Treta no Desenv 🧑‍💻 – #MN39

14
388

Continuando na sequência dos três vídeos gravados em março. Agora nesse episódio mostrarei o desafio que enfrentei no setor de desenvolvimento da empresa, quando 60% da equipe do setor pediu demissão em simultâneo.

Com a pandemia do Covid, os comunistas da equipe surtaram completamente pensando que iriam morrer por conta do Vírus do Partido Comunista chinês.

Como fui bem incisivo falando que não iriamos trabalhar remoto, eles surtaram com isso e pularam fora do nosso barco. Buscaram outro trabalho que oferece-se um emprego remoto.

Fiquei com um baita de um problemão na mão, pois estávamos com vários projetos novos na rua, e inúmeros outros já em desenvolvimento. Não tinha como praticamente eu e outro programador mais experiente tocarmos tudo isso sozinhos.

Contratar outros com experiência nessa área é muito difícil. O tempo não estava a nosso favor. Tive que parar alguns projetos de novos produtos que estávamos para implementar, outros foram colocados na geladeira, e centralizamos as nossas energias nos mais urgentes e cruciais para o negócio.

Apesar deles saírem todos em simultâneo, não poderia deixar as coisas desandarem, afinal tinha diretamente outras quarenta e poucas famílias dependendo do nosso trabalho, isso sem contar os demais profissionais envolvidos indiretamente na nossa cadeia de produção.

Tivemos que nos desdobrar para tocar os projetos e treinar novos programadores em simultâneo. Foi duro, sacrificante, mas conseguimos.

Confira em detalhes o que rolou nesse vídeo:

Quer saber um pouco sobre o histórico da série, então acompanhe essa categoria Meu negócio no nosso blog.

14 COMMENTS

  1. Oi Vvd,

    Quando vi você postando que voltou trabalho presencial pensei: Vai vazar todo mundo!

    Mercado tá muito bom para programação. Tudo globalizou e hoje em dia dá para trabalhar em empresas de fora ganhando em dolar e trabalhando de home office. A não ser que o salário que você pague seja competitivo, porque o cara ficaria na sua empresa?

    • Ola D

      essa semana recebi um garoto que tava trabalhando home office desde o começo da pandemia, ele queria uma vaga presencial, nao aguentava trabalhar Home office, ele achou péssimo

      tem gente que tem perfil para isso, eu particularmente trabalhei minha vida toda remoto, nao vejo problema para isso, mas o que vejo é que são poucos profissionais com esse perfil

      a maioria acaba muitas vezes entregando um resultado pífio fora do escritório.

      minha estratégia tem sido buscar esses caras que querem trabalhar mais firme no presencial…

      meu melhor programador lá e meu braço direito, diz tb que prefere muito mais trabalhar presencial

      eu vejo a produção da minha equipe e comparou com os concorrentes q estão Home office, é uma diferença grande na entrega de resultado e também na qualidade do mesmo

      estou tirando vantagem disso e aproveitando para crescer nessa adversidade.

      como falei atrás com outro comentário, meu lance tem sido formar o cara desde a base

      to igual aqueles times pequenos querendo jogar a premier League, contrato garotos da base e tenta ir pro campeonato, se chegar no mata-mata já é lucro.

      • Oi Vdd,

        Esta estratégia de já formar uma equipe que gosta do trabalho presencial é boa com certeza. Tenho amigos que também preferem.

        Quero comentar com você sobre estar questões de pandemia, sem entrar na esfera política, prefiro não discutir. Minha experiência foi que meus pais pegaram, 2 tios meu pegaram, 2 primos, todos ao mesmo tempo. Em certo momento estavam meu tio e minha mãe no CTI, meu pai internado, e eu fiquei de acompanhante do meu pai que estava internado. O que vi foi hospital completamente lotado e só com COVID. Infelizmente minha mãe e meu tio faleceram.

        Sobre a neura que você comentou no vídeo, eu fiz parte dela. Depois disso tudo ai passava álcool até na cara. Sou programador C# também e se me falassem que teria que sair do home office mina atitude seria tipo a dos caras que trabalham com você.

        Só tentando de passar uma visão de quem está do outro lado. Mesmo o cara trabalhando presencial, a não possibilidade do home office é uma vantagem a menos que ele tem e que poderia ter em outras empresas que ele poderia escolher presencial ou remoto. Acho que o cara precisa ter outras vantagens na sua empresa para ele olhar e pensar: “aqui não posso trabalhar home office mas tenho tal beneficio tal e tal, por isso vale a pena ficar aqui”

        • Ola D

          Meu sentimentos pela sua perda. Tive um tio que morreu também de Covid, logo no começo da pandemia, ocorre que um tempo atrás perdi um outro parente de acidente de carro e nem por isso fiquei paranóico com transito, você tem que se cuidar? sim, mas existe um limite do racional para tudo.

          Esse ponto do benefício é importante, isso que estamos tentando fazer com a equipe, são mudanças que vão acontecendo com o tempo, mas já estamos trabalhando para melhorar esses aspectos.

  2. Meu amigo, hoje profissional de TIC está sendo disputado a tapas pelo mercado nacional e internacional, em especial por este último que paga salários em moeda forte com a opção do home office.

    Vai chegar uma hora que o mercado nacional entrará em colpaso pela falta de profissionais qualificado, em especial os desenvolvedores, os de infra cloud e os devops.

  3. É complicado mesmo, eu já trabalhei com desenvolvimento de software e sei que demora para os novos funcionários aprenderem os padrões de desenvolvimento que a empresa adotou, entender o funcionamento dos sistemas existentes o que as alterações podem gerar de impactos, a tendência é aparecer muitos bugs nos primeiros meses. Boa sorte!

    • Ola B

      isso é o mais complicado pra mim, a questão dos bugs, pq la na nossa empresa nos temos a cultura de zero bugs, então cada novo funcionário é um martírio para mim pois acaba gerando mais desses bugs.

      mas essa é a guerra

      faz parte do game

      obrigado pela força B

  4. Desafios de ter empresa, e isso é bem dentro da realidade. Cai no erro quem acha que vai estar tudo redondinho sempre. O Problema que as vezes faz uma empresa quebrar é tomar decisões em momentos bons da empresa, que alavanquem ela e depois quando vem a porrada tá frágil.

    Eu já tive problema similar com equipe de vendas, e Gerente Comercial. Tivemos muita dificuldade de se recuperar, mas fomos persistentes e reestruturei até acertar.

    Hoje eu já trabalho com algumas atividade que não vão mais para funcionario como responsável principal. Exemplo, meu outro socio que atende pessoalmente os grandes clientes da empresa e os fornecedores. Antigamente tínhamos um Gerente Comercial que ficava mais envolvido, hoje acabamos com esse cargo e temos um “Supervisor Comercial” para ajudar meu outro socio com a demanda mais operacional.

    Imagina se vc dependesse muito de um cara desses que deu problema. O Core da empresa eu creio que precise estar na mão dos socios, ou em controle direto.

    Entra tambem o problema da distancia, quando vc ta em outro pais, dificulta o seu poder de ação em momentos de problema na empresa. Hoje eu moro no Brasil, trabalho boa parte do tempo remoto (poderia estar em qualquer lugar), mas com a base aqui eu tenho uma resposta rapida em momentos complicados.

    • detalhe, eu ja discuti isso que vc relatou com a empresa do ERP que eu uso. De acordo com ele, conseguiram trabalhar remotamente sem perdas. Mas eu vivo tendo problemas com suporte dele, demoram muito para responder coisas básicas até que seriam resolvidas em minutos.

      Também acho que não temos maturidade no brasil para trabalho remoto.

    • tb penso assim com relação ao core do negocio, nao digo nem que esteja na mão do sócio, mas em negócio pequeno como a da maioria dos empresários brasileiros o ideal é que os donos tenham total conhecimento pratico das atividades, de forma que se for preciso ele consiga treinar ou mesmo fazer tal tarefa.

      sobre a questão do país é outra variante ainda complexa, pq os caras esperaram eu voltar para Alemanha para poder pedir a demissão, sem sacanagem foi uma semana que tinha chego e pediram pra sair.

      aí além de ter que treinar dois ao mesmo tempo, tive que fazer isso remotamente.

      • Certamente ainda fizeram isso de sacanagem.

        Tivemos problema uma vez com um gerente comercial, o cara 1 semana antes do casamento do meu socio que ainda ia emendar a viagem de lua de mel, falou que tava recebendo uma proposta maior para ir trabalha em outra empresa. Pura sacanagem, so que quando o cara faz isso vc precisa não entrar na onda. E não caimos na historia, ele continuou na empresa sem o aumento e depois desligamos ele.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here