Porque investir em uma empresa de Crescimento de Dividendos

Gold Coins and plant isolated on white backgroundEu já falei aqui antes o que são empresas de crescimento de dividendos e como seleciona-las. Dividendos são maravilhosos pois geram uma renda passiva para o investidor, claro que há o “trabalho” inicial envolvido na análise e avaliação das ações mas uma vez que você possui um pedaço de uma empresa, esse pedaço de propriedade vai lhe gerar mais e mais renda ao longo do tempo, assumindo claro que a empresa continue a ser cada vez mais rentável. Essa renda vai vir até você não importa o que você faça.

Esta é uma das principais razões que eu amo investir em empresas de crescimento de dividendos, quando eu me tornar independente financeiramente, quero ser capaz de me concentrar em tudo o que eu realmente gosto de fazer: ler, escrever, viajar, passar um tempo com a família e trabalhar… sim eu adoro o que faço, mas não gosto de fazer com a pressão de ter que gerar resultados, existe aquela sutil diferença entre ter que e querer.

Filtro automático

Descobri que empresas com vários anos de crescimento de dividendos – pelo menos 20 anos – são capazes de crescer os dividendos por décadas isso porque são amplamente rentáveis. Apenas escolhendo investir em empresas com esse perfil você já está automaticamente filtrando a maior parte do lixo pra fora. Eu não estou dizendo que as ações que não pagam dividendos são um lixo, mas sim que está limitando de pegar um ação que não seja capaz de aumentar os lucros e dividendos por longos períodos de tempo.

Há milhares de empresas de capital aberto no mercado americano, por alto existe menos de 540 empresas que cresceram os dividendos por mais de 5 anos consecutivos. Desse total 106 tem levantado seu dividendo a mais de 25 anos consecutivos. Isso reduz consideravelmente o trabalho de fazer um pente fino para localizar a empresa que lhe agrade, assim ao invés de pesquisar numa base de milhares você reduz para apenas uma centena.

Crescendo os dividendos também cresce os lucros

Você simplesmente não pode crescer um dividendo por longos períodos de tempo sem ser capaz de sustentar esses pagamentos crescentes para os acionistas com o aumento do lucro.

Pense nisso. Vamos dizer que você possui um negócio local. Pode ser qualquer coisa, mas vamos supor que seja um restaurante, digamos que você tem alguns investidores que liberaram um capital para você levantar o negócio, esses proprietários parciais querem dividendos regulares sobre seus investimentos. Ainda pior com o passar do tempo eles querem mais e mais dinheiro. Esses investidores são gananciosos!

Bem, se você não está crescendo o seu negócio de onde é que esse dinheiro vem? Normalmente você tem duas opções: Você pode contar a estes proprietários parciais que você não tem dinheiro para dar, ou você pode sair e pedir emprestado o capital para pagar esses investidores. Mas isso só vai funcionar por um tempo, você tem tanta divida que os juros estão comendo o seu fluxo de caixa. Seu balanço está cada vez mais curto e eventualmente ninguém vai lhe emprestar mais dinheiro.

Você não pode pagar cada vez mais dividendos décadas a fio se a sua empresa não crescer os lucros também. Então concentrando-se no crescimento dos dividendos, naturalmente você vai encontrar empresas com o crescimento do lucro.

Além disso, o compromisso da empresa com os acionistas em manter um pagamento crescente dos dividendos, não só obriga a empresa a crescer, mas também força a gestão tomar decisões mais prudentes com o capital que sobra. Quando uma empresa está enviando uma parcela significativa dos lucros para os proprietários, a sobra de dinheiro tem que ser usado com sabedoria, a fim de maximizar a eficiência e o retorno sobre o patrimônio. Isso cria uma cultura de boa tomada de decisões por parte da gestão, o que é um bom sinal para os acionistas.

Elimina o Sr. Mercado

Imagina que você alcançou a independência financeira e por conta de um mercado em queda você tem que voltar a trabalhar porque o rendimento dos seus investimentos está em baixa.

A vantagem dos dividendos que você pode eliminar o animo do Sr. Mercado completamente. Os dividendos vão fluir diretamente da empresa para o seu bolso. Então se o Sr.Mercado está de mau humor, você será pago independente do animo do mercado as empresas anti-cíclicas e de crescimento de dividendos irão continuar a gerar frutos. Se o Sr.Mercado está num bom estado de espirito, você também será pago.

É muito bom saber que seus investimentos irão fornecer o sustento necessário para pagar suas despesas, em vez de ter que confiar em um mercado de ações inconstante. Você é proprietário de uma empresa não um corretor da bolsa. Seguindo essa estratégia você pode se concentrar menos nas cotações de ações e muito mais nos rendimentos que vão cair na sua conta.

Conclusão

Eu sou um investidor em empresas de crescimento de dividendos e acredito que é uma estratégia interessante para quem tem paciência e temperamento necessário para investir em ações e que não queira correr grandes riscos em troca de uma rentabilidade exorbitante.

Eu acredito nessa estratégia, mas eu encorajo você a encontrar a estratégia que funcione melhor pra você e suas necessidades. Pode não ser investir em empresas de crescimento de dividendos, mas seja o que for, certifique-se de aprender o máximo que poder sobre e use todas as vantagens que poder.

Veja a lista com as empresas que pagam dividendos crescente a mais de 5 anos.

18 thoughts on “Porque investir em uma empresa de Crescimento de Dividendos

  • 17 January 2015 at 21:52
    Permalink

    Olá VD,
    Estou chegando agora no blog. Mt bom por sinal.
    Ano novo , metas novas. (espero q consiga manter essas por bastante tempo.)
    Me comprometi a publicar meus investimento , que nem voce esta fazendo.
    Gostei da metodologia que voce adotou e resolvi copiar.
    Estou no comeco (90% da carteira em LCA =D)
    Mas gostei de TD, FII, e Acoes de Dividendos irei estudar elas com mais afinco e ir migrando aos poucos.

    Voce fez algum curso sobre FII e Acoes de Dividendos?
    Recomenta algum site/livro/forum etc (alem do seu claro)?

    Abracos

    LB

    Reply
    • 18 January 2015 at 02:27
      Permalink

      Olá luizbarsi

      Obrigado pelo apoio, bom saber que o blog está lhe ajudando de alguma forma.

      Bem sobre cursos é meio complicado achar algo voltado para o investidor que deseja o Buy&Hold (presumindo que vc esteja com esse objetivo) o que mais vai encontrar é estudos voltados para o Trader (afinal as corretoras ganham grana em cima desses caras).

      Mas quanto aos livros eu aconselharia a começar pelo livro do Jeremy Siegel – Investindo em ações longo prazo. Ele vai lhe dar uma boa base o mais importante é entender a metodologia do cara, talvez quem expresse melhor esse método do Siegel seria o portal do Bastter, também vale a pena conferir.

      Tem um post no blog do pensamentos financeiros que traz uma compilação de livros eu não tou com o link aqui mas vc pode acessar aí do lado nos blogs parceiros, pra resumo seria o seguinte

      •   Avalição de empresas - Damodaran
      •   Avaliação de investimentos - Damodaran
      •   Expected Returns - Antti Ilmanen (livro avançado)
      •   Crash - Alexandre Vergignassi (fala sobre as crises no mercado financeiro)
      •   Bumerangue - Michael Lewis (crise na europa de 2008)
      •   Salve-se quem puder - Edward Chancellor (sobre bolhas mas não aborda a de 2008 porque é mais antigo)
      •   Rápido e devagar - Daniel kahneman (fala sobre finanças comportamentais)
      •   Complacência - alexandre schwartsman - livro recente falando sobre a falta de crescimento do brasil
      

      Espero ter ajudado :)

      Reply
      • 18 January 2015 at 02:30
        Permalink

        So pra finalizar esqueci de falar na leitura inicial obrigatória que seria

        Economia Micro e Macro – Vasconcellos

        Esse é pra você ter uma ideia de como analisar cenário micro e macro econômico.

        Reply
      • 18 January 2015 at 13:37
        Permalink

        Se ajudou? Com toda certeza! Muito obrigado, irei ler aos poucos esses tambem. Entrou na lista de leitura recomendada.

        Reply
      • 20 November 2015 at 20:49
        Permalink

        Oi Viver de Dividendos, mesmo sendo um post antigo, como está compilando livros acho que um que é muito útil para entender porque diversificar é o “Cisne Negro (Black Swan)” do Nassim Taleb.

        Reply
        • 21 November 2015 at 02:40
          Permalink

          Olá Rafael

          Valeu pela contribuição. Depois vou dar uma olhada no livro.

          Reply
  • 15 January 2015 at 13:54
    Permalink

    Acho que você deveria olhar os ETFs com mais carinho. :)

    Também seria interessante acompanhar se o “stock picking” está batento a rentabilidade dos ETFs como o VIG e o NOBL no caso dessa categoria de empresa.

    Quem gosta do assunto acaba querendo ser mais ativo, mas não sei até que ponto isso se traduz realmente em ganhos extras.

    REITs também são interessantes, o VNQ mesmo com yield baixo subiu mais de 30% em 2014.

    ETF é mais fácil de acompanhar e reduz custos.

    Abçs.

    Reply
    • 15 January 2015 at 18:18
      Permalink

      De fato ETF é ideal pro cara que não tem muito tempo/paciência pra se envolver com a análise de empresa.

      Por melhor que o ETF for ele não vai ter apenas as empresas que você quer, eventualmente você vai comprar algo que não é do se interesse ou alguma tralha no meio.

      Reply
      • 15 January 2015 at 19:32
        Permalink

        VD,

        Há vários estudos mostrando que fundos passivos que replicam índices batem a grande maioria das carteiras ativas.

        O que achas disso?

        Reply
        • 15 January 2015 at 21:31
          Permalink

          Concordo com você em gênero, numero e grau.

          A grande maioria do pessoal não sabe nem o q está fazendo na bolsa, tem muita gente fazendo Trade pensando que é buy & hold, muitas vezes por falta de estudo.

          Eu nunca disse que ETF é ruim apenas que se o cara souber o que está fazendo tem muito mais chances de alcançar a IF montando uma carteira individual. Tudo é muito relativo e depende do foco do investidor é preciso olhar outras variáveis como qual o seu objetivo no investimento, curto ou longo prazo, quer renda passiva ou não, enfim não é tão simples assim de só olhar rentabilidade e está resolvido, se fizer isso vai acabar caindo no grupo de pessoas da sua frase: “grande maioria das carteiras ativas”

          Reply
          • 15 January 2015 at 21:58
            Permalink

            Com certeza, tua estratégia é ótima.
            Faço a mesma coisa em relação as Div growth , porém , vou dividir com ETFs variados, pagadores de dividendos , para aumentar a segurança .

            Parabéns e abraços .

  • 14 January 2015 at 22:20
    Permalink

    VD, e quais seriam suas empresas preferidas nesse segmento??

    Reply
    • 14 January 2015 at 23:52
      Permalink

      todas vc precisa de analisar e ver a que melhor se encaixa no seu perfil de investimento

      tem aquelas que o mercado intitula como Aristocratas do Dividendo como MCD, JNJ, PG mas é preciso olhar de perto porque cada uma tem seus pontos positivos e suas dificuldades, vide MCD que fiz um comentário sobre eles nesse meu ultimo recebimento de dividendos.

      então estude e veja como identificar as melhores empresas da uma lida nesses dois artigo aqui e aqui que vai te dar uma base e depois vc define seus próprios parâmetros de atratividade.

      Reply
  • 14 January 2015 at 14:45
    Permalink

    VD,

    sou adepto do Dividend Growth Investing também.

    Você já leu o livro Get Rich With Dividends? Muito Bom!

    Tenho conta nos EUA também e só compro as Dividend Champions, ações e REITs.

    Comecei a olhar ETFs também e decidi comprar ETFs com pagamentos regulares de dividendos e que foquem no “Income”.

    Há diversos bons ETFs com pagamentos mensais !!!!! Outro mundo.

    Pensas em ETFs também?

    E no Brasil, achas viável o Dividend Growth Investing?

    Aqui eu só gosto de Ambev, Itaú e Bradesco, o resto tenho ressalvas.

    Abraços.

    Reply
    • 14 January 2015 at 23:46
      Permalink

      Olá roentgenrx

      Não li, mas vou colocar aqui na lista.

      ETF não me enche muito os olhos eu gosto de analisar empresas e pra mim acabaria com toda a graça rsrsrs

      Aqui no brasil só temos uma Champion que é a AMBEV a única a pagar dividendos por mais de 25 anos as demais tiveram queda ou mantiveram o mesmo pagamento entre os 25 anos. O problema é que nosso universo de empresas é muito baixo e tem aquela cultura de distribuição de dividendos predatório, diversas empresas com payout altíssimo pra mim o ideal é payout abaixo de 50% sendo excelente 25% com isso a empresa consegue manter um retorno mesmo nos momentos de crise.

      Mas enfim apesar das dificuldades e peculiaridades temos empresas muito boas como as que você citou a Weg, CRUZ, Ultrapar etc.

      Reply
  • 14 January 2015 at 13:32
    Permalink

    Mas se a ideia é longo prazo e não desfrutar dos dividendos neste momento, por não investir também em empresas em crescimento?

    Reply
    • 14 January 2015 at 14:47
      Permalink

      kspov,

      no longo prazo, Value > Growth.

      As empresas de Dividend Growth são empresas de crescimentos também, algumas cresceram 20 % ao ano na última década. Vide Target!!

      Reply
    • 14 January 2015 at 23:34
      Permalink

      Olá kaspov

      Eu também tenho empresas focadas em crescimento, fiz um comentário inclusive sobre uma delas no post sobre fechamento do ano da uma lida lá, quando falo sobre investir em empresas de crescimento de dividendos não estou querendo dizer pro investidor dar all-in nessas empresas, alias não se deve dar all-in em nada na vida o ideal é possuir uma carteira mescladas com diversos tipos de empresas.

      Agora na pratica como eu disse no próprio artigo acima uma empresa de crescimento de dividendos precisa de ter também crescimento nos lucros e na teoria ainda tem uma “garantia” de que tem uma administração competente pelo fato de que eles precisam conseguir fazer a empresa crescer mesmo distribuindo parte dos lucros, não temos essa mesma “garantia” em uma empresa de crescimento puro.

      O que acontece é que o pessoal confunde empresas de crescimento com crescimento de dividendos, AMBEV todo mundo vive a falar que é empresa de crescimento o que é errado, ela é de crescimento de dividendos ela sempre pagou dividendos superiores ano a ano e só pelo fato de distribuir dividendos tira da categoria de empresas de crescimento, você pode pegar a Berkshire do Warren Buffet essa não distribui dividendos e pode ser categorizada como de crescimento.

      Enfim eu já li bastante sobre esse assunto e tem estudos que mostram que empresas de crescimento de dividendos batem empresas de crescimento puro que não distribuem lucro, mas pra publicar isso vai demorar um pouco devido a minha lista gigante de posts ja programados.

      Reply

Deixe o seu comentário: