Imigração: Porque não imigrei para os Estados Unidos

Immigration-rights-demons-008Desde que anunciei que iria imigrar para a Alemanha, alguns leitores me questionaram de porque não escolhi o país preferido dos brasileiros, Estados Unidos.  Tentei nesse vídeo listar alguns motivos principais de porque não imigrei para os Estados Unidos.

Infelizmente a gravação do vídeo ficou um pouco comprometida pois aqui em Dublin venta muito, ou talvez seja obra divina por está falando mau da america rsrsrs

Vídeo sobre: Porque não imigrei para os Estados Unidos

No vídeo comento que um dos motivos principais a não ir para os Estados Unidos é a violência, ocorre que desde o dia que gravei o video saiu o ranking de Global Peace Index, um índice que mede a violência dos países, o dado só pra corroborar com o que vinha dizendo. Olha como ficou a classificação de alguns países:

  • 1 – Iceland – Primeiro disparado por longos anos, mas nem tem gente como vai ter crime.
  • 5 – Portugal – Pra mim foi o melhor desempenho sobre custo / beneficio da lista, melhorou muito a segurança dos portugas.
  • 8 – Canada – Mesmo cenário da Iceland kkk
  • 12 – Irlanda – Olha a queda que teve de 2012 pra hoje, saindo de 6 pra 12.
  • 16 – Alemanha – num foi nem pra frente nem pra trás
  • 103 – Estados Unidos – crime nos USA nunca foi baixo, mas tem piorado com o passar do tempo. Veja que na lista ele está bem próximo do Brazil, isso é um ponto muito preocupante, porque ter a sensação de segurança é algo muito importante e isso está cada vez mais longe para os Americanos. A violência lá chega a níveis próximos do Brazil, a única vantagem lá que a impunidade é bem menor, mas isso por si só não vem evitando o crescimento da criminalidade.
  • 105 – Brazil – tem que comentar algo aqui… resta apenas chorar

Entenda a série Imigração

Essa série de Imigração trata especificamente do meu processo de imigração, falei sobre ele aqui. Estou trazendo um pouco do cotidiano de um imigrante, vamos ver os desafios que um imigrante enfrenta durante o processo e claro veremos também os pontos positivos de se viver em um outro país.

Alguns vídeos terão temais mais pessoais, outros já serão mais técnicos e por termos alguns com algumas dicas que vamos aprendendo no meio de caminho.

Remessa de dinheiro ao exterior

Esta morando fora do Brasil ou tem algum parente ou conhecido morando fora e precisa de enviar dinheiro para fora do pais, utilize a Remessa OnLine é o meio mais fácil, rápido e barato de enviar dinheiro para fora, abre o link direto aqui… ou veja nesse artigo como executar passo a passo uma remessa online.

 

Receber novidades por e-mail

Gostou do blog? Então se inscreva no campo abaixo para receber as atualizações via e-mail e curta nossa pagina no Facebook.

28 thoughts on “Imigração: Porque não imigrei para os Estados Unidos

  • 2 December 2016 at 11:47
    Permalink

    Oi VD,

    Já que o Fernando tocou no assunto de taxas de dividendos, eu queria saber o que você pensa a respeito, se não for muito incomodo.

    Como acontece essa taxação de 30%? O mercado já precifica no valor da ação? Como ela está afetando seus ativos até agora?

    Abraços!

    Reply
    • 2 December 2016 at 16:53
      Permalink

      Olá Jorge.

      O que vc ganha com valorização cambial acaba pagando e sobra essa diferença de imposto. Mas não se iluda achando que no Brasil vc não paga esse imposto. Ocorre que ai eh descontado na ponta da empresa fica pouco transparente, mas vc paga do mesmo jeito

      Reply
      • 3 December 2016 at 00:49
        Permalink

        Obrigado pelo esclarecimento.

        Eu estava vendo pela wikipédia que inclusive esse imposto é muito comum em vários países, não apenas nos EUA.

        Reply
  • 7 November 2016 at 20:50
    Permalink

    Moro nos EUA e Canada.

    Violencia nos EUA eh muito mais baixa do que no Canada. Com o Brasil nem se compara.
    Claro que depende onde voce mora. Se for para a periferia de Detroit, claro que a violencia deve ser pior do que Sao Paulo.
    A diferenca do Canada eh voce vai encontrar muito mais imigrantes (proporcional) do que nos EUA e, sem politicamento correto, imigrantes com menos qualificacao profissional e mais dependentes do Estado.
    Vi seu video sobre a decisao de ir para a Alemanha. Faz todo o sentido pois voce quer educacao de graca e qualidade para o/a filho/a. Aqui nos EUA para mandar seu filho para alguma escola publica decente voce teria que morar em alguma regiao nobre, o que um aluguel nao sairia por menos de $3-4k por mes. Daycare entao, uns 1-2k por mes.
    No Canada e Europa se tem varias beneses socialistas para mandar filhos para a escola e daycare, o que nao se tem muito nos EUA. E para um cara que ganha no Brasil e mora fora faz todo o sentido. Alias, foi por isso que nao te deram o visto no Canada. Eles querem peoes para trabalhar e pagar impostos de renda de mais de 40% la e nao somente pessoas que vao utilizar o sistema de welfare do pais.

    Reply
    • 8 November 2016 at 00:11
      Permalink

      Olá Cleber

      a impressão que temos é que o Canada as coisas a nível de violência são bem mais tranquilas.

      sobre pagar impostos isso não dá pra fugir muito, vai rolar aqui ou na alemanha ou nos USA

      só duas coisas sao certas na vida, a morte e que iremos pagar impostos

      Reply
  • 7 November 2016 at 09:13
    Permalink

    Cara, até concordo com seu vídeo, mas vamos à lista abaixo:
    1 – a segurança nos EUA depende muito do lugar onde você está. Se o porte de armas é liberado, a criminalidade já cai muito.
    2 – educação até onde vejo em certos lugares é tão esquerdista que é melhor nem ter. para isso existe o homeschooling.
    3- a questão da saúde lá realmente é meio preocupante. Mas acho que se a Killary ganhar ela deve expandir o Obamacare…
    Agora quanto à parte de imigração realmente vou ter que concordar até o canadá está anos luz à frente.
    Mas porque você não escolheu um país melhor tipo noruega ou finlândia?

    Reply
    • 7 November 2016 at 12:42
      Permalink

      Olá HF

      1 – concordo contigo, inclusive falei exatamente sobre isso no video, só esqueci de falar do porte de arms.
      2 – estudar em casa vai te livrar do problema primário o ponto que coloquei não foi escolas primarias, mas sim ensino superior, você está fazendo a comparação errada não disse nada sobre escola primaria no video, então nem entra isso em consideração.
      3 – o problema dela melhorar o Obamacare é que vai quebrar ainda mais as finanças publicas americanas, e endividar ainda mais o país, não sei se seria o caminho correto, pois provavelmente teríamos um aumento de imposto para sustentar esse socialismo barato, já vivemos isso aqui no brasil.

      sua ultima pergunta vou responder no video de comentários que vai ao ar essa semana, veja lá que vai entender porque.

      Reply
  • 4 November 2016 at 15:28
    Permalink

    Antes de criticarem o índice, reúnam argumentos mais fortes

    Se virem quais são os países acima dos EUA, verão que o índice está correto.

    Ser brasileiro e achar que EUA é seguro por ter passado férias na Florida é uma coisa. Difícil é morar em Detroit. Entendedores entenderão.

    Reply
    • 4 November 2016 at 15:31
      Permalink

      na metodologia diz que leva em conta os conflitos externos e convivência com vizinhos isso pesou na queda dos USA

      Reply
  • 4 November 2016 at 14:17
    Permalink

    Prezado VD, boa tarde.

    Eu também tenho o desejo de imigrar e já pesquisei bastante sobre os EUA. Tenho parentes que já moram lá. Vou colocar aqui alguns pontos sobre coisas que você falou e sobre o meu ponto de vista para enriquecer o debate:

    1) Realmente a Saúde nos EUA é cara, mas também é a mais avançada do mundo. Essa história de que as vezes as pessoas contam que o cara entra no hospital e vai a falência, isso acontece se você não tiver plano de saúde. Assim como também pode acontecer no Brasil. O preço de um plano de saúde nos EUA não é inacessível, dá para pagar e boa parte da população possui. Aliás, os EUA são o país dos seguros. Lá a população tem uma cultura de fazer seguro para tudo.

    2) Quanto à educação, entendo o seu ponto de vista de que é cara. Porém, se você observar também, as melhores faculdades do mundo estão nos EUA. É só ver os rankings que são publicados anualmente. A maioria das top10 está na América. Estas faculdades de ponta (MIT, Harvard, Stanford, Columbia, Yale, etc) com certeza são caras. Quanto você compara uma faculdade da Europa com uma faculdade dessas, o ideal seria que a comparação não fosse apenas em relação ao preço, mas sim em termos de qualidade também. Nos EUA também existem faculdades que são de um nível intermediário e de um nível mais baixo. Assim como também ocorre no Brasil. Você pode estudar aqui em uma faculdade de ponta e gastar R$3.000,00 ou pode pegar uma que tenha a mensalidade de R$200,00.

    Vale destacar que este gasto em educação eu vejo como um investimento. Pagar caro, por exemplo, para estudar em uma dessas faculdades de ponta dos EUA abriria muitas portas para a sua filha e ela certamente obteria o retorno desse investimento ao longo de sua carreira.

    3) Um outro ponto que eu gostaria de mencionar, é sobre mercado de trabalho. Hoje eu vejo o mercado dos EUA em termos de liberdade econômica, desburocratização, leis trabalhistas, investimentos, oportunidades para ganhar dinheiro como muito mais promissor do que o europeu. Isso vale tanto se a pessoa tiver pensando em formar uma carreira como se também estiver pensando em empreendedorismo. Não é a toa que muitos estudantes dessas melhores faculdades acabam optando por uma carreira de sucesso ou por abrir o próprio negócio.

    4) Em relação à segurança, o que eu vejo nos EUA é que tudo depende de onde você está. Você pode morar em lugares que são super seguros, como também pode morar em locais periféricos com índice de criminalidade maior. Vai depender do seu poder aquisitivo. Uma pessoa que conseguiu a independência financeira e que tende a fazer a bola de neve crescer cada vez mais, consegue morar em um lugar bom e seguro. Expliquei isso pq não dá p/ generalizar que nos Eua é mais perigoso, é muito relativo dependendo de onde você mora. Tem a questão também de que lá o sistema judiciário funciona.

    Expliquei tudo isso só pra concluir e te dizer que nos EUA, se você tiver dinheiro (independência financeira), você consegue ter segurança, educação e saúde de 1º mundo.

    Ainda acrescentei mais um item que acho que você deveria considerar na análise que são as perspectivas/oportunidades de trabalho ou para criar novos negócios.

    Os países europeus oferecem algumas dessas coisas de forma semi-estatal, mas para manter todo este wellfare state isso tem um custo alto de impostos. Você menciona quanto deixaria de gastar nos EUA ao evitar alguns gastos, mas você também já colocou na ponta do lápis qual seria o peso dos impostos entre morar em um país europeu ou nos Estados Unidos? Não tem almoço grátis meu amigo, a conta vai sair de algum lugar.

    Voltando ao assunto da segurança, os EUA possuem lugares bons e ruins, conforme eu mencionei. Mas para uma comparação mais justa com a Europa, você teria que considerar também as hordas de imigrantes e refugiados que muitas vezes têm causado problemas sérios em alguns países, inclusive na Alemanha. Existe muita gente honesta e trabalhadora que vem fugindo da guerra, mas junto infelizmente também vieram pessoas mal intencionadas.

    Por fim, gostaria de comentar uma última questão menos importante que recordei, mas que vale também mencionar. Considerando que a maior parte da sua carteira é formada por empresas e REITs americanos, você como estrangeiro já perde uma mordida de 30% dos proventos, enquanto que se fosse cidadão americano teria um recolhimento menor.

    https://en.wikipedia.org/wiki/Dividend_tax

    Dependendo de qual for o tamanho da sua bola de neve, esse % a mais ou a menos um dia pode fazer a diferença.

    Um abraço.

    Fernado

    Reply
    • 4 November 2016 at 15:24
      Permalink

      olá Fernando

      1 – os seguros sao uma maravilha, tanto que tenho algumas empresas dessas na carteira, mas olhando do lado do usuário o seu seguro vai ser legal até o dia que vc pegar algo que ele não consiga cobrir.
      2 – vc nao precisa de estudar na melhor faculdade do mundo, vc so precisa de estudar na melhor faculdade onde está o seu circulo de vivencia, veja só no brasil se vc está num mercado perto dessas tops brasileiras vc precisa de entrar nelas senão fica de fora, o problema de se morar nos USA q vc vai entrar num mercado com gente que estudou nessas tops do mundo, então sim vc terá que fazer essas tops pra ser competitivos. (odeio usar top, soa tão jovial mas fazer oq… não tinha outro termo melhor)
      3 – concordo sobre o mercado de trabalho, se o cara está no meio da jornada e em busca de emprego, parte pros USA que é a melhor opção, UE não é lugar ideal pra se fazer dinheiro
      4 – concordo dependendo de onde mora dá pra levar de boa, até falei isso no video, mas eu quero ir para onde estão as melhores oportunidades, pensando no futuro da minha filha, por esses lugares a violência tende a ser maior proporcionalmente, isso vale pra qualquer país

      Reply
  • 4 November 2016 at 14:01
    Permalink

    Mestre, permita-me meu aparte.

    Esse ranking tá de sacanagem né? Comparar EUA com Brasil e colocar eles perto?
    Sério. Deve ter sido feito por um eleitor da canalha Hillary ou do Obama.
    Tem que ver que boa parte da violência nos EUA é entre gangues, ou em guetos ou em periferias muito pobres.
    Numa área normal, residencial, que tem pessoas educadas e trabalhadoras = zero.

    Depois do FATCA a cidadania americana se transformou num estorvo. Pagar impostos para os EUA em qualquer atividade comercial no mundo é uma tremenda sacanagem. Muita gente está renunciando ao Green Card por causa disso. O cidadão americano é um escravo fiscal global. Eu já pensei muito em ir para os EUA, mas hoje em dia desopilei.

    Não gosto da idéia de morar em países socializados, uma pena isso estar se espalhando pelo mundo. Na Alemanha você vai ganhar bem, mas vai pagar muito imposto pra sustentar vagabundo igual aqui, e isso a gente sabe que só tende a piorar, a demanda pelo Wel fare nunca vai parar de crescer, e fora a imigração islâmica que assola a Europa. Penso em imigrar para Cingapura, Austrália ou NZ. Ficar amigo do Eduardo Saverin. ehehehe

    Numa fase mais tardia da vida, Portugal é uma boa, ou Panamá, ou ambos. Abraço.

    Você pode virar nômade digital um dia, já pensou nisso?

    Reply
    • 4 November 2016 at 15:14
      Permalink

      Olá FS

      Sobre ranking acho que o USA caiu algumas casas por conta de conflitos com outros países, mas a coisa lá não está tão bacana, vc pega índices de homicídios e vc encontra numeros próximos a da Russia e Africa do Sul, países bem menos desenvolvidos, claro que bem longe dos brasileiros, tipo só umas 5x menos kkk

      sobre os eleitores acho que vc se confundiu, foi do Trump. Porque qual o propósito do Obama e Hilary atirarem no próprio pé, boa parte dos crimes sao cometidos por imigrantes ILEGAIS e também tem o fato de que a admin Obama deixou esses números subirem muito, coisa de governo esquerdonho.

      Sobre pagar imposto, cara eu não vejo problema quanto a isso, todo país tem suas maneiras de se livras de impostos legalmente, se você descobrisse o quanto que minhas empresas economizam com pagamento de impostos você cairia pra trás. O problema não é pagar imposto, o problema é pagar e não ver resultado, vocês está acostumado que aqui no Brasil pagamos muito e não tem retorno algum.

      Vou comentar sobre esse lance dos impostos num video que estou fazendo com os comentários da galera é um tema legal.

      Sobre portugal cara se não tivesse filhos, não pensaria duas vezes, seria a primeira opção, agora com criança não rola a economia dos caras sao para idosos kkk

      Sobre ser nomade nao rola por conta da minha filha, como vou coloca-la na escola pulando de galho em galho.

      Reply
      • 4 November 2016 at 18:52
        Permalink

        Ei, outra coisa, vc já pensou em abrir sua empresa em paraíso fiscal e ficar faturando por lá? Tem como? é verdade, a menina vai atrapalhar seus planos de nomadismo. ehehehe mas a educação da Alemanha é top. Só não deixe ela fazer nada de Humanas pra não virar esquerdinha. Na Alemanha o que manda é tecnologia mesmo. abraço.

        Reply
        • 4 November 2016 at 19:40
          Permalink

          Existe uma lei na RF que se for enviar remessa de dinheiro para paraíso fiscal vc deve recolher o IR na remessa, veja que não é sobre o lucro ou quando fizer a liquidação, mas quando o seu dinheiro sair daqui, por isso a repatriação ilegal bateu recorde, eu prefiro manter dentro da legalidade pra não ter dores de cabeça

          sobre os esquadrinhas na escola, bem as coisas devagar estão começando a mudar por lá, olha que quem deu a noticia foi um canal jornal esquadrinha do brasil, mas se essa moda pega aqui no brasil vamos ficar sem professores de humanas http://operamundi.uol.com.br/conteudo/geral/45558/aluno+de+doutorado+e+impedido+de+dar+aulas+em+universidade+da+alemanha+por+ser+comunista.shtml?cmpid=fb-uolnot

          Reply
          • 5 November 2016 at 01:56
            Permalink

            Esse Opera mundi é um jornal claramente esquerdista. VD, vc não iria fazer remessa para sua conta off shore. Vc iria mandar os clientes pagarem diretamente na conta dela, entendeu? Eles pagariam imposto a mais por isso? Essa repatriação foi uma mão na roda pra todo mundo. O que teve de dinheiro de máfia, tráfico, corrupção e etc, retornando só pagando essa multa e sem declarar a origem, putz… é o pacotão da alegria gestado ainda pela Dilma… Deve ter muito dinheiro que o PT roubou aí dentro, se roubou 100% e tá devolvendo 30% ainda é um negoção, e ainda tudo legalizado. Foi o maior trem da alegria que vi na vida aqui em termos de política.

            Abraço

          • 5 November 2016 at 08:20
            Permalink

            Meus clientes mau sabem pagar boleta quanto mais fazer wire internacional kkkk

            Trabalho com pequenos empresários não atendo gente grande igual oc

            Li uma reportagem esses dias que o Renan vai renovar essa parada da repatriação porque foi um sucesso.

            Me deixa pé da vida porque quando vamos mandar dinheiro legal do fruto do nosso trabalho temo que mostrar e apresentar milhão de documentos comprovando a origem. Agora dinheiro de propina e tráfico isso pode ir e vir livremente

    • 4 November 2016 at 18:20
      Permalink

      Frugal,

      Exatamente, seu comentário foi perfeito!

      A respeito do FATCA, poderia abordar mais sobre ele?

      Abraços.

      Reply
      • 5 November 2016 at 02:01
        Permalink

        Livr3, o FATCA é o seguinte, se você for um cidadão americanoe for vender um côco em Ipanema, vai ter que pagar o imposto do lucro do côco também para o governo dos EUA, considerando a receita bruta. É totalmente imoral, imagina abrir um supermercado, um açougue, uma empresa de serviços, ou algo assim… Inclusive investimentos financeiros em outros mercados também vão ter que pagar imposto para os EUA normalmente. Por exemplo, um americano vivendo aqui no Brasil e com muito dinheiro na bolsa em ações ou fiis iria ter que declarar e pagar IR sobre todos os rendimentos dele aqui, em média uns 35%. E se vc ou eu pegarmos cidadania americana com uma puta carteira aqui no Brasil iríamos ganhar mais essa taxação. Enfim, financeiramente falando, ser cidadão americano é o inferno na terra. Eu tenho um amigo americano aqui que é pesquisador-bolsista da universidade, ganha bolsa-lixo para sobreviver, foi abrir uma conta no bradesco aqui, o PRIMEIRO papel que a gerente trouxe foi o do FATCA. Todos os bancos e instituições financeiras do mundo, quando vão negociar com americano, mandam todos os dados pro tio Sam. E muitos deles se recusam a abrir conta pra americanos pq as multas são pesadas. É muita frescura e muita burocracia aquele país, governo enorme. Abraço.

        Reply
        • 5 November 2016 at 02:36
          Permalink

          Livr3, se voce colocar no google “why americans are renouncing their citizenship” vão aparecer muitos artigos para ler.

          como este por exemplo: http://www.forbes.com/sites/robertwood/2016/05/06/many-americans-renounce-citizenship-even-before-president-trump/#5cf352012b66

          Aumentou mais de 5600% desde a Era Bush.
          E ainda teve um senador americano canalha que propôs a Lei Saverin, a qual diz que o cidadão americano que renunciar à sua cidadania, fica impedido permanentemente de colocar os pés novamente nos EUA para sempre. É um brincante mesmo esse senhor. Não sei se a lei já foi aprovada, foi recebida com entusiasmo. Os parasitas da quadrilha estatal sempre vão ter medo de perder escravos.

          Reply
          • 5 November 2016 at 08:27
            Permalink

            Diz o Trump que vai acabar com o FACTA isso tá causando tanta treta la que foi um dos pontos chaves da sua campanha

        • 5 November 2016 at 12:12
          Permalink

          Frugal,

          Obrigado pelos esclarecimentos!

          Estava por fora dessa cobrança, porém, como isso pode ser considerado legal? Os americanos, que prezam tanto a sua liberdade, aceitam isso de braços cruzados?

          Pagar imposto vivendo, e usufruindo, dos EUA, tudo bem, agora pagar imposto mesmo sobre(vivendo) na Banânia é simplesmente INACEITÁVEL!

          Eu nem sou americano e fiquei revoltado com isso, rs.

          Abraços!

          Reply
          • 5 November 2016 at 23:07
            Permalink

            É livre, os caras ficaram muito putos com isso, pra variar o caldo engrossou no governo do comuna Obama, tem muita gente pedindo renúncia de sua cidadania americana, principalmente quem já morava fora ou tem muitos negócios fora. É totalmente imoral isso.

  • 4 November 2016 at 12:17
    Permalink

    VD… o que voce pensa a respeito da Austrália e Nova Zelândia ? Minha maior vontade é de morar na Islândia..Outro país que quero muito conhecer é a Irlanda.

    Reply
    • 4 November 2016 at 14:57
      Permalink

      olá Victor

      sao opções, mas o fuso horário pra mim seria um pouco complicado, como disse tem gente que vai ter perfil pra imigrar pra determinados países.

      Reply
  • 4 November 2016 at 10:12
    Permalink

    Grande VD,

    Mas será que dá para levar esse ranking a sério?!

    Eu sei que Canadá e Portugal são realmente MUITO seguros, porém, não acredito que os EUA sejam tão ruim assim nesse aspecto, principalmente em comparação com o Bananão. Não posso assistir o vídeo agora, contudo, além da “suposta” violência, quais outros motivos levaram você a não escolher a América?

    Abraços!

    Reply
    • 4 November 2016 at 10:20
      Permalink

      Olá IL

      Esses rankings nunca representam a situação real, mas chegam próximo, uma coisa é inegável a violência americana está em níveis alarmantes, provavelmente fruto dos esquerdinhos por lá.

      Talvez o Brasil esteja bem pior que o apresentado ali se vc mora perto de uma favela ou comunidade de baixa renda onde a violência tende a ser maior, mas a percepção tem que ser geral, por ex na minha cidade que era do interior eu me sentia super seguro lá, então claro que vai ter lugares com níveis mais altos que o do índice e outros com níveis mais baixos.

      Sobre os outros pontos vc precisa ver o vídeo pra descobrir kkk

      Reply
      • 4 November 2016 at 13:05
        Permalink

        VD,

        Entendo, porém, continuo discordando desse ranking. É evidente que a sensação de segurança nos EUA é anos-luz à frente que a da Banânia, logo, não faz o menor sentido os dois estarem tão próximos na classificação.

        A América, na minha opinião, tem que ficar no MÍNIMO entre os 50 primeiros.

        Abraços!

        Reply

Deixe o seu comentário: