rendimento recebido no exterior. Informe no campo 2 – Outros rendimentos R$ em seguida clique em OK.

informe rendimento

 

  • Lembre-se que deve ser informado o valor bruto recebido de Dividendos, sem abater o imposto pago nos EUA, veja abaixo como entra um crédito de dividendo em sua conta na corretora:

dividendos

Note que tem um crédito que é o dividendo $ 11.77 e um debito em seguida que é o imposto do governo americano de $ 3.53 por conta do tratado mencionado anteriormente você declara isso como um imposto pago no exterior.

  • Informe na coluna B- Imposto Pago no Exterior a Compensar o valor que foi debitado na sua conta referente ao IR do governo americano. Não esqueça de converter os valores para reais no mesmo padrão que foi feito acima com os dividendos.
  • Clique na célula do mês corresponde na coluna B e informe no item 4. Imposto pago no exterior no mês R$ note que ele carrega nos outros campos os impostos que você já pagou nos meses anteriores, esses impostos pagos podem servir de credito para aquele ano.

imposto pago

O que é de fora fica lá fora

Não vai misturar as coisas aqui… esse crédito não pode ser usado nos rendimentos do Brasil são apenas para rendimentos no exterior, digamos que você tenha um imóvel em Miami e receba aluguel desse imóvel, nesse caso você poderia usar esse crédito, com imóveis alugados no Brasil esse crédito não pode ser utilizado.

Casos como o do HSBC Holdings

Eu comprei ações do HSBC em Abril de 2014 desde então venho recebendo dividendo do banco. Nesse caso o banco é inglês e existe um trato de isenção de IR para rendimentos de empresas Ingleses nos USA ou seja no caso quando recebo os dividendos do HSBC eu não tenho um pagamento de IR.

Note que esse tratado de isenção de imposto é entre Inglaterra e USA no Brasil você deve declarar esse valor e pagar imposto sobre ele. Nesse caso você não terá nenhum valor a ser creditado e o sistema irá calcular um imposto a pagar.

Se você está com uma carteira mais diversificada, como o meu caso, provavelmente os créditos que você possui das outras empresas será utilizado para cobrir o valor que você deveria pagar pelos dividendos do HSBC. Para nós é ótimo porque acabamos recebendo mais dividendos investindo em empresas como o HSBC.

A bolsa de NYSE vende ações de empresas do mundo inteiro, portanto fique atento ao comprar empresa que tenha sede fora do EUA pois pode acontecer de ter peculiaridades de impostos como foi o caso do HSBC e você precisará entender o que ocorreu.

De devedor a credor

Veja que na minha declaração eu não precisei de pagar nem um centavo de imposto, isso porque o imposto de renda cobrado nos EUA é maior que o cobrado no Brasil. Por isso você sempre será credor de imposto no exterior e não devedor.

Espero que vocês tenham gostado do tutorial, se ficar alguma dúvida pode postar aí abaixo nos comentários.

No inicio de 2015 eu devo fazer um post mostrando como declarar essas ações na declaração anual e importar esses dados do Carnê-Leão.

Se precisar de mais informações veja esse artigo: Tudo o que você precisa saber sobre dividendos nos EUA e esse artigo Declarar ações do exterior no Imposto de Renda – IR